Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alma-lusa

alma-lusa

31
Dez20

CINE TV: Variações (RTP1 - 1 Janeiro, 21h55)

VARIAÇÕES - O FILME - 9

 

Ano: 2019

Realização e Argumento: João Maia

Música: António Variações

Produção Musical: Armando Teixeira

Director Fotografia: André Szankowski 

Produção: David & Golias (Fernando Vendrell e Luís Alvarães)

 

Elenco: Sérgio Praia, Filipe Duarte, Victoria Guerra, Augusto Madeira (Brasil), Teresa Madruga, Afonso Lagarto, Diogo Branco, Nuno Casanovas, Fernando Pires, Miguel Raposo, Eric da Silva, Madalena Brandão, Tomás Alves, Carlos Malvarez, Luís Moreira, Filipe Albuquerque, José Raposo, João Nunes de Azevedo, João Melo, David Morales, Lara Araújo, Eloy Monteiro, Soraia Castro, Beatriz Leonardo, João Pedro Bernardes, André Patrício, Dinarte de Freitas, Elisabete Pedreira, Joaquim Nicolau, Renan, Miguel Sousa, Carlos Oliveira, Maria José Paschoal, Sónia Balacó, José Martins, Raimundo Cosme, Edmundo Rosa, Figueira Cid, Miguel Frazão, Tomás Borralho, Diogo Cruz, João Galelo, João Arroja, Nuno Gabriel, Pedro Monteiro, Carlos Vieira de Almeida, Maria José Baião, Maria Luísa Alvarenga, Leonor Bastos, Andreia Santos

 

Sinopse: Um filme sobre um dos maiores ícones da pop portuguesa.

 

Com uma sonoridade moderna, e ao mesmo tempo profundamente portuguesa, António Variações foi um dos músicos mais originais alguma vez surgidos em Portugal. António Joaquim Rodrigues Ribeiro, de seu nome de baptismo, teria feito 75 anos no final de 2019. Morreu em 1984, em Lisboa, aos 39 anos. Esta é a sua história.

 

O retrato da vida de António Ribeiro, barbeiro e figura da movida lisboeta no final dos anos 70, perseguindo o seu sonho de se tornar cantor e compositor, apesar de não saber uma nota de música. O filme foca o processo de transformação na persona de António Variações, artista excêntrico e popular cuja carreira fulgurante foi interrompida pela sua morte em 1984. O filme é uma homenagem a todos os que ainda hoje perseguem os seus sonhos aspirando transformar as suas vidas.
 
 
Resultado de imagem para antonio variações
 
 
António Joaquim Rodrigues Ribeiro nasceu a 3 de Dezembro de 1944, no lugar de Pilar, freguesia de Fiscal, concelho de Amares, região do Minho. Aos 12 anos, partiu para Lisboa, onde trabalhou como aprendiz de escritório, barbeiro, balconista e caixeiro. Foi para Angola cumprir o serviço militar e, mais tarde, viveu em Londres e em Amesterdão, cidades onde se deparou com sociedades mais abertas e diferentes formas de vida. Foi em Amesterdão que aprendeu a profissão de barbeiro, que veio depois a exercer em Lisboa. De regresso à capital portuguesa, começa a trabalhar como barbeiro e começa também a sua actividade musical, ao dar espectáculos com um grupo de músicos amadores.  Assinou contrato com a editora Valentim de Carvalho, em 1978. Em 1981, apresenta-se pela primeira vez ao vivo na discoteca Trumps. É também neste ano que, ainda sem ter qualquer música editada, participa no programa de televisão "O Passeio dos Alegres", apresentado por Júlio Isidro, e alcança grande notoriedade pela música e pelo seu visual. Nasce aqui o fenómeno António Variações, com um visual excêntrico e uma música que misturava diversos géneros, como o rock, o pop, os blues ou o fado. O seu primeiro álbum, "Anjo da Guarda", é lançado em 1983 e, um ano depois, sai o segundo álbum, "Dar & Receber", já com um António Variações num estado de saúde muito débil. Viria a falecer a 13 de Junho de 1984, com apenas 39 anos de idade. A sua curta carreira musical não impediu, no entanto, que o génio de António Variações perdurasse até aos dias de hoje, sendo considerado um dos maiores nomes da música portuguesa e, mais importante ainda, as suas canções continuam a ser cantadas por portugueses de todas as idades.
 
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub