Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

02
Jul16

ESTREIA TV: As Novas viagens philosophicas (RTP1/ domingo, 3 - 11h30)

Estreia: As novas viagem philosophicas

 

As Novas viagens philosophicas são o resultado de 5 anos de viagens por 12 países e 4 continentes. Um trabalho de documentário único e como nunca foi feito em Portugal.

 

Dois câmaras, um sonoplasta e uma jornalista correram o mundo guiados por biólogos portugueses com a missão de documentar e explicar as investigações dos cientistas nacionais.

 

Foram muitos milhares de quilómetros e centenas de dias de gravação; muitas casas em florestas, ilhas solitárias, oásis no deserto; muitas noites de caminho, muitas madrugadas à espera, muitos sóis que nasceram enquanto se espreitava de um ninho ou saía de uma toca; foram muitas vacinas e algumas doenças; foram muitos caminhos a pé, de jipe, de canoa, de helicóptero, de lancha, de avioneta, navio e hidroavião; foram muitas estradas sem fim, um naufrágio, mil subidas e descidas; foi muito calor e chuva torrencial; foram rios, lagos e mares, praias, montanhas, planícies, bosques e savanas, ilhéus e vulcões. Foram chãos vermelhos e negros, chãos brancos, amarelos e laranja, chãos de rocha e folhas e areia. Foram crocodilos e aves coloridas, frutos maravilhosos, sapos, coelhos corredores e peixes difíceis, preguiças e lagartos e muita gente, muitas amizades, muitas despedidas.

 

Em resumo, visitaram-se 12 países em 4 continentes e, ao longo de 5 anos, foram filmadas aproximadamente 260 horas, em mais de 200 dias de trabalho. Fizeram-se 100 voos diferentes, cerca de 30 ligações marítimas e entrevistaram-se 50 cientistas e biólogos. E o resultado está aqui: 13 episódios sobre biodiversidade e vida selvagem protagonizados por investigadores portugueses, gravados nos locais mais inóspitos do planeta, da Mauritânia à Amazónia.

 

No primeiro episódio: Viajamos até à Mauritânia para conhecer os crocodilos do deserto.

 

Um grupo de biólogos procura crocodilos nos oásis de montanha no Saara. A recolha de amostras de tecido dos crocodilos permite perceber se há comunicação entre os diversos grupos ou se o seu isolamento reprodutivo pode conduzir ao desaparecimento de algumas populações. Trata-se do crocodylus suchus, uma espécie diferente do crocodilo do Nilo.

 

Domingos, às 11h30, na RTP1.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub