Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

05
Fev12

ISTO É PORTUGAL! - SimpleFormsDesign

 

 

Origem: Porto

 

A SimpleFormsDesign utiliza uma das mais versáteis, ecológicas e económicas matérias-primas. Graças ao trabalho com peças de cortiça, Alzira Peixoto e Carlos Mendonça receberam um dos mais ambicionados prémios de design do mundo, o Red Dot Award.

 

Aos 40 anos, Alzira Peixoto dedica parte do tempo à gestão comercial da SimpleFormsDesign, que criou com o marido em 2004. Daqui saem colecções de objectos de cortiça para todo o mundo. Têm um showroom e um estúdio onde dão apoio de consultadoria e desenvolvem projectos especiais para o mercado nacional e externo. Carlos Mendonça, de 43 anos, concebe o trabalho gráfico e promocional das novas colecções. Além de designer industrial e gráfico, dá aulas e desenvolve alguns projectos independentes. Os seus produtos correm a imprensa nacional e internacional. Já venceram o Red Dot Design Award 2008 e tiveram uma menção honrosa nos DME Awards, em 2007. Foram nomeados para o DesignPreis 2009 e jurados dos prémios Corian 2008, em Barcelona. Participam na exposição Remade in Portugal desde 2008, estiveram na Bienal Ibero-Americana de Design em 2008, no Pavilhão de Portugal na Expo Saragoça 2008 e na Expo Xangai 2010.

 

Alzira Peixoto e Carlos Mendonça foram "pioneiros", em 2004, na criação de objectos com design moderno feitos a partir de cortiça. A "ousadia" de recorrer a um material sustentável, ecológico e com uma forte identidade valeu-lhes, em 2008, o conceituado Red Dot Design Award 2008, o "Óscar" dos designers.

 

"Vemos este material de forma mais arrojada e séria e inovamos com formas puras, simples e assentes num conceito minimalista, em que a matéria-prima é protagonista", diz Alzira. "Em 2004, a cortiça era muito pouco utilizada para este fim. Mesmo no estrangeiro, pouco mais havia do que objectos utilitários, como bases de tachos para a mesa, quadros ou rolhas." Por isso a dupla da SimpleFormsDesign pôs mãos à obra. "Era preciso inovar, quebrar regras e olhar esta matéria-prima de maneira diferente", diz Carlos Mendonça. "Nada melhor do que fazer um objecto com ela, como um lavatório."

 

Foi desta forma que nasceu a colecção Cork para a área do banho, com lavatório, saboneteiras, taças e tapetes de cortiça. "O Red Dot Design Award foi uma porta que se abriu para o uso deste material", continua o designer. E hoje há cada vez mais profissionais a usá-lo.

 

Alzira e Carlos começaram há três anos a escrever a história de sucesso da empresa SimpleFormsDesign, que enche páginas da imprensa internacional. A dupla já criou colecções de cortiça e também já aliaram o material à porcelana, para objectos de mesa. Na colecção Cocoon, por exemplo, com balde de gelo, base para ovos, copos e tabuleiro, "a porcelana está totalmente envolvida pela cortiça, na qual aproveitamos a capacidade térmica do material que utilizamos", diz Alzira. A linha foi apresentada em Tóquio no ano passado, juntamente com os novos candeeiros e bancos de cortiça e distinguem-se "pelo pensamento sustentável, toque, cor, homogeneidade e densidade." Assim como as "casas ou ninhos de pássaros" que estiveram em exposição no pavilhão de Portugal na Expo Xangai.

 

A fórmula do sucesso da SimpleFormsDesign assenta no "design, inovação, funcionalidade e qualidade", diz Alzira. E na conjugação do método artesanal com tecnologia de ponta. Se tivessem de descrever a marca, os seus mentores diriam que se trata "de uma opção... para desenhar, produzir, editar design, ao mesmo tempo que proporciona a introdução de novos objectos desenvolvendo e utilizando a indústria como ferramenta", diz Carlos.

 

A SimpleFormsDesign tem actualmente peças nos hotéis Lake Resort e Vila Lara, no Algarve, no Tróia Design Hotel e no Hotel Puerta America, em Madrid.

 

(retirado do artigo "As formas da cortiça" publicada na edição nº 1027 da revista Notícias Magazine)

 

http://www.simpleformsdesign.com/

 

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub