Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

30
Out14

CINE ESTREIA: "O Grande Kilapy"

 

kilapy.jpg

 

País: Angola

Realização: Zézé Gamboa (Angola)

Argumento e Diálogos: Luís Carlos Patraquim (Moçambique) e Luís Alvarães (Portugal)

Música original: David Linx & Diederik Wissels (Bélgica)

Produção:  Fernando Vendrell - David & Golias (Portugal), Raiz Produções Cinematográficas (Brasil), Gamboa & Gamboa (Angola)

Elenco Principal: Lázaro Ramos (Brasil), João Lagarto (Portugal), Pedro Hossi (Angola), Patrícia Bull (Portugal), Sílvia Rizzo (Portugal), Hermila Guedes (Brasil), Adriana Rabelo (Brasil), São José Correia (Portugal), José Pedro Gomes (Portugal)

Actores Portugueses: João Lagarto, Patrícia Bull, Sílvia Rizzo, São José Correia, José Pedro Gomes, Pedro Carraca, Carlos Paca, Miguel Telmo, Filipe Crawford, Manuel Wiborg, José Boavida, Marcello Urgeghe, Jorge Silva, Carlos Sebastião, Sabri Lucas, Bruno Schiappa, Daniel Martinho, António Fonseca, Francisco Areosa, Elisabete Piecho, Eduardo Frazão, Ciomara Morais, Anabela Teixeira, Vanessa Almeida, Miguel Coutinho

Participação Especial: Gisela João (fadista), Ricardo Parreira (guitarra portuguesa), Pedro Soares (viola), Carlos Sanches (músico cabaret), Vítor Santos (músico cabaret), Jorge Kaipas (músico cabaret), Zezé N'Gambi (músico cabaret)

 

Sinopse: João Fraga, mais conhecido por Joãozinho das garotas, é um jovem angolano que, nos últimos anos do colonialismo, burlou o Estado português em muitos milhares de contos. Preso na véspera da revolução de Abril de 1974, Joãozinho acaba por ser libertado como um dos heróis da independência de Angola. "O Grande Kilapy" é a sua história. A realidade de um bom malandro, um vigarista com uma profunda ética de amizade, bon vivant a todo o custo, sempre disposto a conseguir o melhor para si e para a sua vida. Por força das circunstâncias, Joãozinho acaba por se tornar um personagem incómodo, subversivo e político, para o regime colonial português.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D