Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

15
Set17

CINE TV: Recordações da Casa Amarela (RTP2/ sábado, 16 - 23h55)

recordações.jpg

 

Ano: 1989

Realização e Argumento: João César Monteiro

 

Elenco: João César Monteiro, Manuela de Freitas, Sabina Sacchi, Teresa Calado, Ruy Furtado, Henrique Viana, Duarte de Almeida, António Terrinha, Luís Miguel Cintra

 

Sinopse: Lisboa, 1989. Um pobre diabo de meia idade, chamado João de Deus, vive no quarto de uma pensão barata e familiar na zona velha e ribeirinha da cidade. Atormentado pela doença e outras vicissitudes, João de Deus alimenta-se da música de Schubert e de uma vaga cinefilia para melhor resistir à miséria da sua medíocre existência. Um dia, na sequência de uma ridícula tentativa de violação da filha da dona da pensão, é posto na rua. Sem família, doente e falido, João de Deus é internado num hospício, de onde sai determinado a "dar-nos trabalho".

 

"Recordações da Casa Amarela" transformou João César Monteiro (1939 - 2003) num dos cineastas portugueses de maior prestígio no estrangeiro, a que não é alheio o Leão de Prata conquistado no Festival de Veneza, e numa das personalidades artísticas mais sui generis do panorama nacional, a que não são alheias as suas polémicas, provocatórias e desconcertantes atitudes e declarações. Na verdade, Monteiro é um criador inspirado de corrosivas e delirantes comédias para as quais inventou um protagonista notável, um alter ego de ficção absolutamente irresistível, truculento e patético chamado João de Deus, que ele próprio interpreta e que seria, a partir de "Recordações da Casa Amarela", o centro de novas e hilariantes aventuras num país à beira-mar plantado. Acima de tudo, Monteiro, com o seu humor muito particular, constrói a incrível trajectória de um herói lusitano através das maiores desventuras numa Lisboa tão luminosa e cristalina quanto perversa e cruel. A história de um português que foi enganado e, desde então, nunca mais deixou de nos dar trabalho. Graças a Deus e ao talento de Monteiro.

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub