Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

02
Dez20

ESTREIA TV: Crónica dos Bons Malandros (RTP1 - 21h00)

 

Argumento: Jorge Paixão da Costa, Mário Botequilha (baseado na obra homónima de Mário Zambujal)

Realização: Jorge Paixão da Costa

Direcção Fotografia: Pedro Cardeira

Música: Armando Teixeira

Produção: Ukbar Filmes, Moonshot Pictures (Brasil)

 

Elenco: Maria João Bastos, Marco Delgado, Adriano Carvalho, José Raposo, Manuel Marques, Rui Unas, Joana Pais de Brito, Mónica Iozzi (Brasil), Isabel Ruth, José Fidalgo, Luís Aleluia, Joana Barrios, Lúcia Moniz, Pedro Pernas, Joaquim Nicolau, Ana Cunha, Tiago Aldeia, Carlos Sebastião, Elsa Valentim, António Aldeia, João Cobanco, Luís Filipe Eusébio, José Carlos Garcia, Lucinda Loureiro, Joana Aguiar, Miguel Amorim, Gonçalo Botelho, Filipe Crawford, Eric da Silva, Laura Dutra, Teresa Faria, Miguel Frazão, Jorge Vaz Gomes, José Martins, Vânia Naia, João Pedreiro, João Maria Pinto, Sofia Espírito Santo, Bruno Salgueiro

 

Sinopse: Em 1983, um mítico bando de ladrões conhecido como Os Bons Malandros empreende um espectacular assalto ao Museu Calouste Gulbenkian. O objectivo é fazer o roubo do século: deitar a mão às celebres jóias Lalique. Na Lisboa dos anos 80, numa cidade com quase 1 milhão de habitantes, com o FMI em Portugal, Eriksson no Benfica e Futre no Sporting, Armando Gama no Festival da Canção e O Tal Canal na RTP, mergulhamos a fundo na história insólita de sete assaltantes carismáticos que têm cativado milhares de leitores ao longo dos anos e que agora chega à televisão numa série de 8 episódios. 

 

Na Lisboa dos anos 80, os muros pintam-se de cartazes políticos e de publicidade, surgem as primeiras máquinas multibanco e os óculos 3D suscitam a curiosidade dos mais cinéfilos. Este é o pano de fundo da história insólita dos sete assaltantes: Arnaldo, o Figurante (Manuel Marques); Adelaide, a Magrinha (Joana Pais de Brito); Flávio, o Doutor (Adriano Carvalho); Silvino, o Bitoque (Rui Unas); Pedro, o Justiceiro (José Raposo); Renato, o Pacífico (Marco Delgado); e Marlene, a Voadora (Maria João Bastos). 

 

Quartas, às 21h00, na RTP1.

 

 

Mário Zambujal - Portal da Literatura 

 

Mário Zambujal nasceu em 1936, na Amareleja, concelho de Moura, mas cresceu em Faro. Foi jornalista d'A Bola e d'O Jornal, sub-chefe de redacção d'O Diário de Lisboa, chefe de redacção d'O Século, director adjunto do Record, director do Mundo Desportivo e dos semanários Se7e Tal & Qual, sub-director do Canal 2 da RTP e apresentador de diversos programas de televisão. Entre o teatro e a literatura, ficou eternizado por livros como Crónica dos Bons MalandrosHistórias do Fim da Rua, À Noite Logo se VêFora de MãoPrimeiro as Senhoras, Já Não Se Escrevem Cartas de Amor, entre outros. Editado em 1980, Crónica dos Bons Malandros tornou-se um marco no género cómico-policial português. Estes Bons Malandros reflectem uma espécie de estado de alma da sociedade portuguesa de então. Por entre sonhos desfeitos, trágicas histórias de família e perdas insuperáveis, os Bons Malandros são, na sua génese, o povo português que, nalgum momento da sua vida, se perdeu e toma a decisão errada para o seu rumo. O filme já foi adaptado ao cinema, em 1984, por Fernando Lopes, e também teve adaptação teatral. 

 

 

 

Mário Botequilha | Companhia das Ilhas

 

Mário Botequilha é autor de textos satíricos para jornais, com destaque para O Inimigo Público. Foi co-autor das séries BocageO Dia do RegicídioOs ContemporâneosDonos Disto TudoExcursões Air LinoPatrulha da Noite, e de talk-shows de Herman José, entre outros projectos de ficção. Em cinema, colaborou no argumento de Axilas Soldado Milhões.

 

Argumentos Televisão:

Crónica dos Bons Malandros (série, RTP1; 2020)

Ai a Minha Vida (série, TVI; 2020)

Patrulha da Noite (série, RTP1; 2019/20)

Soldado Milhões - A Série (série, RTP1; 2018)

Excursões Air Lino (série, RTP1; 2018)

Donos Disto Tudo (série, RTP1; 2015-18)

Os Boys (série, RTP1; 2016)

Camada de Nervos - 2 eps. (série, Canal Q; 2014)

Breviário Biltre (série, RTP1; 2013)

Viver é Fácil (série, RTP1; 2011)

Estado de Graça (série, RTP1; 2011)

Os Contemporâneos (série, RTP1; 2008/9)

O Dia do Regicídio (série, RTP1; 2008)

Bocage (série, RTP1; 2006)

A Escada (telefilme, RTP1; 2005)

O Inimigo Público (série, SIC; 2005)

Manobras de Diversão (série, SIC; 2004)

Olá Pai (série, TVI; 2003)

 

 

Jorge Paixão da Costa » CICANT | Centre for Research in Applied ...

 

Jorge Paixão da Costa nasceu em Lisboa, em 1954. É realizador e argumentista de Cinema e Televisão. Licenciado em Cinematografia na Universidade de Estocolmo, Suécia, conta com mais de 30 anos de experiência profissional. Realizador das longas-metragens "O Mistério da Estrada de Sintra" (2007), "Jacinta" (2017) ou "Soldado Milhões" (2018), este último um dos filmes mais vistos desse ano e vencedor de 5 prémios Sophia. Tornou-se um nome incontornável da realização televisiva quando dirige as telenovelas "Roseira Brava" (1995) e "Lusitana Paixão" (2001), entre outras. Algumas das séries mais vistas, como "Polícias" (1996), "Não És Homem Não És Nada" (1999), "A Ferreirinha" (2004) e "Soldado Milhões" (2018), têm a sua assinatura. Esta última foi a série de ficção mais vista na RTP desde 2016. A série "República" (2010), da qual foi também co-autor, ganhou o prémio de Melhor Série Televisiva Portuguesa em 2010. "Crónica dos Bons Malandros" é a terceira série realizada por Jorge Paixão da Costa a estrear, este ano, na RTP1, depois de "A Espia" e "O Atentado". Jorge Paixão da Costa divide-se entre a realização para cinema e televisão e a carreira académica.

 

Realização Televisão:

Crónica dos Bons Malandros (série, RTP1; 2020)

O Atentado (série, RTP1; 2020)

A Espia (série, RTP1; 2020)

Não sei do que é que se trata, mas não concordo (doc., RTP1; 2020)

Jazzé Duarte (doc., RTP2; 2019)

Soldado Milhões (série, RTP1; 2018)

Jacinta (série, TVI; 2017)

À Porta da História (série doc., RTP2; 2015)

República (série, RTP1; 2010)

O que se passou foi isto (série, RTP1; 2009/10)

A Invenção (telefilme, RTP2; 2007)

Nome de Código: Sintra (série, RTP1; 2007)

29 Golpes (telefilme, RTP1; 2005)

A Escada (telefilme, RTP1; 2005)

O Mergulho (telefilme, RTP1; 2005)

A Ferreirinha (série, RTP1; 2004)

Lusitana Paixão (novela, RTP1; 2003)

Sociedade Anónima (série, RTP1; 2002)

A Raia dos Medos (série, RTP1; 2000)

Não És Homem Não És Nada (série, RTP1; 1999/2000)

Polícias (série, RTP1; 1996/7)

Roseira Brava (novela, RTP1; 1996)

Desencontros (novela, RTP1; 1995)

Na Paz dos Anjos (novela, RTP1; 1994)

Os Melhores Anos (série, RTP1; 1990)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub