Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alma-lusa

alma-lusa

10
Out10

Portugal Genial: Boas Ondas

 

 

 

 

"As ondas perfeitas resultam da convergência de um conjunto de factores raros, improváveis e, neste aspecto, «Portugal é abençoado por Deus».

 

As nossas ondas nascem quase todas no Atlântico Norte, fruto de fortes ventos e baixas pressões, viajando milhares de quilómetros em sets que, face à orientação da nossa costa, fazem com que seja raro o dia em que não exista um break com surf quase perfeito e abrigado do vento.

 

Portugal oferece as melhores ondas de temperaturas amenas da Europa.

 

O Guincho é considerado um dos melhores spots do mundo. Coxos, na Ericeira, e Supertubos, em Peniche, estão entre as melhores praias da Europa. A onda do Jardim do Mar, na Madeira, foi considerada The world's best big wave pointbreak under the gun e os Açores, tal como o Havai, são só para os grandes craques.

 

Temos ondas fabulosas por toda a costa: começamos por Afife, descemos até Peniche, com 20 tipos de ondas e com o Baleal em forma de lua; na Ericeira, encontramos a magia dos Coxos, a onda versátil de Ribeira d'Ilhas e o pipeline da Pedra Branca; no Guincho, a adrenalina; na Praia Grande, a poderosa; a onda cheia do Monte Estoril, a intensa e curta de São João e as famosas urbanas de Carcavelos e da Caparica.

 

Mais a sul, a direita poderosa da Arrifana, a magistral da Carrapateira e do Amado, a qual recebeu o príncipe William de Inglaterra, que elegeu para as suas férias de surf a Herdade do Monte Velho e a Praia do Amado.

 

Temos, nesta matéria, condições únicas: uma extensa faixa costeira, diferentes tipos de ondas e condições de praticabilidade disponíveis quase todo o ano.

 

Se acrescentarmos a isto a nossa centralidade geográfica, a nossa hospitalidade e gastronomia a preços muito acessíveis, facilmente concluímos que dispomos de todas as condições para tirar partido desta invulgar dádiva da Natureza.

 

Mas as nossas ondas transportam ainda outro bem precioso: são bandas de energia que se movem sobre a água em direcção à costa.

 

Temos, também nesta matéria, o melhor nível europeu e mundial para o aproveitamento da energia das ondas, já com dois protótipos industriais instalados nos Açores e uma boa convergência de esforços científicos e empresariais em ID&D.

 

As nossas ondas são uma das energias naturais de Portugal, qualquer que seja a utilização que formos capazes de lhes dar.

 

Boas ondas! É que o mar vai ficar grande."

 

 

(Agosto 2005)

 

 

 

     Excerto do texto "Boas ondas", in "Portugal Genial", de Carlos Coelho

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub