Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

28
Ago14

Cinema Ideal reabre hoje

 

 

O Cinema Ideal, em Lisboa, reabre esta 5ª feira com a estreia em sala do premiado filme "E agora? Lembra-me", de Joaquim Pinto. A sessão inaugural do cinema acontece às 21h00 e contará com a presença do realizador.

 

Situado na Rua do Loreto, entre a Baixa/Chiado e o Bairro Alto e a Bica, esta é a mais antiga sala de cinema de Portugal (1904) e uma das mais antigas do mundo. Começou por ser Salão Ideal, depois Cinema Ideal, Cine Camões, Cine Paraíso e, agora, reabre como Cinema Ideal. O renascimento do mítico espaço, com duas salas de cinema, é da responsabilidade da produtora Midas Filmes em associação com a Casa da Imprensa, proprietária do edifício onde funciona o Cinema Ideal e pioneira, desde 1962, na organização de festivais e ciclos de cinema em Lisboa. A remodelação esteve a cargo do arquitecto José Neves.

 

O cinema português será uma das prioridades na programação do Cinema Ideal. Assim, além da estreia do filme "E agora? Lembra-me", o Cinema Ideal irá contar no seu primeiro ano com uma série de estreias:

 

- estreia, a 11 de Setembro (mês em que o Cinema Ideal completa 110 anos), da versão longa do filme "Os Maias", de João Botelho, num exclusivo do Cinema Ideal... no mesmo dia, estreia a nível nacional, numa versão mais curta;

 

- para assinalar os 50 anos do Cinema Novo português, a exibição da última longa-metragem de Paulo Rocha (1935 - 2012), "Se eu fosse ladrão... roubava", acompanhada da reposição das versões digitais restauradas de "Os Verdes Anos" e "Mudar de Vida", a par de produções de outros cineastas da mesma geração, como Fernando Lopes, António da Cunha Telles ou José Fonseca e Costa;

 

- estão também previstas as exibições do filme "Cavalo Dinheiro", de Pedro Costa (recentemente premiado no Festival de Locarno); da primeira longa-metragem de João Salaviza; do novo documentário de João Canijo; do filme "Lacrau", a primeira longa-metragem de João Vladimiro; e de um programa com três curtas-metragens de Gabriel Abrantes.

 

Além do cinema português, o Cinema Ideal irá também mostrar filmes clássicos estrangeiros. Assim, a partir desta 6ª feira, para além do filme de Joaquim Pinto, as sessões diárias do Cinema Ideal serão repartidas com a versão digital restaurada de "A Desaparecida" (1956), de John Ford, clássico do cinema norte-americano.

 

No primeiro andar do edifício do Cinema Ideal, funcionará um restaurante e uma livraria com grande oferta de DVD's. Nesta livraria, haverá também lugar para debates, apresentações de filmes e outras iniciativas.

 

Dica: Pode saber mais sobre a história do Cinema Ideal no livro "O Cinema Ideal e a Casa da Imprensa - 110 anos de filmes", de Maria do Carmo Piçarra

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D