Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

13
Jan16

TEATRO: A Tragédia Optimista (Teatro Municipal Joaquim Benite, Almada - 13 a 31 Janeiro)

tragedia optimista.jpg

 

De: Vsevolod Vichnievski (Rússia, 1900 - 1951)

Tradução: António Pescada

Encenação: Rodrigo Francisco

Produção: Companhia de Teatro de Almada

Cenografia: Manuel Graça Dias e Egas José Vieira

Figurinos: Ana Paula Rocha

Luz: Guilherme Frazão

Som: Miguel Laureano

Movimento: Catarina Câmara

Selecção musical: Levi Martins

Dramaturgia: Ângela Pardelha

Fotografia: Rui Carlos Mateus

 

Intérpretes: Adriano Carvalho, Ana Cris, André Albuquerque, André Pardal, Carlos Fartura, Carlos Pereira, Carlota Alves, João Tempera, José Redondo, Manuel Mendonça, Marco Trindade, Marinus Luyks, Miguel Eloy, Miguel Martins, Pedro Lima, Rui Dionísio

 

Sinopse: Em plena guerra civil russa, a tripulação anarquista de um navio que combatera na I Grande Guerra recebe um comissário bolchevique, que tem como missão mobilizá-la para a luta contra o exército branco. O comissário é, surpreendentemente, uma mulher, que muito rapidamente tem de impor-se. Segue-se um intenso debate ideológico, no qual se discutem os valores e os ideais da Revolução. E, pouco a pouco, da antiga tripulação anarquista começa a surgir um verdadeiro colectivo. Não satisfeito com o carácter revolucionário e subversivo da peça, Vichnievski quis destacar ainda o papel fundamental das mulheres num dos episódios mais marcantes da História mundial. Larissa Reissner –  a primeira mulher a chegar a comissária no seio do exército Vermelho –, serviu de inspiração para a protagonista. No jornal francês L’Humanité, Marina da Silva considerou que “é uma obra que convida, citando Gramsci, a ‘aliar o pessimismo da inteligência ao optimisto da vontade’ – para que possamos analisar a realidade contemporânea”.

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub