Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alma-lusa

alma-lusa

30
Dez20

DOC TV: A Senhora Dona Amélia (RTP2 - 20h20)

A Senhora Dona Amélia

 

Autoria: Paula Castelar e Laurent Filipe

Realização: Laurent Filipe

Produção: Laurent Filipe Produções

 

Sinopse: Amélia Rey Colaço foi uma das maiores figuras do teatro português, enquanto actriz, encenadora e empresária da mais duradoura companhia teatral da Europa. Na sua longa vida recebeu algumas das mais altas condecorações do Estado Português. Teve uma longa e rica história de vida que merece ser contada.

 

Amélia Rey Colaço casou-se em Dezembro de 1920 com o actor Robles Monteiro. No ano seguinte, os dois concorrem ao concurso de concessão do Teatro Nacional D. Maria II, fundando para o efeito uma companhia de teatro própria: a Companhia Rey Colaço-Robles Monteiro. Foi a mais duradoura companhia teatral de sempre da Europa, com 53 anos de existência (oficialmente extinta em 1988), 46 dos quais sediada no Teatro Nacional D. Maria II.


Em 1964, um grande incêndio no D. Maria destrói o acervo da companhia. Ficam em cinzas décadas de cenários e figurinos. Em cena estava "Macbeth". Conseguiu-se repor a peça no Coliseu, com a ajuda de todos, mas a empresa ficou bastante fragilizada.


Em 1967 aconteceria um novo incêndio, no Teatro Avenida, onde a companhia se tinha instalado. Amélia ainda leva a empresa para outros teatros: Capitólio, Trindade e, no início de 1974, para o São Luiz, onde tinha iniciado a carreira. Impotente contra os danos causados por tantas adversidades, acaba por encerrar a companhia. Apoia a criação do Museu do Teatro, que abre em 1982, em Lisboa. Também trabalha para televisão, mas não gosta da experiência. Em 1985, com 87 anos de idade, interpreta o seu último grande papel, D. Catarina, na peça El Rei D. Sebastião, de José Régio.


Uma longa e rica história de vida que merece ser contada.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub