Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

05
Mai16

CINE ESTREIA: "Axilas", de José Fonseca e Costa

axilas.jpg

 

 

Realização: José Fonseca e Costa (1933 - 2015)

Realização sequências adicionais e montagem: Paulo MilHomens

Argumento: Mário Botequilha e José Fonseca e Costa (a partir do conto "Axilas" do escritor brasileiro Rubem Fonseca)

Música original: José Manuel Proença e Carlos Manuel Neto

Produção: Paulo Branco (Leopardo Filmes)

Autor cartaz: João Fazenda

 

Elenco: Pedro Lacerda, Elisa Lisboa, Maria da Rocha, André Gomes, Margarida Marinho, Fernando Ferrão, José Raposo, Rui Morisson, Paula Guedes, Cecília Guimarães, Luís Mascarenhas, Carlos Curto, Luís Lucas, Alexandra Sargento, Miguel Monteiro, Francisco Brás, Victor Santos, Elisete Teixeira, Marta Félix, Mariema, Marco Paiva, Filipa Cardoso, Romeu Runa, David Mesquita, Helena Nunes, Rui Passos, Bernardo Santos, Lourenço Seruya; Jan Wiezba (maestro), Máximo Cavalli (contrabaixo), Mário Delgado (guitarrista), Laurent Filipe (trompetista), Alexandre Frazão (baterista), Ianina Khmelik (violoncelista), Matilde Khmelik (violoncelista)

 

Sinopse: Lázaro de Jesus é o filho adoptado de uma senhora rica de Lisboa, a quem chama Avó. É ela que o apresenta ao Padrinho, um grande empresário que o toma como seu protegido, e a Angelina, a mulher com quem a Avó pretende que ele se case. Mas Lázaro tem outros interesses ocultos, o mais importante dos quais é uma fixação obsessiva pelas axilas femininas. Quando vê a violinista Maria Pia a tocar, Lázaro apaixona-se de imediato e passa a viver em função dela, o que irá precipitar um final absolutamente imprevisível.

 

 

 

José Fonseca e Costa nasceu a 27 de Junho de 1933, em Angola. Mudou-se para Lisboa em 1945, para completar o curso liceal e frequentar a Faculdade de Direito. Começou por fazer crítica de cinema nas revistas "Imagem" e "Seara Nova", traduzindo também para o português livros de teoria cinematográfica da autoria de Eisenstein ("Réfléxions d'un Cinéaste") e Guido Aristarco ("Storie delle Teoriche del Film"), assim como alguns romances. Em 1954, viveu entre o sul de França e Paris, onde estabeleceu relações com os directores da prestigiada revista "Cahiers du Cinéma", incluindo André Bazin. Regressou a Lisboa e tornou-se assistente de José Ernesto de Sousa, com quem iniciou a sua formação profissional e a quem deveu a entrada para a revista "Imagem", na qual passou a exercer crítica cinematográfica. Inscreveu-se como sócio do Cine-Clube Imagem e, depois de ter sido eleito membro da direcção, participou no IV Encontro dos Cineclubes Portugueses, em 1956, um acto decisivo para a opção da profissão cinematográfica. Prosseguiu a sua formação profissional em Itália, em 1961 e 1962, onde trabalhou com Michelangelo Antonioni, opção coerente com a sua admiração pela cinematografia italiana e pela influência que, na sua formação intelectual, teve a revista "Cinema Nuovo", de Guido Aristarco. Regressou a Portugal e, a partir de 1964, dedicou-se à produção e realização de filmes industriais e publicitários. Nos anos 60, fundou e dirigiu o Centro Português de Cinema. José Fonseca e Costa é um dos pioneiros do Cinema Novo Português, tendo realizado vários filmes e documentários, como "Balada da Praia dos Cães", "A Mulher do Próximo", "Cinco Dias, Cinco Noites" ou "Os Mistérios de Lisboa". Faleceu no dia 1 de Novembro de 2015, aos 82 anos, quando se encontrava a rodar o seu último filme, "Axilas", que agora estreia nas salas de cinema nacionais. 



Filmografia:

Axilas (2016)

Os Mistérios de Lisboa ou What the Tourist Should See? (documentário, 2009)

Viúva Rica Solteira Não Fica (2006)

O Fascínio (2003)

Cinco Dias, Cinco Noites (1996)

Os Cornos de Cronos (1989)

A Mulher do Próximo (1988)

Balada da Praia dos Cães (1985)

Sem Sombra de Pecado (1982)

Música, Moçambique (documentário, 1981)

Kilas, o Mau da Fita (1980)

Ivone, a Faz Tudo (1978)

Os Demónios de Alcácer Quibir (1975)

As Armas e o Povo (filme colectivo, 1975)

O Recado (1970)

The Pearl of the Atlantic (curta-metragem documental, 1969)

A Cidade (curta-metragem, 1968)

The Columbus Route (curta-metragem documental, 1967)

Regresso à Terra do Sol (curta-metragem documental, 1967)

A Metafísica dos Chocolates (curta-metragem, 1965)

E Era o Vento... E Era o Mar (curta-metragem documental, 1964)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub