Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alma-lusa

alma-lusa

29
Nov18

CINE ESTREIA: "Djon África", de Filipa Reis e João Miller Guerra

djon africa.jpg

 

Realização: Filipa Reis e João Miller Guerra

Argumento: Pedro Pinho, João Miller Guerra

Fotografia: Vasco Viana

Produção: Terratreme Filmes (Pedro Pinho), Uma Pedra no Sapato (Filipa Reis), Desvia (Brasil), OII (Cabo Verde)

Locais de rodagem: Casal da Boba (Amadora), Cabo Verde

 

Elenco: Miguel Moreira, Isabel Cardoso, Bitori Nha Bibinha (Cabo Verde), Patrícia Soso (Cabo Verde)

 

Sinopse: Miguel Moreira, também conhecido como Tibars, também conhecido como Djon África, acaba de descobrir que a genética é madrasta e que a sua fisionomia - bem como alguns traços fortes da sua personalidade - o denunciam, ao primeiro olhar, como filho do seu pai, alguém que nunca conheceu. Essa descoberta intrigante leva-o a tentar saber quem é esse homem. Dele sabe apenas aquilo que lhe conta a sua avó, com quem vive desde sempre. A curiosidade galopante faz com que decida ir à sua procura. Seguindo o percurso de John Tibars ao encontro do seu pai, iremos também ao encontro desse território do sonho que assombra as memórias, os desejos ou as mitologias de uma boa parte daqueles que mantêm as suas raízes culturais e a génese da sua identidade no continente africano. Tibars vive duas identidades em conflito e, ao mesmo tempo, em harmonia. O que é viver num gueto em Portugal e ser africano sem o ser? Esta ambivalência encontra a projecção de toda uma vida nesta aventura. África surge aqui com toda a carga que tem na imaginação, na projecção não só do lugar, como da sua essência, da sua pertença.

 

Entre a ficção e a realidade, "Djon África" segue Miguel Moreira, um jovem de origem cabo-verdiana nascido e criado na periferia de Lisboa, que vai a Cabo Verde pela primeira vez, à procura do seu pai. Miguel Moreira já tinha sido protagonista do documentário "Li ké terra", da mesma dupla de realizadores.

 

 

Prémios: Prémio FIPRESCI no 36º Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay 2018

Menção Especial do Júri no 36º Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay 2018

 

 

 

joao_miller_and_filippa_reis_tiger_competitioncgra

 

Filipa Reis nasceu em 1977, em Lisboa. É licenciada em Gestão de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa, tendo completado, na mesma universidade, uma pós-graduação em Cinema e Televisão. Frequentou o Mestrado em Desenvolvimento de Projecto Cinematográfico na Escola Superior de Teatro e Cinema.

 

João Miller Guerra nasceu em 1974, em Lisboa. Formou-se em Design pela Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa. Completou a sua formação académica em Pintura no Ar.Co - Centro de Arte e Comunicação Visual.

 

Filipa Reis e João Miller Guerra vivem e trabalham juntos em Lisboa. Realizaram os documentários "Fora da Vida" (Melhor Curta-Metragem Portuguesa IndieLisboa 2015), "Bela Vista" (Melhor Curta-Metragem Internacional FIDOCS 2013 e Menção Honrosa MiradasDoc 2013), "Cama de Gato" (Melhor Curta-Metragem Portuguesa IndieLisboa 2012 e Prémio Revelação no Festival de Cinema Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira 2012), "Orquestra Geração", "Nada Fazi" (Melhor Filme Português Fantasporto 2012 e Prémio do Público Festival Córtex 2012) e "Li Ké Terra" (Melhor Longa-Metragem Portuguesa DocLisboa 2010 e Menção Especial do Júri MiradasDoc 2011). Os seus filmes marcaram presença em festivais internacionais como o Cinéma du Réel, IDFA, DokLeipzig, Bordocs, Fórumdoc.BH, Festival dei Popoli, Olhar de Cinema, Janela Internacional de Cinema do Recife, FIDBA, Dok.Fest, Molodist, Parnu, entre outros. "Djon África" é a sua primeira longa-metragem de ficção. Juntos têm uma produtora de cinema, Uma Pedra no Sapato, responsável por filmes como "Balada de um Batráquio", de Leonor Teles, que venceu o Urso de Ouro para Melhor Curta-Metragem no Festival de Berlim 2016.

 

Filmografia:

 

Djon África (2018)

Fora da Vida (curta-metragem documental, 2015)

O Indispensável Treino da Vagueza (doc., 2014)

Triângulo (doc., 2013)

Fragmentos de uma Observação Participativa (doc., 2013)

Bela Vista (curta-metragem documental, 2012)

Cama de Gato (doc., 2012)

Orquestra Geração (doc., 2011)

Nada Fazi (curta-metragem documental, 2011)

Li ké terra (doc., 2010)

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D