Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

30
Abr22

NOVO ÁLBUM: "D.A.M.A. - 10 Anos de Carreira" - D.A.M.A.

 

Um verdadeiro fenómeno da sua geração, os D.A.M.A. celebram este ano 10 anos de carreira num concerto especial com orquestra. Ao vivo no Castelo de S. Jorge, em Lisboa, a banda interpreta o seu reportório de uma forma única e edita um DVD com cenas inéditas, momentos de bastidores e outras imagens captadas e nunca trazidas a público. 2022 marca o ano em que os D.A.M.A. andarão em digressão com este formato de concerto.

 

30
Abr22

CINE TV: O Convento (RTP2 - 23h35)

O Convento

 

Ano: 1995

Realização: Manoel de Oliveira

Argumento: Manoel de Oliveira (baseado na obra "As Terras do Risco", de Agustina Bessa-Luís)

Música: Igor Stravinsky (Rússia), Toshirô Mayuzumi (Japão), Sofia Gubaidulina (Rússia)

 

Elenco: Catherine Deneuve (França), John Malkovich (EUA), Luís Miguel Cintra, Leonor Silveira, João Bénard da Costa, Heloísa Miranda, Gilberto Gonçalves

 

Sinopse: O investigador norte-americano Michael Padovic (John Malkovich) está a trabalhar numa tese que se destina a provar que Shakespeare, o expoente máximo da dramaturgia britânica, era, afinal de ascendência espanhola. Mas faltam-lhe alguns documentos essenciais, que julga estarem nos arquivos do antiquíssimo Convento da Arrábida, em Portugal.


Acompanhado pela mulher, Hélène (Catherine Deneuve), viaja de Paris até à Arrábida, onde se instalam. O seu anfitrião é o guardião do convento, Baltar (Luís Miguel Cintra), uma estranha personagem que fica de imediato cativado por Hélène. Para distrair a atenção de Padovic, Baltar sugere ao professor que contrate a nova arquivista do convento, Piedade (Leonor Silveira), como sua assistente.


Hélène anda ressentida por ver o marido mais interessado pelas pesquisas do que por ela. A presença da jovem e bonita Piedade agrava ainda mais a situação e tanto serve para as manipulações do diabólico Baltar como completa os hábeis enredos de Hélène. Os acontecimentos vão-se tornando cada vez mais bizarros até que culminam de forma inesperada.  

 

30
Abr22

TV: 30 Anos de Ficção (TVI - 14h45)

30 anos de Ficção": TVI aposta em emissão especial este sábado - Fantastic  - Mais do que Televisão

 

Este sábado à tarde, a TVI transmite uma emissão especial intitulada 30 anos de Ficção.

 

Nesta emissão especial em directo, entre as 14h45 e as 20h, recordamos as histórias mais marcantes e as personagens que passaram do papel para a televisão através da Plural, a maior produtora de ficção em Portugal.

 

Será uma emissão para homenagear os rostos que fizeram e fazem parte da ficção da TVI e onde também marcarão presença os artistas que deram voz às bandas sonoras das diversas produções. A TVI conta com dezenas de produções nacionais, entre telenovelas, séries, mini-séries e telefilmes. 

29
Abr22

LETRAS LUSAS: "A História do Bichinho-de-Conta", de Tiago Rebelo

imagem

 

Editora: ASA

 

Sinopse: A história de Isabel Juliana, jovem herdeira de 14 anos obrigada a casar com o filho do Marquês de Pombal, mas que nunca desistiu do seu verdadeiro amor.

Decorre o ano de 1768. D. José reina e o Marquês de Pombal manda.

Sebastião José de Carvalho e Melo decide casar o seu segundo filho, José Francisco, de 14 anos, com Isabel Juliana de Sousa Coutinho Paim, da mesma idade e herdeira de uma imensa fortuna. Mas Isabel Juliana ama Alexandre de Sousa Holstein. Os dois cresceram juntos, apaixonaram-se, juraram amor eterno. Contudo, a vontade do Marquês de Pombal e da avó dela pode mais e os dois jovens vêem-se separados para a vida.


Esta é a história da menina que o Marquês de Pombal apelidou de Bichinho-de-Conta e que ousou afrontar o omnipotente ministro numa época em que Portugal inteiro se dobrava à sua vontade. Forçada a casar, Isabel Juliana não se rendeu. Exemplo de coragem e perseverança em nome do amor, sofreu durante anos enclausurada nos piores mosteiros do reino.


Apesar de terem tudo e todos contra eles, Isabel Juliana e Alexandre nunca desistiram um do outro, mas estariam destinados a acabar juntos?

Romance baseado em acontecimentos verídicos, A História do Bichinho-de-Conta narra o pesadelo de Isabel Juliana no contexto da sociedade portuguesa na segunda metade do século XVIII. Uma das histórias de amor mais extraordinárias e emocionantes da nossa História.

 

Entrevista com Tiago Rebelo - Atualidade - SAPO Lifestyle

 

Tiago Rebelo nasceu em Lisboa, em 1964. Com uma carreira literária de quase vinte anos, marcada por alguns dos títulos de maior êxito entre os autores portugueses deste século, Tiago Rebelo é um escritor de histórias empolgantes e de personagens consistentes e tocantes a que não se consegue ficar indiferente. Autor versátil, capaz de enveredar por diferentes géneros literários, é autor de O Tempo dos Amores PerfeitosO Último Ano em LuandaRomance em Amesterdão ou A Maldição do Marquês, entre muitos outros. Os seus livros estão disponíveis em países como Angola, Moçambique, Brasil, Itália, Suíça, México, Argentina ou Roménia. A par da actividade literária, Tiago Rebelo tem uma longa carreira no jornalismo.

29
Abr22

DOC TV: Batida de Lisboa (TVCine Edition - 22h00)

Porto/Post/Doc - Batida de Lisboa

 

Realização e Argumento: Rita Maia, Vasco Viana

Fotografia: Vasco Viana

Produção: Terratreme Filmes 

 

Sinopse: "Batida de Lisboa" leva-nos numa viagem pelos subúrbios da capital. Neste documentário cheio de ginga, os realizadores dão-nos a conhecer a vida de uma série de músicos que vivem numa cidade com complexas lutas de identidade e que nem sempre lhes dá o devido reconhecimento. Aqui encontram-se diferentes gerações e origens, de Angola a São Tomé, de Cabo Verde à Guiné-Bissau, representadas por antigos músicos de renome e jovens produtores cheios de energia. 

 

 

 

28
Abr22

CINE ESTREIA: "No Táxi do Jack", de Susana Nobre

 

Realização e Argumento: Susana Nobre

Direcção Fotografia: Paulo Menezes

Produção: Terratreme (João Matos)

 

Com: Armindo Martins Rato, Maria Carvalho, Joaquim Veríssimo Calçada

 

Sinopse: Com 63 anos, e quase a reformar-se, Joaquim anda de empresa em empresa a recolher carimbos que atestem que ali esteve à procura de trabalho para poder usufruir do subsídio de desemprego até à reforma. Nestas viagens em que conduz o seu Mercedes Elegance, rememora a sua vida e os vários papéis que desempenhou. Nos anos 70, aventurara-se como emigrante na América, onde trabalhou como taxista, em Nova Iorque, e viu o mundo. O filme cruza as fronteiras entre realidade e ficção numa janela indiscreta que traça a biografia de Joaquim.

 

Prémio: Melhor Longa-Metragem Portuguesa no IndieLisboa 2021

 
 

 

Realizadores » Agência

 

Susana Nobre nasceu em Lisboa, em 1974. Em 1998, terminou a licenciatura em Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa. Colaborou na formação do Laboratório de Criação Cinematográfica da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, onde participou em diversas produções de vídeos de arte encomendados pela Fundação Calouste Gulbenkian. Frequentou, no Verão de 2005, no âmbito do Programa de Criatividade e Criação Artística da Fundação Calouste Gulbenkian, o curso de Realização de Cinema com a colaboração da The London Film School. Leccionou a cadeira de Realização Cinematográfica na Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha, em 2010. Pertence à produtora Terratreme (e antiga Raiva) desde 2006, onde tem feito a produção executiva de diversos projectos. Já realizou vários documentários e curtas-metragens e, para televisão, dirigiu um dos episódios da série documental "No Trilho dos Naturalistas: Viagens Philosophicas", exibida na RTP2.

 

Filmografia: 

No Táxi do Jack (doc., 2022)

Tempo Comum (doc., 2019)

Provas, Exorcismos (curta-metragem, 2015)

Vida Activa (doc., 2014)

Lisboa-Província (curta-metragem, 2011)

Boys & Girls (curta-metragem, 2006)

Estados da Matéria (curta-metragem, 2006)

O que pode um rosto (doc., 2003)

As Nadadoras (curta-metragem, 2001)

 

28
Abr22

TV: Sim, Sou Eu... Simone (RTP1 - 22h45)

Sim, Sou Eu... Simone

 

Espectáculo de encerramento da carreira artística de Simone de Oliveira, gravado no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, em Março de 2022. Uma celebração dos seus 65 anos de cantigas. 


"Sim, Sou Eu...Simone" revisita o som intemporal das canções da Simone através da modernidade, de novas linguagens musicais e de imagem, usando a sua habitual irreverência e desassombro, o que faz com que se torne sempre contemporânea, aplaudida por várias gerações em diversos contextos, dos grandes palcos a concentrações motard até concertos de rock, na forma livre com que esteve, está e estará na Vida.


Com direcção musical do Maestro Nuno Feist, Simone deixou-se levar por arranjos musicais surpreendentes, agradecendo a todos os músicos e maestros que a acompanharam ao longo dos anos.

Pág. 1/14

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub