Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alma-lusa

alma-lusa

31
Mai19

CINE TV: Brandos Costumes (RTP2/ sábado, 1 - 23h50)

Brandos Costumes

 

Ano: 1975

Realização: Alberto Seixas Santos

Argumento: Alberto Seixas Santos, Luiza Neto Jorge, Nuno Júdice

Música: Jorge Peixinho

 

Elenco: Luís Santos, Dalila Rocha, Isabel de Castro, Sofia de Carvalho, Constança Navarro, Cremilda Gil

 

Sinopse: Cenas da vida doméstica de uma família portuguesa da média burguesia, alternadas com actualidades sobre a ascensão, glória e queda do salazarismo, onde se constrói um paralelismo entre a figura do chefe de família tradicional e o ditador. 


Os conflitos e as frustrações das filhas, que representam duas gerações, são apresentadas de forma didáctica nas suas relações com os pais, a avó e a criada. Tudo isto articulado com quadros musicais onde, no limite, a história de uma família e a História de um país se confrontam, complementam e confundem.

 

"Brandos Costumes" é, possivelmente, um dos filmes mais célebres e comentados do pós-25 de Abril. Primeiro porque acabou de ser rodado em 1974 e depois porque constituía, de certa forma, uma autêntica premonição dos acontecimentos desse ano, que mudaram irreversivelmente tudo aquilo que o filme reflectia e analisava. 


Trata-se da obra de estreia de Alberto Seixas Santos (1936 - 2016) na realização, que revelou um cineasta sui generis na forma como criou uma estrutura narrativa e uma reflexão política abrangente, introspectiva e até pedagógica, a partir de elementos distintos como as actualidades cinematográficas, excertos de filmes como "Chaimite" ou "A Revolução de Maio", a encenação de uma situação dramática precisa, no caso a trajectória e as relações de uma família burguesa, e, por fim, a construção de quadros musicais em tom de paródia revisteira. 
Nesta dimensão, "Brandos Costumes" assume-se ainda como uma reflexão sobre o próprio cinema e os seus mecanismos.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D