Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

01
Ago21

TV: Aristides, o Musical (RTP2 - 18h50)

Aristides, O Musical

 

Texto: Sandra Leal

Direcção Artística e Encenação: António Leal

Música original: António Leal e Simon Wadsworth (o alinhamento musical inclui uma versão do tema "Shalom Chaverim", do canto tradicional hebraico)

Produção: Associação Cultural ContraCanto (Lapa do Lobo, Viseu)

 

Elenco: Ruben Madureira, José Lobo, Joana Leal, Carlos Martins, Sissi Martins, Hugo Baptista, Manuela Maria, Diogo Martins, Rafael Pina, Rui Marques, Márcia Borges

 

Sinopse: Junho de 1940. As tropas nazis invadem Paris. Milhares de refugiados fogem para o sul de França, na tentativa desesperada de sobreviver, abandonando o continente europeu, através da Península Ibérica. Em Bordéus, onde Aristides de Sousa Mendes (Ruben Madureira) é Cônsul-Geral de Portugal, a população aumenta rapidamente de 300 mil para cerca de 700 mil habitantes. Milhares de judeus e refugiados amontoam-se à porta do Consulado português em busca de um visto de trânsito para Portugal. Impedido pela Circular 14 de acudir a toda essa gente aflita, Aristides enfrenta um dilema: respeitar as Leis dos Homens e seguir as regras do Governo do seu país ou respeitar a Lei de Deus e seguir as regras do Amor cristão? Aristides escolhe Deus e desobedece a Salazar (José Lobo). Perante a tragédia nazi, Aristides actua. E Salazar... também. Para si, as consequências dessa desobediência viriam a ser drásticas. Para a Humanidade, contudo, a desobediência de Aristides foi um oásis de esperança num deserto de desespero, uma jangada de Paz na tempestade nazi. Para a Humanidade, a desobediência de Aristides foi o dia seguinte. Todos os dias seguintes. E o Futuro... O Futuro sobreviveu!

 

Inspirado numa página da nossa História escrita com heroísmo, "Aristides – O Musical" retrata a vida heróica do notável Cônsul Aristides de Sousa Mendes (1885 - 1954), um herói português, um homem justo, que salvou milhares de vidas do Holocausto, na II Guerra Mundial, insurgindo-se contra o poder político e as ordens de António de Oliveira Salazar.

 

"Aristides - O Musical" tem como objectivo mostrar ao público nacional a história de Aristides de Sousa Mendes, através da representação e da música. Este espectáculo retrata essencialmente os nove dias fulcrais de Junho de 1940 que estiveram na origem do dilema de Aristides de Sousa Mendes, quando se viu confrontado com a tragédia humana nas ruas de Bordéus que o levou ao gesto humanista de libertação de milhares de refugiados em fuga desesperada da perseguição nazi, através da concessão de vistos de trânsito para Portugal. Nesse sentido, pretende-se abordar o confronto entre Salazar e Aristides, bem como entre os ideais nacionais e político-estratégicos de um e os valores humanistas e morais do outro, e ainda, entre a realidade portuguesa colonialista e a realidade europeia perseguida e subjugada, replicando o contraste entre a Exposição Universal do Mundo Português, inaugurada em Junho de 1940, e o desespero dos refugiados nas ruas de Bordéus durante os mesmos dias.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub