Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

28
Dez18

DOC TV: Setembro, a Vida Inteira (RTP2/ sábado, 29 - 00h55)

 

Realização: Ana Sofia Fonseca

Direcção Fotografia: Carlos Ferreira

Música: Irene Orta Cintado, José M. Afonso, João Amaral

Tema final: "Oiça lá, ó Senhor Vinho" (interpretação de Jorge Palma para este filme/ letra: Alberto Janes, voz e guitarra acústica: Jorge Palma, contrabaixo: Carlos Barretto, banjo: Pedro Vidal)

Produção: Carrossel Produções (Ana Sofia Fonseca, Renata Amaro)

 

Com: Dirk Niepoort, os Guedes da Sogrape, os Soares da Malhadinha, os Olazabal do Meão, Luís Pato, os monges da Cartuxa, Leonor Freitas, Ricardo Diogo Freitas, a "Brigada da Vinha"

 

Sinopse: Um País. 700 milhões de garrafas. Mais de 2000 anos de História. Todos os calendários, a sorte jogada em Setembro. Homens, mulheres e crianças contam a vida pelas vindimas. O vinho está na moda e o português nunca teve tanto reconhecimento como hoje. Este filme é o seu retrato pessoal, um tema universal com a alquimia local. "Setembro - A Vida Inteira" viaja pela intimidade das vinhas e das adegas, descobrindo paixões, crimes e aventuras. Mas este documentário é também sobre paixão, liberdade e fé. Um convite à reflexão sobre a natureza humana e à relação entre os donos da terra e quem a trabalha. Porque nada fermenta como uma boa história, as vidas das gentes do vinho são passaporte para descobrir Portugal.

 

Durante um ano, a jornalista Ana Sofia Fonseca percorreu as regiões vitivinícolas do Douro, Setúbal, Alentejo, Bairrada e Madeira, para realizar um documentário em que o vinho é a personagem principal.

 

O ponto de partida para o enredo desta longa-metragem aconteceu em 2003 quandoAna Sofia Fonseca estava a escrever o livro Barca Velha – Histórias de um Vinho. Ao entrar no sótão da casa de Maria Luísa Olazabal, na Quinta do Vale Meão, no Douro Vinhateiro, deparou-se com um cenário "digno de um filme". Só doze anos depois se iniciava a rodagem. O resultado é esta obra documental onde as histórias íntimas das gentes do vinho são o passaporte para descobrir Portugal, mas também um  "convite à reflexão sobre a alquimia do vinho, a relação entre quem tem a terra e quem a trabalha" e também um documentário "sobre paixão, liberdade e fé".

 

 

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D