Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

29
Jul19

ESTREIA TV: Solteira e Boa Rapariga (RTP1 - 21h00)

Solteira e Boa Rapariga

 

Autoria e Realização: Vicente Alves do Ó

Produção: Ukbar Filmes

 

Elenco: Lúcia Moniz, Helena Isabel, Carlos Oliveira, Rita Loureiro, Pedro Lamares, André Nunes, Pedro Pernas, Ana Bola, Nelson Cabral, Eurico Lopes, Nuno Pardal, José Pimentão, Rodrigo Santoro (Brasil), José Pedro Vasconcelos, Hugo Van der Ding, Hugo Mestre Amaro, Pedro Diogo, João Vicente, Pedro Giestas, Rui Melo, Almeno Gonçalves, Philippe Leroux, Graciano Dias, Miguel Damião, Jorge Corrula, Romeu Costa, Guilherme Filipe, Oceana Basílio, Marina Albuquerque, Hugo Cesário, Gonçalo de Morais, Maria Eduarda

 

Sinopse: Carla (Lúcia Moniz) é uma jovem portuguesa de 40 anos. Solteira e boa rapariga, estudou Literaturas Modernas, arranjou um emprego numa editora de livros – que durou pouco tempo – e acabou por dedicar-se à tradução. Vive num apartamento pequeno – em Campo de Ourique , herança da avó – tem dois gatos (Pablo e Mimi) e nunca casou. Namorou durante 10 anos com um colega de faculdade, mas a história terminou quando ele engravidou a melhor amiga dela - Judite, a sonsa do grupo - com quem casou e com quem vive na bucólica cidade de Bragança.

 

A série "Solteira e Boa Rapariga" acompanha Carla na tarefa heróica de conhecer um homem em Lisboa. Um homem solteiro, bom rapaz, com a vida organizada, jeitoso, das idades dela, assim, perfeitinho e que caiba nos sonhos de Carla. São 26 homens, portanto, que iremos conhecer, um por cada episódio. De todos os géneros e estilos, de todos os quadrantes da sociedade portuguesa, num demonstrativo cómico e singular. Sempre na esperança de um deles ser o príncipe encantado de Carla, a nossa princesa de 40 anos que anda desesperada por casar e viver feliz para sempre, ou, pelo menos, deixar de acordar sozinha com os gatos de roda dela a pedir comida e atenção.

 

De 2ª a 6ª, às 21h00, na RTP1.

 

 

vicente-alves-do-ó.jpg

 

Vicente Alves do Ó nasceu em 1972, em Sines, no litoral alentejano. O seu trabalho divide-se entre o cinema, o teatro e a literatura. Depois de assinar vários argumentos para realizadores portugueses, estreou-se como realizador de cinema em 2011 com o filme "Quinze Pontos na Alma". Em 2012, lançou o seu segundo filme, "Florbela", êxito de bilheteira que deu também origem a uma mini-série de televisão, vencedor de vários prémios nacionais e internacionais.  Escreveu os argumentos de telefilmes para a RTP e SIC. A série "Solteira e Boa Rapariga" é o seu primeiro trabalho para televisão, com realização e argumento de Vicente Alves do Ó.

 

Argumentos Televisão:

Solteira e Boa Rapariga (série, RTP1; 2019)

Perdidamente Florbela (série, RTP1; 2012)

Amigos como Dantes (telefilme, RTP1; 2005)

Facas e Anjos (telefilme, SIC; 2000)

Monsanto (telefilme, SIC; 2000)

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D