Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

28
Mai22

ALTA DEFINIÇÃO - José Milhazes (SIC - 14h00)

José Milhazes é o próximo convidado de 'Alta Definição' na SIC

 

Nos últimos meses, temo-lo visto nos noticiários da SIC e SIC Notícias a comentar a guerra na Ucrânia. Natural da Póvoa do Varzim, em 1977 foi estudar para a União Soviética. Licenciou-se em História da Rússia na Universidade Estatal de Moscovo e estabeleceu-se naquele país enquanto tradutor de obras literárias e políticas. Foi, durante vários anos, correspondente da SIC na Rússia, tendo-se tornado um mais destacados e carismáticos correspondentes da televisão portuguesa. 

 

Regressou a Portugal em 2015 com um conhecimento incomparável no panorama português sobre a sociedade, a política e a História russas. É autor de várias obras, tendo editado recentemente "A Mais Breve História da Rússia". Este sábado, Daniel Oliveira entrevista José Milhazes no "Alta Definição". 

27
Mai22

NOVO ÁLBUM: "Águas paradas não movem moinhos" - 6 Violas

Bilhetes José Valente 6 Violas - "Águas paradas não movem Moinhos" -  Circulo Católico de Operários do Porto

 

No sentido de assinalar e celebrar o 80º aniversário do nascimento de José Mário Branco, surge 6 Violas, sexteto de violas inédito.

 

Pensado e levado a cabo pelo aclamado compositor e violetista José Valente, este projecto estabelece um inesperado vínculo entre a música erudita e a canção de intervenção como forma de homenagem e enaltecimento ao incontornável legado do cantautor desaparecido em 2019, um dos mais importantes da história da música em Portugal.

 

Para a viagem por este importante repertório, Valente desafiou cinco dos mais brilhantes violetistas da nova geração de músicos clássicos para, em conjunto, inaugurarem um momento musical inédito. Sofia Silva Sousa, Miguel Sobrinho, João Tiago Dinis, José Miguel Freitas e Edgar Perestrelo abraçaram o desafio de constituir um sexteto de violas - a primeira formação com esta configuração em Portugal - para interpretar as belas e assertivas canções do autor de "Inquietação"

 

O primeiro registo de 6 VIOLAS intitula-se "Águas paradas não movem moinhos".

 

Concerto de Apresentação:

 Auditório CCOP, Porto (28 Maio, 21h30)

 

 

26
Mai22

CINE ESTREIA: "Mar Infinito", de Carlos Amaral

 

Realização e Argumento: Carlos Amaral

Direcção Fotografia: Jorge Quintela 

Música Original: Miguel Santos 

Produção: Bando à Parte

Local Filmagens: Porto, Aveiro

 

Elenco: Nuno Nolasco, Maria Leite, Paulo Calatré, António Durães, Pedro Galiza

 

Sinopse: Numa existência paralela, Pedro (Nuno Nolasco) batalha para se juntar ao êxodo humano rumo a outro planeta. Ele vive assolado por sonhos e frustrações de ser deixado para trás até que conhece Eva (Maria Leite), que desafia os seus objectivos. Mas é num planeta inundado que ele acaba sozinho, a procurá-la, ao mesmo tempo que é confrontado com o propósito da sua viagem.

 

 

Realizadores » Agência

 

Carlos Amaral nasceu em Coruche, em 1982. Estudou Audiovisuais no Porto, até 2007, onde vive agora. Trabalha em motion graphics e realização, em cinema e publicidade. "Mar Infinito" é a sua primeira longa-metragem.

 

Filmografia:

Mar Infinito (2022)

Por Diabos (curta-metragem, 2016)

Longe do Éden (curta-metragem, 2013)

Justino (curta-metragem, 2010)

26
Mai22

CINE ESTREIA: "Do Bairro", de Diogo Varela Silva

 

Realização e Argumento: Diogo Varela Silva

Direcção Fotografia: Guilherme Daniel 

Produção: Hot Chilli Films 

 

Com: Henrique Pato, Felismino Vaz, Tony Carolas, Afonso Cabral, Francisco Gomes, Artur Batalha, Lino Ramos, Jorge Fernando, Cátia Mendes, Yara Alexandre, Amália Vaz, Idalécio Almeida, Artur Negrão, Vítor Miranda, Pedro Galveias, Paulo Carvalho, Maria Assunção, Araney Silva, Marco Cancian, Paulo Garcia, Stefano Scotta, Iago Guedes, Rodrigo Valoroso, Marco Rinaldi, Luísa Costa, Tony Ferreira, Sérgio Gomes, Gabriel Cabral, Hélder Moutinho

 

Sinopse: No coração palpitante dos bairros de Alfama e Mouraria, em Lisboa, os rufias encontram-se para contar a sua história. Numa mistura de autenticidade, raízes, música tradicional e filosofia de causa-efeito, põem tudo a nu.

 

 

Diogo Varela Silva - IMDb

 

 

Diogo Varela Silva nasceu em Lisboa, em 1971. Licenciado em Cinema e Produção Cinematográfica, pela Escola Superior de Teatro e Cinema, é realizador e produtor, tendo fundado a produtora Hot Chilli Films. Diogo Varela Silva é neto do actor Varela Silva e da fadista Celeste Rodrigues, sobrinho-neto da fadista Amália Rodrigues e pai do jovem guitarrista Gaspar Varela. 

 

Filmografia:

Do Bairro (doc., 2022)

Zé Pedro Rock n'Roll (doc., 2019)

Celeste (doc., 2015)

Poeta en si Mayor (doc., 2012)

O Fado da Bia (doc., 2012)

Fernando Maurício - O Rei Sem Coroa (doc., 2011)

A Minha Rua (curta-metragem doc., 2010)

Fado Celeste (doc., 2010)

Poema (curta-metragem, 2007)

26
Mai22

DOC TV: Sita - A Vida e o Tempo de Sita Valles (RTP2 - 23h00)

Sita: A Vida e o Tempo de Sita Valles

 

Realização e Argumento: Margarida Cardoso

Imagem: Cláudia Varejão

Música original: João Alves

Locução: Beatriz Batarda

Produção: Midas Filmes (Pedro Borges)

 

Sinopse: Sita Valles viveu 26 anos. Nasceu em Angola, em 1951, e ali morreu em circunstâncias misteriosas, em 1977.


Estudou Medicina em Lisboa e foi uma dirigente estudantil carismática e militante do PCP. No Verão de 1975, decide voltar a Angola, que considerava o seu país, ligando-se a um grupo de pessoas - mais tarde apelidados de fraccionistas - que questionavam a linha ideológica do MPLA. Acusada de ser uma das cabecilhas da tentativa de golpe de estado de 27 Maio de 77, Sita é perseguida e presa. Rumores indiciam que foi torturada e morreu frente a um pelotão de fuzilamento. Nos dois anos que se seguiram, mais de trinta mil pessoas tiveram o mesmo fim ou passaram anos em cadeias e campos de concentração. Testemunhos dos sobreviventes guiam-nos na possível reconstituição da vida e do tempo de Sita Valles, vida que terminou num episódio traumático, de uma violência absurda e há muito silenciado.

 

26
Mai22

TV: Rui Veloso - 40 Anos de Carreira (RTP1 - 22h50)

Rui Veloso - 40 Anos de Carreira

 

Rui Veloso fechou o ano de 2021 com um espectáculo no Campo Pequeno, em Lisboa, onde celebrou os mais de 40 anos de carreira. Ao palco subiram também Miguel Araújo, Paulo Flores, Manecas Costa, Maro e Dany Silva.


Cantor, compositor e guitarrista, Rui Veloso iniciou-se na música com apenas seis anos de idade. Mais tarde, com 23 anos, influenciado pelos seus ídolos BB King e Eric Clapton, edita o seu primeiro álbum, "Ar de Rock", que o viria a projectar no panorama musical, com temas como "Chico Fininho", um dos maiores sucessos da obra de Rui Veloso e do letrista Carlos Tê.


Rui Veloso é hoje um dos artistas mais influentes da música portuguesa, com sucessos que atravessam gerações e uma vasta história onde se cruza, enquanto artista e compositor, com alguns dos mais galardoados nomes da música nacional e internacional.

 

25
Mai22

MINI LETRAS LUSAS: "Os Reis do Mar", de David Machado

 

Editora: Caminho

 

Sinopse: Aos doze anos, Samuel tem um único objectivo: encontrar a sua casa levada pelo furacão e voltar à vida que tinha com os pais na cidade. O seu amigo Rá contou-lhe as histórias sobre os Piratas do Multiverso e mil outras conspirações intergalácticas que parecem explicar tudo: o velho Benício e o seu tesouro, o veleiro que misteriosamente surge no horizonte, a sinistra criatura que habita a Ilha dos Lobos... e até o paradeiro da casa desaparecida.

Kaya - que sonha ser jornalista - juntar-se-á a eles, ainda que a sua racionalidade nem sempre seja bem-vinda.

Os Reis do Mar é uma empolgante aventura sobre o lugar - e a idade - onde a imaginação e o real se encontram. Segundo título da Trilogia do Furacão, iniciada com o aplaudidíssimo Não Te Afastes, eis mais uma obra-prima da literatura juvenil portuguesa, a que o autor já nos habituou.

 

david machado.jpg

 

David Machado nasceu em Lisboa, em 1978. É autor do romance O Fabuloso Teatro do Gigante e do livro de contos Histórias Possíveis. Em 2005, o seu conto infantil A Noite dos Animais Inventados recebeu o Prémio Branquinho da Fonseca, da Fundação Calouste Gulbenkian e do jornal Expresso, e, desde então, publicou mais três contos para crianças: Os Quatro Comandantes da Cama VoadoraUm Homem Verde num Buraco muito Fundo O Tubarão na Banheira, distinguido com o Prémio Autor SPA/RTP 2010 de Melhor Livro Infanto-Juvenil. Tem livros publicados em Itália e Marrocos e contos presentes em antologias e revistas literárias em Itália, Alemanha, Noruega, Reino Unido, Islândia e Marrocos. Traduziu os livros O Herói das Mulheres, de Adolfo Bioy Casares, e Obrigada pelo Lume, de Mario Benedetti.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub