Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

12
Abr18

CINE ESTREIA: "Soldado Milhões", de Gonçalo Galvão Teles e Jorge Paixão da Costa

 

Realização: Gonçalo Galvão Teles e Jorge Paixão da Costa

Argumento: Jorge Paixão da Costa e Mário Botequilha

Direcção de Fotografia: José António Loureiro

Efeitos Digitais: Jorge Carvalho e Carlos Amaral

Música original: Pedro Janela

Produção: Ukbar Filmes (Pandora da Cunha Telles e Pablo Iraola)

 

Elenco: João Arrais, Miguel Borges, Raimundo Cosme, Isac Graça, Tiago Teotónio Pereira, Carminho Coelho, Ivo Canelas, Graciano Dias, Nuno Pardal, Dinarte Branco, António Pedro Cerdeira, Lúcia Moniz, Filipa Louceiro, João Nunes Monteiro, Maria Eduarda, Luís Ganito, Rodrigo Paganelli, João Santos Silva, Afonso Viriato, Rodrigo Tomás, Miguel Taborda, Rafael Costa, Rui Conceição, David Cipriano, Tiago Castro, Gonçalo Botelho, Pedro Moldão Martins, Valerie Braddell, Francis Braddell, Miguel Ponte

 

Sinopse: No ano em que se assinala o centenário da Primeira Guerra Mundial, acompanhamos o percurso do soldado Milhais, que valia milhões, através das suas memórias da guerra.

 

Aníbal Augusto Milhais é um entre tantos soldados enviados para a Flandres (França) durante a Primeira Guerra Mundial. Na Batalha de La Lys (9 Abril 1918), contrariando ordens superiores, enfrenta sozinho sucessivas ofensivas alemãs de maneira a garantir a retirada dos companheiros. Milhais demora vários dias até reencontrar o seu pelotão em Saint- Venant, protegido apenas pela sua arma – Luisinha – e um amuleto da sorte oferecido pela sua amada.

 

 

 

 Resultado de imagem para soldado milhões

 

Aníbal Augusto Milhais nasceu a 9 de Julho de 1895, em Valongo, no concelho de Murça, região de Trás-os-Montes e Alto Douro. Soldado do Corpo Expedicionário Português (CEP) na I Guerra Mundial, combateu na Batalha de La Lys, a 9 de Abril de 1918. Numa luta desigual contra as forças alemãs, a Batalha de La Lys causou cerca de 7000 baixas entre as forças portuguesas, entre mortos, feridos, desaparecidos e prisioneiros de guerra. Foi uma das maiores tragédias da história militar portuguesa, mas houve espaço para heróis, e o maior deles foi Aníbal Milhais, que, sozinho na sua trincheira, e apenas munido de uma metralhadora, enfrentou as colunas alemãs permitindo a retirada de vários soldados portugueses e britânicos para as posições defensivas da retaguarda. Quatro dias depois do início da batalha, encontrou um médico escocês e salvou-o de morrer afogado num pântano. Foi este médico que contou os feitos heróicos do soldado português às forças aliadas. Quando Aníbal Milhais regressou ao acampamento português, o comandante Ferreira do Amaral saudou-o dizendo: "Tu és Milhais, mas vales milhões!" E ficou para sempre conhecido como o Soldado Milhões, o único soldado raso português agraciado com a mais alta condecoração militar nacional, a Ordem Militar da Torre e Espada. Em sua homenagem, a localidade onde nasceu acrescentou o seu último nome, sendo hoje conhecida como Valongo de Milhais. Aníbal Augusto Milhais, o Soldado Milhões, faleceu a 3 de Junho de 1970, aos 74 anos. 

 

 

Resultado de imagem para gonçalo galvão teles e jorge paixao costa

 

 

Gonçalo Galvão Teles nasceu a 12 de Fevereiro de 1973, em Lisboa. Licenciou-se em Direito na Universidade Clássica de Lisboa, tendo posteriormente feito um mestrado em Guionismo, na University of Southern California, nos EUA. O seu primeiro argumento produzido, uma curta-metragem de animação intitulada "A Suspeita", ganhou o Cartoon D’Or na categoria de Melhor Animação Europeia do ano 2000. Desde então desenvolveu a sua carreira como argumentista, realizador e produtor de vários filmes para cinema e televisão.

 

Filmografia:

 

Soldado Milhões (2018, c/ Jorge Paixão da Costa)

Gelo (2016, c/Luís Galvão Teles)

Senhor X (curta-metragem, 2010)

Antes de Amanhã (curta-metragem, 2007)

O Outro Lado do Arco-Íris (curta-metragem, 2004)

Teorema de Pitágoras (telefilme, 2001)

 

 

Jorge Paixão da Costa nasceu a 13 de Outubro de 1954, em Lisboa. Licenciou-se em Cinematografia pela Universidade de Estocolmo, Suécia, e frequentou o Masters School of the European Film Academy, em Berlim, Alemanha. Realizador e argumentista de cinema e televisão, realizou vários trabalhos televisivos, como as séries "Os Melhores Anos", "Polícias", "Não és Homem não és Nada", "A Raia dos Medos", "Sociedade Anónima", "A Ferreirinha", "Nome de Código: Sintra", "República"; as telenovelas "Na Paz dos Anjos", "Desencontros", "Roseira Brava", "Lusitana Paixão"; os telefilmes "O Mergulho", "A Escada", "29 Golpes", "A Invenção"  ou a série documental "À Porta da História", entre outros. Participou como actor em diversos filmes, telefilmes, séries e telenovelas. É professor na Universidade Lusófona, em Lisboa. 

 

Filmografia:

 

Soldado Milhões (2018, c/ Gonçalo Galvão Teles)

Jacinta (2017)

O Mistério da Estrada de Sintra (2007)

Quatro vezes Quatro - O Triunfo da Forma (curta-metragem, 2001)

Devolvidos (documentário, 2000)

Le Fântome du Palais (curta-metragem, 1993)

Ladrão que rouba a anão tem cem anos de prisão (curta-metragem, 1992)

Adeus, Princesa (1992)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D