Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

16
Fev17

CINE ESTREIA: "Máscara de Aço contra Abismo Azul", de Paulo Rocha

mascara aço filme.jpg

 

Ano: 1989

Realização e Argumento: Paulo Rocha (1935 - 2012)

Música: Paulo Brandão

Produção: Suma Filmes (Paulo Rocha)

 

Elenco: Fernando Heitor, Inês de Medeiros, Vítor Norte, Miguel Guilherme, José Viana, Henrique Viana

 

Sinopse: Neste filme, o realizador e produtor Paulo Rocha volta ao universo da pintura com uma surpreendente "colagem" sobre o Modernismo português, concentrando as atenções na personalidade de Amadeo de Souza-Cardoso. Entre a reconstituição dos anos do Orpheu e do Manifesto Futurista, a montagem de uma exposição na Fundação Calouste Gulbenkian e um onirismo jugulado, Paulo Rocha propôs uma das mais singulares e fascinantes visões desse mundo de cores e metais, tão saudosista quanto anarquizante, tão altaneiro quanto inseguro. Um mundo de cores fortes, a meio caminho entre o documentário e a ficção, vibrante como o pulsar da alma de uma geração singular e fascinante. 

 

"Máscara de Aço" e "Abismo Azul" são títulos de quadros de Amadeo numa reflexão artística a meio caminho entre o documentário e a ficção.

 

 

Amadeo Ferreira de Souza-Cardoso nasceu a 14 de Novembro de 1887, em Manhufe, freguesia de Mancelos, concelho de Amarante. Pertencente à primeira geração de pintores modernistas portugueses, destacou-se pela qualidade excepcional da sua obra e pelo diálogo que estabeleceu com as vanguardas históricas do início do séc. XX. Faleceu a 25 de Outubro de 1918, aos 30 anos de idade.

 

O filme "Máscara de Aço contra Abismo Azul" vai ser exibido, entre 16 e 22 de Fevereiro, no Cinema Ideal, em Lisboa, diariamente, às 19h45. Na sexta-feira, 17, haverá uma sessão especial apresentada pela actriz Inês de Medeiros, na presença de outros colaboradores de Paulo Rocha neste filme.

 

A longa-metragem, que depois circulará por todo o País, realizada por Paulo Rocha no âmbito do centenário do nascimento de Amadeo de Souza-Cardoso, foi digitalizada e restaurada pela Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema. 

 

A exibição desta obra cinematográfica coincide com a exposição "Amadeo de Souza-Cardoso/Porto Lisboa/2016 - 1916", que está patente no Museu do Chiado, em Lisboa, até 26 de Fevereiro, e já foi apresentada no Museu Soares dos Reis, no Porto, no final de 2016.

 

 

mascara aço dvd.png

 

 

Paulo Rocha nasceu no Porto, em 1935, e morreu em Vila Nova de Gaia, em Dezembro de 2012. «Figura crucial no lançamento do Cinema Novo português, de que os seus primeiros filmes, "Os Verdes Anos" e "Mudar de Vida", são títulos fundamentais, Paulo Rocha foi, durante os últimos 50 anos, um autor central da moderna cinematografia portuguesa. A sua obra compõe um olhar de conjunto sobre a "portugalidade", a partir de uma série de encontros e de choques: entre o país urbano e o país rural, ou entre a modernidade cultural e as tradições populares, por vezes em diálogo com formas e expressões culturais exógenas, como sucede nos seus filmes ("A Ilha dos Amores", por exemplo) que reflectem a presença portuguesa no Extremo Oriente, também a partir de uma vivência pessoal (Paulo Rocha viveu muitos anos no Japão, trabalhando como Adido Cultural). Foi assistente de Jean Renoir em "Le Caporal Epinglé" e um dos colaboradores de Manoel de Oliveira em "Acto da Primavera".  (Cinemateca Portuguesa)
 
 
Filmografia:
 
Se Eu Fosse Ladrão... Roubava (2013)
 
Vanitas (2004)
 
As Sereias (documentário, 2001)
 
A Raiz do Coração (2000)
  
O Rio do Ouro (1999)
 
Camões - Tanta Guerra, Tanto Engano (vídeo, 1998)
 
Cinéma, de notre temps (documentário TV, 1993 - 1995)
 
Portugaru San - O Sr. Portugal em Tokushima (vídeo, 1993)
 
Máscara de Aço contra Abismo Azul (telefilme, 1989)
 
O Desejado (1987)
 
A Ilha de Moraes (documentário, 1984)
 
A Ilha dos Amores (1982)
 
A Pousada das Chagas (curta-metragem, 1972)
 
Sever do Vouga... Uma Experiência (curta-metragem, 1971)
 
Mudar de Vida (1966)
 
Os Verdes Anos (1963)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub