Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

29
Jul22

LETRAS LUSAS: "Ondas", de Yvette K. Centeno

imagem

 

Editora: Glaciar

 

Sinopse: «Debussy vê o mar. E a mulher na praia vê com ele: as ondas ao longe, alterosas, como na sonata, ou deslizando suaves a seus pés. E sentir o conforto macio daqueles fins de tarde… seria possível, um dia, mais velha, mais cansada, adormecer no embalo dos acordes mais leves e morrer assim?»

Um conto onírico, cheio de mar e saudade.

 

yvette k centeno.jpg

 

Yvette K. Centeno nasceu em Lisboa, em 1940, numa família de origem germano-polaca. É casada, tem quatro filhos e, em sua casa, a música e a literatura estiveram sempre presentes. Licenciou-se em Filologia Germânica com uma dissertação sobre "O homem sem qualidades", de Musil, e doutorou-se com uma tese sobre "A alquimia no Fausto", de Goethe. É, desde 1983, Professora Catedrática da Universidade Nova de Lisboa, onde fundou o Gabinete de Estudos de Simbologia, actualmente integrado no Centro de Estudos do Imaginário Literário. Ainda em estudante interessou-se por teatro, escreveu peças e rábulas, fundou o CITAC em Coimbra. Tem publicado literatura infantil, ensaio de investigação, poesia, teatro e ficção, com romances como "Três histórias de amor" (1994), "Os jardins de Eva" (1998) e "Amores secretos" (2006), tendo parte da sua obra traduzida em França, Espanha e Alemanha. Entre os autores que traduziu contam-se Shakespeare, Goethe, Stendhal, Brecht, Celan e Fassbinder.

27
Jul22

MAR DE LETRAS - Sérgio Almeida (RTP África - 21h30)

Sérgio Almeida

 

Nasceu em Luanda no seio de uma família com várias gerações ligadas a Angola. A independência trouxe-o para Portugal. O trabalho de verão numa biblioteca, aos 14 anos, abriu-lhe as páginas dos livros e da leitura. A escrita chegou mais tarde, com o jornalismo, e os livros andaram sempre por perto. Neste "Mar de Letras" estamos à conversa com o jornalista cultural e escritor Sérgio Almeida.

 

27
Jul22

RUMOS - António Pinto Ribeiro (RTP África - 21h00)

António Pinto Ribeiro

 

Começamos por visitar mais uma edição do Bairro em Festa, em Lisboa, uma iniciativa cultural repleta das mais variadas propostas artísticas, sempre com foco na diversidade, onde damos destaque ao espectáculo "Morna, Cante, Fado", que juntou o músico cabo-verdiano Jon Luz ao cantor Buba Espinho e ao fadista Hélder Moutinho para um concerto dedicado a estes três Patrimónios Imateriais da Humanidade.


Patrícia Figueiredo esteve na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, para conversar com António Pinto Ribeiro, um dos curadores da exposição colectiva "Europa Oxalá".


Estivemos no Centro Cultural Cabo Verde, em Lisboa, para a apresentação do livro "O Poder do Beijinho", da escritora Alice Goretti de Pina. Este é o segundo livro infantil da autora santomense.

 

No Páginas Soltas, abrimos o livro "Peripécias e Economia num recanto de Angola", de José Severino.

 

Fomos ao Mercado da Moda Harambee, que se realizou na União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA), em Lisboa, com uma causa muito nobre: ajudar duas jovens moçambicanas a concretizarem o seu sonho de estudarem Moda em Itália.

 

Terminamos com a rubrica mais saborosa do nosso programa e abrimos-lhe o apetite com a receita de um maravilhoso Calulu de Peixe, do projecto "O Calulu da Raquel".

25
Jul22

LETRAS LUSAS: "D. João I", de Maria Helena da Cruz Coelho

imagem

 

Editora: Temas e Debates

 

Sinopse: No ano de 1357 nasce João, mais um filho ilegítimo do infante D. Pedro. Ascende, ainda criança, a Mestre de Avis e, liderando a ordem e frequentando a corte, atravessará os governos de seu pai e de seu irmão D. Fernando. Após a morte deste monarca (1383), os acontecimentos precipitam-se e diversas forças sociais guindam-no a um protagonismo político que fará dele regedor e defensor do reino e, finalmente, rei de Portugal, nas Cortes de Coimbra de 1385. Desde logo, com os apoios certos e tendo como braço armado Nuno Álvares Pereira, vai submetendo opositores e combatendo os Castelhanos, dentro e fora do reino, numa sequência de guerras que só cessarão com a assinatura da paz em 1411.

Nascida que era já uma vasta prole do seu casamento com D. Filipa de Lencastre, em 1387, e consolidada uma corte, D. João governará apoiando-se na sua linhagem e em fiéis vassalos. Conquista Ceuta, em 1415, uma vitória sobre os infiéis que lhe garante fama em toda a cristandade. Depois, embora tudo superintenda, delega grande parte dos negócios internos e externos aos descendentes que, pelas suas alianças matrimoniais, consolidam estratégicas políticas diplomáticas, e entrega-se aos prazeres palacianos e cortesãos, sobremaneira à caça de montaria.

D. João morre a 14 de Agosto de 1433, ao fim de um longo reinado de 48 anos, e foi sepultado no Mosteiro da Batalha, marco real e simbólico da sua vitória real. Como monarca, D. João veio a colher em vida e a recolher, para além da morte, uma «boa memória» de rei justo, vitorioso, devoto e culto que, pela voz dos povos, foi proclamado pai dos Portugueses.  

 

maria_helena_cruz_coelho.jpg

 

Maria Helena da Cruz Coelho é Professora Catedrática Jubilada da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e Investigadora Integrada do Centro de História da Sociedade e da Cultura. Colabora com outras Unidades de I&D e tem participado em diversos projectos científicos, alguns apoiados pela FCT. Pertence a diversas Academias e Comissões nacionais e internacionais, sendo membro da Comissão Científica de várias revistas do país e do estrangeiro. É Vice-Presidente da Academia Portuguesa da História e Presidente da Sociedade Portuguesa de Estudos Medievais. Esteve presente em centenas de encontros e reuniões científicas no país e estrangeiro (Espanha, França, Itália, Inglaterra, Escócia, Bélgica, Áustria, Alemanha, Grécia, República Checa, Noruega, ex-URSS, EUA, Canadá, Brasil, Argentina, Marrocos, Cabo Verde), apresentando, na maioria delas, comunicações e conferências. A sua investigação, divulgada em mais de trezentas publicações, algumas traduzidas em russo, espanhol, francês, italiano, inglês e alemão, incide sobre as mais diversas temáticas do período medieval, com destaque para a historiografia, biografia, história política, história social, história religiosa, história institucional, história económico-social, poder local, mundo rural, alimentação e quotidiano. Recebeu o Prémio Ciência da Fundação Calouste Gulbenkian (1990) e oito prémios da Academia Portuguesa da História. Foi agraciada com o Grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique (2011). No âmbito das matérias abordadas neste livro, conta, entre outros estudos, com as obras:
Forais de Montemor-o-Velho, Foral de D. Manuel I a Santarém O Município de Coimbra. Monumentos Fundacionais. 

25
Jul22

CINE TV: "Longe da Terra Queimada" c/ Joaquim de Almeida (Cinemundo - 22h30)

The Burning Plain (2008) | MUBI

 

Ano: 2008

País: EUA

Realização e Argumento: Guillermo Arriaga

 

Elenco: Charlize Theron, Kim Basinger, Joaquim de Almeida (Portugal), John Corbett, José María Yazpik, Robin Tunney, Jennifer Lawrence

 

Sinopse: Sylvia gere um restaurante, mas o seu frio comportamento profissional mascara a tempestade sexual que lhe percorre o corpo. Quando um estranho a confronta com o seu misterioso passado, ela vê-se atirada para uma viagem através do tempo que a liga inexoravelmente a personagens muito diferentes.

 

Num atrelado abandonado, uma mulher de família, Gina, embarca numa escaldante relação amorosa com Nick, que irá colocar Sylvia e todos os outros numa rota de colisão com o explosivo poder do amor proibido.
 

 

O filme norte-americano "Longe da Terra Queimada" tem no elenco o actor português Joaquim de Almeida, no papel de "Nick Martinez".

 

 

24
Jul22

Pedro Pichardo sagra-se Campeão do Mundo do Triplo Salto

Ouro. Pedro Pichardo campeão do mundo do triplo salto - Renascença

 

Esta madrugada (em Portugal), escutou-se "A Portuguesa", em Eugene, nos Estados Unidos da América, onde decorre o Campeonato Mundial de Atletismo. Pedro Pablo Pichardo sagrou-se campeão mundial do triplo salto e fez soar o hino nacional em terras norte-americanas.

 

O atleta português, que em 2021 conquistou o título olímpico, arrecadou o título mundial ao saltar 17.95 centímtros, logo no primeiro salto. Pichardo saltou 5 vezes, sendo quatro delas válidas e seria sempre campeão mundial com qualquer um dos saltos. 

 

Esta foi a primeira medalha conquistada por Portugal nestes Mundiais e um dos poucos títulos que ainda faltavam conquistar a Pedro Pichardo. 

 

Pedro Pablo Pichardo, de 29 anos, nasceu em Cuba, país de onde desertou em Abril de 2017, durante um estágio da selecção cubana na Alemanha. Uma das maiores promessas do atletismo cubano e do triplo salto, vice-campeão mundial na época, ficou impedido de representar o país a nível internacional e de regressar à ilha durante oito anos. Alguns dias depois da deserção, soube-se que o seu destino seria Portugal. No final do ano, naturalizou-se português, ao abrigo do estatuto de refugiado, mas teve de esperar quase um ano e meio para poder representar Portugal, o que veio a acontecer em Agosto de 2019, tendo vencido no Europeu de Nações de Atletismo. Ainda em 2019, ficou em 4º lugar nos Mundiais de Atletismo ao Ar Livre. Em Março de 2021, sagrou-se campeão europeu em Pista Coberta e, em Agosto do mesmo ano, conquista o título de campeão olímpico. Junta agora o título de campeão mundial de atletismo ao ar livre. 

 

PARABÉNS, PEDRO PICHARDO!!! PARABÉNS, PORTUGAL!!!

 

24
Jul22

Portugal sagra-se Campeão do Mundo de Equitação de Trabalho

Portugal campeão do Mundo em equitação de trabalho

 

Portugal sagrou-se, este sábado, Campeão do Mundo de Equitação de Trabalho, em Les Herbiers, França. A equipa que conquistou o título para a formação lusa era constituída por Gilberto Filipe que montava o cavalo "Zinque das Lezírias", Mafalda Galiza Mendes com "Isco", Luís Pais com "Horizonte" e Tiago Alves com "Eoxido".

 

A medalha de ouro para Portugal, a nível de equipas, junta-se a mais duas, a nível individual, conquistadas por Gilberto Filipe, que arrecadou o ouro e se sagrou bicampeão mundial, e Mafalda Galiza Mendes, que conquistou a prata.

 

PARABÉNS, PORTUGAL!!!

 

Gilberto Filipe Campeão do Mundo de Equitação de Trabalho 2022 em França |  EQUISPORT

Gilberto Filipe e Mafalda Galiza Mendes

23
Jul22

NOVOS SONS LUSOS - Saloio

Gerador

 

Saloio é Leonardo Rocha, cantor, guitarrista e compositor natural do Porto. Guitarrista da banda rock Don Pie Pie, lança-se agora numa carreira a solo com o álbum de estreia, "Ainda Por Cima", que foi lançado em Março. A sua música mistura referências folk e electrónicas com o cançonetismo popular português. 

 

 

 

 

23
Jul22

TV: Festival ao Largo 2022 - Espectáculo Comemorações 200 Anos Independência do Brasil (RTP2 - 22h05)

Festival ao Largo 2022

 

Três obras notáveis de três compositores brasileiros na comemoração dos 200 anos da Independência do Brasil.

 

A história dos povos também se faz pela partilha de laços e de culturas que dialogam no tempo. Neste caso, especialmente importante pela relação de irmandade e língua que se faz ecoar através das artes entre dois países.


Naquele que é um dos momentos altos do Festival ao Largo, no âmbito das comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil, a Orquestra Sinfónica Portuguesa e o Coro do Teatro Nacional de São Carlos apresentam três obras notáveis de três dos mais ilustres compositores brasileiros. A ópera Fosca, de Carlos Gomes, a suite Bachiana Brasileira Nº4, de Heitor Villa-Lobos, e o bailado afro-brasileiro Maracatu de Chico-Rei, de Francisco Mignone.


Uma combinação única de obras que marca o regresso do maestro paulista Roberto Tibiriçá a Portugal. 

 

23
Jul22

ESTREIA TV: Portugueses pelo Mundo - Comunidades (RTP1 - 21h00)

Portugueses pelo Mundo - Comunidades

 

O programa "Portugueses pelo Mundo" está de volta à RTP1 com novos episódios da 10ª temporada, dedicada às Comunidades.

 

No mundo não é difícil encontrar casos de portugueses de sucesso nas mais diversas áreas, como empresários, artistas, entre outros. São eles que levam o nome de Portugal longe, fazendo sempre questão de mostrar o orgulho das suas origens e na portugalidade. Nesta décima temporada, vamos acompanhar gerações de emigrantes, conhecer famílias, histórias e casos de sucesso, sem nunca descurar a imagem de marca do programa: mostrar o mundo e a comunidade através do olhar dos portugueses. São eles que nos vão levar numa viagem pelos Estados Unidos da América, Brasil e Europa, numa série de episódios especiais. Este regresso do programa marca a aproximação às comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo. Em cada programa três histórias irão cruzar-se, sempre com dois pontos em comum - Portugal e a comunidade portuguesa: um português que esteja na comunidade há várias décadas, um lusodescendente e um emigrante mais recente na comunidade. Juntos vão contar-nos as suas experiências, partilhando a forma como chegaram, como se adaptaram e como vivem hoje em dia. Com eles vamos mostrar a forma como a portugalidade está espalhada pelo mundo, provando assim que somos bem mais do que os 11 milhões que as estatísticas nos apresentam. Prepare-se porque a viagem vai começar...

 

Neste episódio viajamos até ao cantão suíço de Vaud, e à cidade de Lausanne, para conhecer três história de gerações de emigrantes de uma das maiores comunidades portuguesas da Suíça.


Filipa Carvalho tem 38 anos, é natural de Montalegre e trabalha como fisioterapeuta. É na catedral da cidade que nos dá as boas-vindas e nos conta que já tinha tido uma experiência como emigrante em França e o desafio de voltar a emigrar, desta vez para Lausanne. Com ela ficamos a conhecer um mercado na zona velha da cidade, na Rue de Madeleine, que acontece duas vezes por semana. Num passeio pelas ruas junto à zona da Torre de L'Ale, continuamos a conhecer a sua história e dali seguimos até ao Terraço Jean Monet, onde nos revela algumas curiosidades sobre o local e também pedidos vindos de Portugal. Ao cair da noite, Filipa convida-nos para conhecer a família num jantar típico suíço e fala-nos da ligação a Portugal.


José Carlos Silva tem 58 anos, nasceu em Milagres, uma aldeia de Leiria, é empresário e vive em Lausanne desde 1987. É na sede da sua empresa de estores que nos conta um pouco da sua história, da ida para a Suíça, do duro processo de adaptação e de um dos momentos mais marcantes, quando se tornou empresário. Com ele viajamos até Vevey, uma das suas zonas preferidas para passear, onde ficamos a conhecer a mulher, Cristina. Revela-nos o que costuma fazer nos tempos livres e uma paixão recente: a concertina. É numa festa na empresa que nos despedimos de José. Ali ficamos a conhecer parte da sua equipa, da qual fazem parte os seus filhos, a ligação a Portugal e os planos para o futuro.


Sara Teixeira tem 24 anos e é estudante de psicologia e sociologia. É no coração da universidade de Lausanne que esta lusodescendente nos dá as boas-vindas. Com ela passeamos junto ao Lago Léman e ficamos a saber um pouco mais sobre a sua vida. Na zona da Praça de Riponne, fala da ligação à comunidade portuguesa e revela a importância daquela zona, pois foi no Palácio de Riponne que a mãe se tornou cidadã suíça. Convida-nos ainda para conhecer o parque Derrière-Bourg, onde também costuma passear. A noite está reservada para um convívio com parte do seu grupo de amigos, todos de várias nacionalidades, comprovando a multiculturalidade da cidade de Lausanne. Fala-nos das saudades de Portugal, da família, da aldeia, dos cheiros e dos sabores, do desejo de estudar e viver em Portugal.

 

Sábados, às 21h00, na RTP1. 

 

Pág. 1/7

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub