Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

04
Fev21

LETRAS LUSAS: "O Mundo na Europa - Crises e Identidades", de Sheila Khan, Vítor de Sousa e Rita Ribeiro

Bertrand.pt - O Mundo na Europa

 

Editora: Edições Humus

 

Sinopse: A História não se compadece com uma narrativa que a torne monopolista e unilateral. É a luta pelo poder, pela máxima utilização dos recursos naturais e pela capacidade abrangente de edificar uma ideologia que sirva para todos, que traz para a História esta aparência de unicidade e de homogeneidade. Este pensamento não resulta de uma mera abstracção. É o olhar observador, reflexivo e interpretativo da historicidade humana que nos empurra para esta assunção: estudar criticamente a Europa e o Mundo exige o exercício de uma linguagem maior e permeável a outras experiências humanas, políticas e históricas.



Este livro parte da convicção de que a Europa no Mundo e o Mundo na Europa não é apenas uma metáfora do fulgor e da força que a globalização e a tecnologia nos permitem. Esta Europa no Mundo e este Mundo na Europa são o resultado de uma longa relação feita de conquistas, lutas, guerras, exploração, violência, subalternização e lutas de emancipação, que representam o arquivo histórico do nosso presente.

 

sheila khan.jpg

 

Sheila Khan nasceu em Moçambique, em 1972, e veio ainda em criança para Portugal. É socióloga, actualmente investigadora de pós-doutoramento no projecto EXCHANGE (2015-2020), financiado pelo European Research Council. Doutorada em Estudos Étnicos e Culturais pela Universidade de Warwick (Inglaterra), tem o seu percurso académico centrado nos estudos pós-coloniais, com especial enfoque nas relações entre Moçambique e Portugal. De entre os temas que tem trabalhado destacam-se: História e Literatura Moçambicana e Portuguesa Contemporâneas, narrativas de vida e de identidade a partir do Sul Global, autoridades de memória e de pós-memória como dever de memória e coragem cívica. As suas mais recentes publicações são: "Portugal a lápis de cor. A sul de uma pós-colonialidade" e "Visitas a João Paulo Borges Coelho. Leituras, Diálogos e Futuros". 

 

vitor sousa.jpg

 

Vítor de Sousa é doutorado em Ciências da Comunicação (Comunicação Intercultural), pela Universidade do Minho, com a tese "Da «Portugalidade» à Lusofonia", é mestre (especialização em Educação para os Média) e licenciado (especialização em Informação e Jornalismo) na mesma área. Entre as suas áreas de investigação constam as questões em torno da identidade, Estudos Culturais, Educação para os Média e Teorias de Jornalismo. É investigador do CECS, onde integra o Grupo de Estudos Culturais, membro do Projeto CulturesPast&Present – "Memories, cultures and identities: how the past weights on the present-day intercultural relations in Mozambique and Portugal?" e do Museu Virtual da Lusofonia. É sócio da Sopcom, ECREA e da Associação dos Amigos da Biblioteca Municipal de Penafiel. Venceu o Prémio Científico Mário Quartim Graça 2016, que distinguiu a melhor tese concluída nos últimos três anos na área das Ciências Sociais e Humanas, em Portugal e na América Latina. Foi jornalista (1986-1997) e assessor de imprensa (1997-2005).

 

RITA RIBEIRO.jpg

 

Rita Ribeiro é Professora Auxiliar do Departamento de Sociologia, do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho. Fez mestrado em Antropologia e doutoramento em Sociologia, pela Universidade do Minho. Desenvolve investigação na área da Sociologia da Cultura e, particularmente, no domínio da cultura popular e identidade cultural, políticas culturais, identidade nacional e europeia, migrações e diversidade cultural. No ensino, dedica-se actualmente às áreas de Sociologia da Cultura, Sociologia do Poder, Património Cultural e Diversidade Cultural. É membro do executive board do RN Sociology of Culture, da European Sociological Association, e integra a direcção da plataforma UMCidades. É investigadora responsável do projecto de investigação "Festivity – Festa, património cultural e sustentabilidade comunitária. Investigação e comunicação no caso da Bugiada e Mouriscada de Sobrado" (2018-2022), financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia e FEDER. Neste domínio dos estudos sobre património cultural imaterial, foi investigadora responsável pelo estudo científico e elaboração do pedido de inventariação da Festa da Bugiada e Mouriscada de Sobrado no Inventário Nacional de Património Cultural Imaterial.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub