Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

19
Set16

ESTREIA TV: "Barbarians Rising" - Viriato (Canal História - 22h00)

barbarians rising.jpg

 

Esta segunda-feira, o Canal História estreia "Barbarians: Rising", uma série documental que narra a saga épica da ascensão e queda do Império Romano na perspectiva dos líderes bárbaros que o derrubaram.

 

Esta série documental, que parte de uma perspectiva original nunca antes vista em televisão, reúne a ascensão e queda de Roma através dos feitos de nove guerreiros históricos que puseram em cheque o Império Romano: o português Viriato, líder da tribo dos lusitanos, interpretado pelo conhecido actor britânico Jefferson Hall (Vikings); Aníbal, Boudica, Armínio, Fritigerno, Genserico, Alarico, Espártaco e Átila.

 

 

O Império Romano chamava-lhes "bárbaros", tribos à margem da civilização que vivem uma existência selvagem e primitiva.  Mas também são alguns dos guerreiros mais destemidos da História – homens e mulheres que se ergueram para resistir, para conseguirem viver livres ou morrer. À medida que Roma crescia, os bárbaros eram taxados com impostos, escravizados, assassinados, renegados e privados das suas culturas.  

 

"Barbarians: Rising" é um docudrama de 8 episódios do canal norte-americano History Channel. Em Portugal, o Canal História irá transmitir a série, às segundas, em episódios duplos. Esta segunda-feira, 19, serão transmitidos os dois primeiros episódios: "Resistência" (22h) e "Frente de Batalha" (22h50), onde se conta a história de Viritato, chefe dos Lusitanos.

 

 Resistência (22h00)

A batalha pela supremacia começa com a divisão do mundo antigo em dois: Romano versus Bárbaros. Aníbal de Cartago fez a primeira grande aliança bárbara para derrotar Roma, antes do Império se tornar imparável. O General lança uma campanha audaciosa e sem precedentes para atacar o coração da República, conquistando os Alpes e deixando um rasto de morte por toda a Itália. Embora Aníbal ganhe as batalhas, acaba por perder a guerra. Sem qualquer adversário viável para impedir o seu avanço, Roma invade o mundo bárbaro, pilhando a terra e o povo, e desferindo uma vingança sangrenta sobre as tribos que lutaram ao lado de Aníbal. Quando a Lusitânia passa a estar sob a alçada romana, surge um homem disposto a reverter a situação. Desta vez não é um estratega militar, mas um simples pastor – Viriato – que une o seu povo para lutar contra o poder avassalador de Roma. É a primeira onda de resistência numa luta épica de 700 anos pela liberdade.

 

Frente de Batalha (22h50)

Na Hispânia antiga, Roma procura vingar-se das tribos bárbaras que lutaram ao lado de Aníbal na sua fracassada campanha para destronar a República. O Governador Galba massacra os Lusitanos, uma tribo céltica da Ibéria ocidental e quase aniquila toda a população. Os sobreviventes vivem como refugiados na sua própria terra, unidos sob a alçada do pastor promovido a líder – Viriato – para lançar a resistência da guerrilha contra a ocupação romana. Os bárbaros usam o conhecimento que têm do terreno para seu próprio proveito, tendo como objectivo continuarem a lutar, enquanto Vetillius lança uma caça ao homem em grande escala para localizar o elusivo líder rebelde. Os dois lados encontram-se na Floresta de Tribola para um confronto fatídico.

 

Viriathus_10022015_EN_5886.jpg

 

"Viriato" 

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub