Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

04
Jun15

CINE ESTREIA: "Pã, Não Chora Não", de Gabriel Abrantes

pa_nao_chora_f2.jpg

 

 

"Pã, Não Chora Não" engloba três curtas-metragens do realizador Gabriel Abrantes: "Liberdade" (2011), "Tapobrana" (2014) e "Ennui Ennui" (2013). São três contos que interagem uns com os outros pela temática comum ao trabalho do realizador: o pós-colonialismo, a mistura cultural e sexual, a globalização e a ascensão do fundamentalismo religioso.

 

 

 

"Liberdade" (2011)

 

Realização: Gabriel Abrantes e Benjamin Crotty

Elenco: Wilson Teixeira, Betty Meixue

Sinopse: Filmada em Luanda, Angola, a história segue dois jovens amantes: Liberdade, um rapaz angolano, e Betty, a sua namorada chinesa, enquanto ambos navegam pelas complicadas inflorescências das suas identidades. Viajando através de paisagens urbanas e naturais do país imenso, de um karaoke chinês na Baía de Luanda ao cemitério de barcos na praia de Santiago, sonham com possibilidades incertas do futuro... Liberdade, apaixonado, sofre de impotência sexual e decide assaltar uma farmácia para ter Viagra.

 

Prémios: Melhor Realizador de Curta-Metragem Portuguesa Restart no IndieLisboa 2010

              Prémio Cinema e Vídeo no Festival de Locarno 2011 (Suíça)

 

 

 

"Tapobrana" (2014)

 

Realização: Gabriel Abrantes

Argumento: Gabriel Abrantes e David Lasantha

Elenco: Natxo Checa, Jani Zhao, Gabriel Abrantes, David Lasantha, João Pedro Vale, André Príncipe, Gonçalo Pena, Alexandre Melo

 

Sinopse: Nesta pequena comédia, Luís Vaz de Camões, o maior poeta português do Renascimento, debate-se criativamente ao engrenar num estilo de vida hedonístico, coprófago e baralhado pelo consumo de drogas. O filme acompanha o poeta, e a sua amante Dinamene, na altura em que escreve a sua obra-prima, o poema épico "Os Lusíadas". Viaja desde a cacofonia das selvas índicas, rodeado de elefantes alegóricos e macacos que rimam, até à fronteira entre o Céu e o Inferno, onde é confrontado com a sua fantasia: a fama e a imortalidade.

 

 

 

 

 

"Ennui, Ennui" (2013)

 

Realização e Argumento: Gabriel Abrantes

Elenco: Edith Scob, Laetitia Dosch, Omid Rawendah, Breshna Bahar, Esther Garrel, Aref Banuhar, Asif Mawdoodi, Stephan Rizon

 

Sinopse: «Ennui Ennui» é um filme em três línguas que mistura drones, o presidente dos Estados Unidos, a troca de noivas tribal e o voluntariado ocidental, numa paródia de Gabriel Abrantes sobre o conflito militar no Afeganistão.

 

Prémios: Grande Prémio França Brive 2014

 

 

 

 

Filho de pais africanos (o pai nasceu no antigo Zaire e a mãe em Moçambique), Gabriel Abrantes nasceu em 1984, em Chapel Hill, no estado da Carolina do Norte, nos Estados Unidos da América. Completou a licenciatura em Cinema e Artes Visuais na The Cooper Union for the Advancement of Science and Art, em Nova Iorque, e uma pós-graduação em Le Frenesoy Studio National des Arts Contemporains, em Tourcoing, França. É realizador e artista visual. Como realizador, recebeu numerosos prémios, onde se incluem o Lepoardo de Ouro para a Melhor Curta-Metragem Internacional no Festival de Cinema de Locarno 2010 pelo seu filme A History of Mutual Respect. Actualmente, Gabriel Abrantes vive e trabalha em Lisboa e é um dos nomes mais importantes da nova geração de artistas portugueses.

 

Filmografia (curtas-metragens):

 

Freud und Friends (2015)

Tapobrana (2014)

Ennui Ennui (2013)

Zwazo (2012)

Fratelli (2011)

Palácios de Pena (2011)

Baby Back Costa Rica (2011)

Liberdade (2011)

A History of Mutual Respect (2010)

Visionary Iraq (2009)

Too Many Daddies, Mommies and Babies (2009)

Arabic Hare (2008)

Olympia 2 (2007)

Olympia 1 (2007)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D