Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alma-lusa

alma-lusa

13
Jun11

Dia de Santo António

 

Portugal Genial: Santo António do Mundo

 

"Nasceu na velha Lisboa,

Passou a vida a pregar

E ficou dos portugueses

O santo mais popular...

Pregou pelo mundo inteiro

Fez do mundo a sua igreja

Só por ter morrido em Pádua

Querem que Ele de lá seja!...

Mas Santo António é bem nosso

Muito embora peregrino

Padroeiro de Lisboa...

É português genuíno.

 

 

                                  Euclides Cavaco

 

 

Fernando Martins de Bulhões e Taveira de Azevedo, o Santo, o mais universal de todos os Portugueses. Nasceu em Lisboa a 9/11/1191, numa casa junto à Sé onde se veio a erguer a igreja em sua honra, mas foi em Coimbra que se entregou a Deus e ao estudo, tendo sido ordenado sacerdote no Mosteiro de Santa Cruz.

 

Trocou, então, o centro cultural e político do País pelo humilde ermitério dos Olivais e, num claro sinal de devoção, fez-se franciscano e António, decidindo mudar de nome em homenagem a Santo Antão. Morreu a 13 de Junho de 1231, em Pádua (Itália), e no ano seguinte foi canonizado pelo Papa Gregório IX.

 

Santo António de Lisboa foi um português, um homem, um sacerdote, um missionário, um pregador, um professor, um génio, um santo. Um dos grandes missionários de todos os tempos, foi também um dos grandes vultos do século XIII.

 

«Trabalhador-maravilha» pelos seus milagres, «Doutor da Igreja» pela sua cultura, «incansável martelo dos hereges» pela sua persistente pregação. Dedicou a sua vida aos mais pobres e ao serviço de Deus. Em Portugal, em França e em Itália, pregou a santidade como o desígnio do homem de Deus, através da sua infinita paixão, das suas poderosas palavras e da sua infindável alegria franciscana.

 

Segundo padroeiro de Portugal e primeiro de Lisboa, Santo António casadoiro, o mais popular dos santos populares, foi o símbolo do bom coração português.

 

Protector de tudo e de todos, conquistou através dos séculos os sábios e os ignorantes, os ricos e os pobres, os pequenos e os grandes. Se para nascer lhe bastou Lisboa, para viver bastou-lhe o Mundo, e de tamanho acervo nos fica a sua grandeza e fé.

 

Santo António de Lisboa, que pertence à cultura universal mas que é português, deixa-nos também a lição de que a santidade não consiste apenas em fazer coisas extraordinárias, mas, antes, em fazer de uma forma extraordinária todas as coisas."  

 

(Março 2005)

 

 

       Excerto do texto "Santo António do Mundo", in "Portugal Genial", de Carlos Coelho

 

 

 

 
 
 
 
 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub