Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

31
Jan23

A CAMINHO FESTIVAL CANÇÃO 2023: "A Festa" - Edmundo Inácio

 

Autor (Livre Submissão): Edmundo Inácio

Música: Edmundo Inácio

Letra: Edmundo Inácio, Brisa

Intérprete: Edmundo Inácio

 

 

Natural de Portimão, Edmundo Inácio tem 22 anos e investiu muito tempo nos estudos. Fez formação musical e estudou guitarra dedilhada no Conservatório e formou-se também em Cinema na Coventry University, em Inglaterra. Multi-instrumentista e produtor autodidacta, diz que demorou 15 anos a encontrar a sua identidade musical. Participou, em 2021/22, no "The Voice Portugal" (RTP1), chegando à gala final e tornando-se um dos concorrentes com uma das passagens mais marcantes do programa (pegou em temas populares e tradicionais portugueses e recriou-os, dando-lhes uma nova vida, como sucedeu com a sua interpretação recriadora de Comunhão de Bens, de Ágata). Os vídeos das suas actuações somam mais de quatro milhões de visualizações no YouTube. Inspirado pela música portuguesa, espanhola e médio-oriental, Edmundo Inácio assume o compromisso de respeitar e modernizar ao mesmo tempo as suas raízes com uma mistura de rock, pop alternativo, música electrónica, tradicional e fado.

30
Jan23

NOVO ÁLBUM: "Cor d'Água" - T-Rex

Já se pode ouvir “Cor d'Água”, novo disco de T-Rex

 

"Cor d'Água" é o álbum de estreia de T-Rex, nome artístico de Daniel Benjamin, natural de Monte Abraão, no concelho de Sintra. O artista, que integra a alargada família Mafia 73, começou a dar nas vistas em 2018, com "Chá de Camomila", um EP que continha singles como "Chá Preto" e que sucedia a temas anteriores como "My Way", lançado no Natal de 2017. O seu som, uma mistura de rap e R&B, de trap e drill e de outras cadências futuristas, começou a fazer-se notar e, em 2020, o EP "Gota D'Espaço" reforçou certezas sobre o seu enorme talento.  

 

  

  

30
Jan23

Patrícia Sampaio de ouro e Rochele Nunes de prata no Grand Prix de Portugal

Judo: Patrícia Sampaio conquista medalha de ouro no Grand Prix de Portugal  | Jornal O Templário

Patrícia Sampaio

 

De 27 a 29 de Janeiro, Almada recebeu o Grand Prix de Portugal, a primeira prova do ano do circuito mundial de judo que juntou mais de 500 atletas de mais de 80 países. No final, Portugal conquistou 3 medalhas: duas de ouro e uma de prata.

 

Depois do ouro conquistado por Bárbara Timo na categoria -63kg, no sábado, este domingo houve mais duas medalhas para as cores lusas. Patrícia Sampaio conquistou a medalha de ouro na categoria -78 kg. Natural de Tomar, a judoca de 23 anos derrotou na final a ucraniana Yelyzaveta Lytvynenko, por ippon.

 

A terceira medalha portuguesa foi para Rochele Nunes, que conquistou a prata na categoria +78kg. A judoca lusa esteve muito perto do ouro, com uma vantagem de waza-ari, mas acabou contra-atacada e imobilizada pela adversária sul-coreana no seguimento do seu próprio ataque. Rochele Nunes nasceu no Brasil, mas vive em Portugal desde 2018, tendo-se naturalizado portuguesa. 

 

Com as três medalhas conquistadas, Portugal ocupou o 2º lugar no ranking final da competição. 

 

PARABÉNS, PORTUGAL!!!

 

Rochele Nunes de prata no Grand Prix de Portugal – TerceiroAnel.blog

Rochele Nunes

30
Jan23

ESTREIA TV: "Inesquecível 4" c/ Mina Andala (RTP2 - 22h00)

Inesquecível

 

Esta segunda-feira, a RTP2 estreia a quarta temporada da série britânica "Inesquecível", temporada que tem no elenco a actriz portuguesa Mina Andala. 

 

"Inesquecível", do canal britânico ITV, acompanha a investigação de casos de assassinato arquivados há décadas, em busca de justiça para as vítimas inesquecíveis. Nesta quarta temporada, um cadáver é descoberto num ferro-velho, as feições congeladas no tempo. A inspectora-chefe Cassie e o inspector Sunny investigam o caso e encontram ligações alarmantes com a força policial. Todos os quatro suspeitos têm vínculos com a lei e frequentaram o mesmo curso de formação policial em 1989. Desde então, as suas vidas tomaram rumos muito diferentes. Alguns prosperaram e outros vacilaram. Mas quem está a lutar pela justiça? A força policial pode realmente ser confiável? Será que Cassie e Sunny vão estar do lado certo da lei?

 

Mina Andala interpreta "Eugenia". Natural de Lisboa, é licenciada em Teatro, ramo de Formação de Actores e Encenadores, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Embora tenha feito algum teatro, é como actriz de televisão (em todas as vertentes: telenovelas, telefilmes, séries, sitcoms, programas de humor) que mais se destaca desde que se estreou, em 1999, na telenovela "Todo o Tempo do Mundo", na TVI. No cinema, iniciou-se com João Botelho ("A Mulher que Acreditava ser Presidente dos EUA") e José Fonseca e Costa ("O Fascínio"). Nos últimos anos, a actriz portuguesa tem trabalhado mais na ficção britânica e norte-americana. Além de "Inesquecível", entrou em séries como "Carnival Row", "Foundation", "The Chelsea Detective" ou "Casualty". Na ficção nacional, o seu trabalho mais recente foi o telefilme "Os Vivos, o Morto e o Peixe Frito" que estreou na RTP1 no passado mês de Dezembro.

 

De 2ª a 6ª, às 22h, na RTP2.

 

Unforgotten Season 4 Episode 2 Recap – Reel Mockery 

Mina Andala é "Eugenia" na série britânica "Inesquecível"

 

30
Jan23

ESTREIA TV: Flor sem Tempo (SIC - 21h35)

Pode ser uma imagem de 5 pessoas, pessoas em pé e no texto

 

Autoria: Inês Gomes

Realização: Jorge Queiroga

Tema Genérico: "Flor sem Tempo" (letra: José Sottomayor/música: José Calvário/interpretação: Bárbara Branco/arranjo e direcção orquestra: Martim Sousa Tavares)

Produção: SP Televisão

Locais gravações: Azeitão, Cascais, Palmela

 

Elenco: Bárbara Branco, Francisco Froes, Maria João Bastos, Albano Jerónimo, Joana Santos, Luís Esparteiro, José Wallenstein, Alexandra Lencastre, Rui Morisson, Cristina Homem de Mello, Rita Blanco, Luísa Cruz, Marina Mota, Rita Ribeiro, João Lagarto, Fernando Luís, Custódia Gallego, Sandra Barata Belo, Jorge Corrula, Gonçalo Diniz, Débora Monteiro, Dânia Neto, Diogo Amaral, Diogo Valsassina, Vítor Silva Costa, Bruna Quintas, Joana Aguiar, Luís Ganito, João Maneira, João Bettencourt, Mariana Cardoso, Bia Wong, Lara Chelinho, Ricardo Mata Ribeiro, Francisco Valente

 

Sinopse: Catarina (Bárbara Branco) sai da prisão decidida a encontrar a mãe, Leonor (Maria João Bastos), que desapareceu enquanto ela estava a cumprir pena. Enquanto a procura, apaixona-se perdidamente por Vasco (Francisco Froes), sem saber que ele pertence à poderosa família Torres, responsável pela misteriosa ausência de Leonor. Será o amor de Catarina e Vasco mais forte do que a verdade?

 

Os Torres, produtores de vinho, são a família mais poderosa de Vila Santa. O patriarca Fernando (Rui Morisson), nascido na vila, não esquece as origens humildes e tem ajudado praticamente toda a população da vila, empregando-os ou financiando organizações e clubes desportivos. É reconhecido por todos como um homem justo e benemérito, bem diferente dos restantes herdeiros: os seus filhos e netos.

 

Cada um dos herdeiros dos Torres ambiciona ser o sucessor de Fernando, mas ele não confia em ninguém, a não ser no neto Vasco, o único que se mantém longe das guerras familiares e que tem estado a viajar pelo mundo. Agora o patriarca sente que precisa de preparar a sua sucessão e pede a Vasco para voltar a casa. Caetana (Joana Santos) é quem se sente mais ameaçada. Cansada de viver na sombra de Vasco, fará tudo para chegar ao poder e afastar definitivamente o irmão do caminho.

 

Entretanto, quando regressa a Vila Santa, Vasco cruza-se com Catarina Valente, a filha da empregada desaparecida misteriosamente da quinta dos Torres. Acabada de sair da prisão, Catarina exige saber o que aconteceu à mãe. A polícia descarta a hipótese de crime e alega que Leonor terá decidido abandonar o emprego e a família. Já Jorge Valente (Albano Jerónimo), pai de Catarina, está convencido que a mulher está morta e culpa os Torres. Para descobrir a verdade, Catarina muda-se para Vila Santa e infiltra-se na quinta da família para investigar. É assim que Catarina se apaixona por Vasco, mas é difícil ignorar que ele é da família que lhe roubou a mãe e escolher o amor.

 

Já a família de Catarina é uma fonte de problemas. Os Valente não têm onde cair mortos, vivem de esquemas e pequenos furtos, com Catarina a tentar impedi-los de cometer crimes e de serem apanhados nas confusões que arranjam. Enquanto ela tenta organizar a vida familiar, criar e proteger a irmã mais nova, o pai está sempre metido em problemas.

 

A novela será centrada na paixão de Catarina e Vasco, na busca por Leonor, nas confusões da família Valente e nos segredos e guerras dos Torres, uma família em que todos se enfrentam e atraiçoam para ter mais poder.

 

De 2ª a 6ª, na SIC. 

 

   

 

 

 

 

"Flor sem Tempo" (1971) - Paulo de Carvalho

 

Imagem relacionada

 

Inês Gomes é autora e coordenadora de argumentistas. Lecciona a cadeira de "Desenho de Narrativas" na Escola Superior de Comunicação Social, em Lisboa.

 

Argumentos Televisão:

Flor sem Tempo (novela, SIC; 2023)

A Serra (novela, SIC; 2021)

Terra Brava (novela, SIC; 2019-2021)

Amor Maior (novela, SIC; 2016/17)

Mar Salgado (novela, SIC; 2014/15)

Lua Vermelha (série, SIC; 2010/12)

Velhos Amigos (série, RTP1; 2011/12)

Pai à Força (série, RTP1; 2009/10)

Deixa que te leve (novela, TVI; 2009/10)

Feitiço de Amor (novela, TVI; 2008)

Morangos com Açúcar II (série, TVI; 2004/5)

Anjo Selvagem (novela, TVI; 2001/3)

Nunca Digas Adeus (novela, TVI; 2001/2)

29
Jan23

A CAMINHO FESTIVAL CANÇÃO 2023: "World Needs Therapy" - DAPUNKSPORTIF

 

Autor convidado: DAPUNKSPORTIF

Música: João Guincho, Paulo Franco

Letra: João Guincho, Paulo Franco

Intérprete: DAPUNKSPORTIF

 

 

Os DAPUNKSPORTIF surgiram em finais de 2004, em Peniche, tendo por base o duo e núcleo criativo João Guincho e Paulo Franco (companheiros de longa data noutros projectos) e o produtor Marco Jung. Overdrive, a maqueta de apresentação, depressa colheu boas críticas, levando a banda a participar em diversos concursos e a percorrer os palcos de todo o país. Em 2006, lançaram Ready! Set! Go!, álbum de estreia que teve uma excelente recepção da crítica nacional e estrangeira. Depois do arranque vertiginoso que este álbum proporcionou, editaram, em 2008, o segundo, Electro Tub Riot, que também recebeu excelentes críticas e permitiu, uma vez mais, o acesso a grandes palcos como o da primeira edição do Festival Alive, Xan Xuan Festival, nas Astúrias, ou a primeira parte de Fu Manchu. Apesar das várias influências musicais, o rock é a essência da banda – um rock "visceral apoiado nos riffs de guitarras eléctricas sem limite de velocidade e à boleia de uma secção rítmica desenfreada". Tendo outros projectos musicais paralelos, os DAPUNKSPORTIF lançaram em 2018 o seu quarto álbum, Soundz of Squeeze’o’phrenia, mantendo a identidade da banda, caracterizada pelo "binómio riffs-beats sem clivagem entre a parte instrumental e a vocal". Os DAPUNKSPORTIF são constituídos por Paulo Franco (voz e guitarra), João Guincho (guitarra), Fred Ferreira (bateria), Vicente Santos (teclas) e Filipe Brito (baixo).

29
Jan23

LETRAS LUSAS: "Meu Portugal Brasileiro", de José Jorge Letria

imagem

 

Editora: Guerra & Paz

 

Sinopse: A partida da família real para o outro lado do Atlântico, em 1807, mudaria para sempre a História de Portugal e do Brasil. A vida de António Pereira Vicente, o protagonista deste romance, também tomaria um rumo inesperado. Uma história apaixonante.

Destacado para acompanhar a corte de D. Maria I e do príncipe regente, D. João, na viagem para o Brasil, António Pereira Vicente é um jovem oficial que deixa tudo em Lisboa - a família, a noiva e muitos sonhos - para cumprir um dever para com a nação, não imaginando que iria testemunhar um dos momentos mais marcantes da História de Portugal e do Brasil.

Estas são as memórias ficcionadas do jovem militar, pela pena do escritor José Jorge Letria, que nos envolve num ambiente de época único. Estando próximo da família real, o protagonista deste romance histórico conhece as suas grandezas e misérias, mas também observa de perto o drama da escravatura.

 

Entre as perversidades de uma rainha que nunca gostou do Brasil, as conspirações e boatos sobre a sexualidade ambígua de um rei que gosta de música e de frango assado e a personalidade única de um príncipe que se tornaria imperador do Brasil, esta é uma longa viagem ao fundo da memória de um homem que não desiste de sonhar, de acreditar e de amar.

 

José Jorge Letria - Portal da Literatura

 

José Jorge Letria nasceu em Cascais, em 1951, onde foi vereador da Cultura entre 1994 e 2002. Ficcionista, mas também jornalista, poeta, dramaturgo. Tem livros traduzidos em mais de uma dezena de idiomas e foi premiado em Portugal e no estrangeiro, destacando-se dois Grandes Prémios da APE, o Prémio Aula de Poesia de Barcelona, o Prémio Internacional UNESCO, o Prémio Eça de Queiroz – Município de Lisboa e o Prémio da Associação Paulista de Críticos de Arte. O essencial da sua obra poética encontra-se condensado nos dois volumes da antologia O Fantasma da Obra. Ao lado de nomes como José Afonso e Adriano Correia de Oliveira, foi um dos mais destacados cantores políticos portugueses, tendo sido agraciado, em 1997, com a Ordem da Liberdade. É mestre em Estudos da Paz e da Guerra nas Novas Relações Internacionais pela Universidade Autónoma de Lisboa e pós-graduado em Jornalismo Internacional. Doutorou-se com distinção em Ciências da Comunicação no ISCTE, em Setembro de 2017. É presidente da Sociedade Portuguesa de Autores e do Comité Europeu de Sociedades de Autores da CISAC. É co-autor, com José Fanha, de várias antologias de poesia portuguesa.

29
Jan23

TV: Sons da Europa - Portugal (RTP2 - 00h00)

Sons da Europa: Portugal

 

Uma viagem em busca da música portuguesa, onde a mistura de estilos musicais tradicionais e modernos lança uma nova perspectiva sobre a identidade, as pessoas e o país.


Numa tentativa de explorar o papel que a música desempenha para Portugal e para as suas gentes, a cantora alemã Mieze Katz (da banda MIA) encontra-se com artistas portugueses, vivenciando um país entre a tradição musical e a modernidade. Fala com Gisela João sobre o fado tradicional português e porque é que ainda é um meio popular para lidar com as histórias do quotidiano. Vasco Ribeiro Casais mostra como mistura o ruído quotidiano das cidades com sons instrumentais na sua música experimental para representar a identidade musical de Portugal, enquanto Mynda Guevara usa o seu canto feminista para chamar a atenção para as histórias e queixas dos bairros socialmente desfavorecidos da sua cidade para transmitir a esperança de mudança da sua geração.

 

A série documental "Sons da Europa" é uma produção alemã para o canal franco-alemão Arte. 

 

28
Jan23

Bárbara Timo conquista ouro em -63kg no Grand Prix de Portugal

Judo: Bárbara Timo apura-se para a final de -63 kg e garante medalha

 

De 27 a 29 de Janeiro, Almada recebe o Grand Prix de Portugal de Judo, a primeira competição do circuito mundial que conta com a participação de mais de 500 atletas de 81 países. 

 

Este sábado, Bárbara Timo conquistou a primeira medalha para as cores lusas ao arrecadar o ouro na categoria de -63kg. Na final da prova, a judoca portuguesa derrotou a brasileira Gabriella Moraes. Bárbara Timo, de 31 anos, nasceu no Brasil e veio para Portugal em 2018, tendo-se naturalizado portuguesa.

 

Bárbara Timo representou o Brasil, mas foi a partir do momento em que passou a representar Portugal que a sua carreira internacional começou a alcançar altos níveis, chegando aos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 (disputados em 2021). Em 2022, além de ter conquistado dois pódios no circuito, arrebatou ainda o bronze no Campeonato do Mundo, em Tashkent (Usbequistão). Foi o seu segundo pódio na carreira num Mundial, após a medalha de prata em Tóquio-2019, mas na categoria de -70 kg.

28
Jan23

A CAMINHO FESTIVAL CANÇÃO 2023: "Nasci Maria" - Cláudia Pascoal

 

Autor convidado: Cláudia Pascoal

Música: Cláudia Pascoal

Letra: Cláudia Pascoal

Intérprete: Cláudia Pascoal

 

 

Cláudia Pascoal nasceu em 1993 e é original de Arco de Baúlhe, uma pequena aldeia minhota no concelho de Cabeceiras de Basto. Mais do que um dado biográfico, as suas raízes são essenciais e preponderantes na forma como tem construído a sua identidade artística. Os videoclips de temas como Quase Dança ou o mais recente Eh para a Frente, Eh para Trás são sinal disso mesmo. Produzido por David Fonseca, o seu segundo álbum encontra-se em fase de preparação, sendo já conhecidos os temas Fado Chiclete Eh para a Frente, Eh para Trás. Com edição prevista para o primeiro trimestre deste ano, o novo álbum, ao contrário do de estreia, foi inteiramente escrito e composto por Cláudia Pascoal, fazendo dela uma das cantautoras mais promissoras da sua geração. Na sequência deste percurso, a cantora regressa ao Festival da Canção (que já venceu em 2018 com o tema O Jardim, ao lado de Isaura), desta vez na qualidade de compositora.

Pág. 1/11

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub