Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

29
Jul21

JOGOS OLÍMPICOS 2020 - 30 Julho

Antoine Launay: "Estou aqui para fazer um pódio" - Jogo Olímpicos 2020 -  SAPO Desporto

Antoine Launay (Canoagem Slalom)

 

03h00 – Judo (Categoria +78kg feminina) – Rochele Nunes (RTP1)

 

03h40 – Atletismo (Eliminatórias dos 100 metros femininos) – Lorène Bazolo (RTP1)

 

04h05 - Vela (Regatas de Laser Radial feminino) – Carolina João (RTP1)

 

04h05 – Vela (Regatas de 470 masculino) – Pedro Costa e Diogo Costa (RTP1)

 

04h05 – Vela (Regatas de 49er masculino) – José Costa e Jorge Lima (RTP1)

 

06h00 – Canoagem Slalom (Meias-finais de K1 masculino) – Antoine Launay (RTP1 e Eurosport 1)

 

11h05 – Atletismo (Qualificação do Triplo Salto feminino) – Evelise Veiga e Patrícia Mamona (RTP2 e Eurosport 1)

 

11h25 – Atletismo (Qualificação do Lançamento do Peso feminino) – Auriol Dongmo (RTP2 e Eurosport 1)

 

11h30 – Andebol (Fase de grupos do torneio masculino) – Portugal vs Dinamarca (RTP2)

29
Jul21

TV: NBA Draft c/ Neemias Queta (Sport TV+ - 01h00)

SPORT TV on Twitter: "Neemias Queta declarou-se ao draft da NBA e pode ser  o primeiro português 🇵🇹 a jogar na melhor competição de basquetebol do  mundo. 🗣️ “Chegou o momento de

 

Na madrugada desta sexta-feira, realiza-se o Draft da NBA e pode fazer-se história no basquetebol português. 

 

O draft é um evento anual no qual as equipas da liga de basquetebol norte-americana escolhem jogadores para ingressar nas suas equipas, as novas estrelas da NBA. Em duas rondas, as 60 melhores promessas dos EUA e internacionais vão ser chamadas no Barclays Center de Brooklyn, em Nova Iorque, e, entre elas, pode estar o português Neemias Queta. 

 

Aos 22 anos, Neemias Queta pode ser o primeiro português a jogar na NBA, o melhor campeonato de basquetebol do mundo. Filho de guineenses, Neemias Queta é natural do Vale da Amoreira, no concelho da Moita. Formado no Barreirense e no Benfica, foi depois de ser eleito o melhor poste do Europeu B de sub-20, em 2018, que o internacional português  se mudou para os Estados Unidos. Em Utah State teve uma carreira universitária de sucesso, com títulos, distinções e duas presenças na "March Madness". 

 

Acompanhe o draft da NBA, em directo na Sport TV+, a partir da uma da manhã. 

 

 

 

Hoopers on Twitter: "💥NEEMIAS QUETA💥⁣⁣ ⁣Está concluído o mural que  criámos para homenagear Neemias Queta (@nemi1599) no Vale da Amoreira.⁣ É  um projeto promovido pela @by_hoopers e @CMMoita, da autoria do artista

Mural de homenagem a Neemias Queta no Vale da Amoreira

29
Jul21

Jorge Fonseca conquista medalha de bronze nos Jogos Olímpicos

Jorge Fonseca subiu ao pódio para receber o bronze... e com brincadeira à  mistura

 

E eis a primeira medalha para Portugal nos Jogos Olímpicos 2020, que decorrem em Tóquio, capital do Japão. Esta manhã, o judoca Jorge Fonseca conquistou a medalha de bronze na categoria -100 kg.

 

Para chegar às medalhas, Jorge Fonseca derrotou o belga Toma Nikiforov e o russo Niiaz Iliasov, mas foi derrotado pelo sul-coreano Guham Cho, no combate que dava acesso à final. No combate que determinava o terceiro lugar, o judoca português venceu o canadiano Shady Elnahas, por waza-ari, e conquistou a medalha de bronze.

 

Jorge Fonseca, de 28 anos, é um dos maiores nomes do judo português e mundial na actualidade. Nasceu em São Tomé e Príncipe, em 1992, e veio para Portugal aos 11 anos, tendo crescido na Damaia, concelho da Amadora, onde começou a praticar judo. Em 2019, sagrou-se campeão mundial de judo na sua categoria, tendo revalidado o título no passado mês de Junho, tornando-se o primeiro bicampeão mundial português numa modalidade olímpica. Nos Jogos Olímpicos 2020, conquista a medalha de bronze, a terceira do judo português em Jogos Olímpicos, depois de Nuno Delgado (2000) e Telma Monteiro (2016).

 

PARABÉNS, JORGE FONSECA!!!

 

Jorge Fonseca já recebeu medalha de bronze: ″Saboroso, mas queria mais″

 

29
Jul21

DOC TV: Que Estranha Forma de Vida (RTP2 - 23h50)

 

Que Estranha Forma de Vida

 

Realização e Argumento: Pedro Serra

 

Sinopse: Documentário de Pedro Serra sobre três projectos comunitários que se organizam à margem das convenções, formas de vida paralelas à sociedade, tal como a conhecemos, que procuram viver em harmonia, com uma visão do futuro baseada na sustentabilidade e na cooperação entre ser humano, animal e natureza.


Acompanhamos a vivência na eco-aldeia de Cabrum, uma comunidade recente localizada no norte de Portugal; a Cooperativa Integral Catalana, em Barcelona, e o seu projecto "Áurea Social" que pratica a autogestão com uma moeda própria, o Eco; e a comunidade Tamera, situada no Sudoeste de Portugal há mais de 25 anos, com uma filosofia de amor livre, ensino próprio, e autossuficiente em energia e alimentos.

 

Formas de vida alternativas que, actuando localmente, buscam soluções para os problemas globais e levantam a questão sobre qual o modelo de sociedade que realmente parece mais estranho e obsoleto.

 

29
Jul21

CINE TV: O Ano da Morte de Ricardo Reis (TVCine Edition - 22h00)

RETROSPETIVA JOAO BOTELHO.jpg

 

Ano: 2020

Realização: João Botelho

Argumento: João Botelho (a partir da obra literária homónima de José Saramago)

Direcção Fotografia: João Ribeiro

Música: Daniel Bernardes 

Produção: Ar de Filmes (Alexandre Oliveira)

 

Elenco: Luís Lima Barreto, Chico Diaz (Brasil), Catarina Wallenstein, Victoria Guerra, Hugo Mestre Amaro, João Barbosa, Rui Morrison, Luísa Cruz, Dinarte Branco, Marcello Urgeghe, Pedro Lacerda, Márcia Breia, Luís Lucas, Ricardo Aibéo, Cláudio da Silva, Paulo Filipe, José Martins, Hugo Silva, Dinis Gomes, Gustavo Vargas, André Gomes, Francisco Vistas, Mário Sabino Sousa, Solange Santos, Rafael Fonseca, Francisco Tavares

 

Sinopse: Fernando Pessoa, um dos maiores escritores da Língua Portuguesa, estabeleceu um gigantesco universo paralelo criando uma série de heterónimos para sobreviver à sua solidão de génio. José Saramago, Prémio Nobel da Literatura em 1998, fez regressar o heterónimo Ricardo Reis a Portugal, ao fim de 16 anos de exílio no Brasil.

 

1936 é o ano de todos os perigos, do fascismo de Mussolini, do Nazismo de Hitler, da terrível guerra civil espanhola e do Estado Novo em Portugal, de Salazar. Fernando Pessoa (Luís Lima Barreto), o criador, encontra Ricardo Reis (Chico Diaz), a criatura. Duas mulheres, Lídia (Catarina Wallenstein) e Marcenda (Victoria Guerra) são as paixões carnais e impossíveis de Ricardo Reis. "Vida e Morte é tudo um" permite a literatura e o cinema também. Realismo fantástico.

 

Estudou Engenharia Mecânica, mas o vício do cinema foi mais forte, potenciado pela vida académica em Coimbra. Chegou a ver 300 filmes num ano, foi cineclubista e fundou uma conceituada revista de Cinema. Assim, antes de ser cineasta, João Botelho foi um cinéfilo convicto. O seu mentor, Manoel de Oliveira, ensinou-lhe que o cinema é "ver e ouvir, que o que importa é o ponto de vista da câmara (e que só há um ponto de vista correcto para cada cena) e que, se não há dinheiro para filmar uma carruagem, filma-se a roda, mas há que filmá-la bem". O  seu cinema tornou-se assim um "cinema do tempo" em contraposição ao "cinema de movimento". Paralelamente, o seu contributo para devolver o valor incalculável da Literatura Portuguesa é também inegável e, através da sua própria arte, tem criado versões cinematográficas únicas de grandes clássicos.

 

Com uma obra intemporal, os Canais TVCine homenageiam um dos realizadores mais marcantes do Cinema Português, com a Retrospectiva: João Botelho, todas as quartas e quintas-feiras de Julho, às 22h00, em exclusivo no TVCine Edition.

 

 

José Saramago - Portal da Literatura 

 

José Saramago nasceu em 1922, na aldeia da Azinhaga, concelho da Golegã, no Ribatejo. Autor de mais de 40 títulos, em 1947 publicou o seu primeiro livro que intitulou A Viúva, mas que, por razões editoriais, viria a sair com o título de Terra do Pecado. Seis anos depois, em 1953, terminaria o romance Claraboia, publicado apenas após a sua morte. No final dos anos 50, tornou-se responsável pela produção na Editorial Estúdios Cor, função que conjugaria com a de tradutor, a partir de 1955, e de crítico literário. Regressa à escrita em 1966 com Os Poemas Possíveis. Em 1971, assumiu funções de editorialista no Diário de Lisboa e, em Abril de 1975, é nomeado director-adjunto do Diário de Notícias. No princípio de 1976, instala-se no Lavre (Montemor-o-Novo) para documentar o seu projecto de escrever sobre os camponeses sem terra. Assim nasceu o romance Levantado do Chão e o modo de narrar que caracteriza a sua ficção novelesca. Até 2010, ano da sua morte, a 18 de Junho, na ilha espanhola de Lanzarote, José Saramago construiu uma obra incontornável na literatura portuguesa e universal, com títulos que vão de Memorial do Convento a Caim, passando por O Ano da Morte de Ricardo ReisO Evangelho segundo Jesus CristoEnsaio sobre a CegueiraTodos os Nomes ou A Viagem do Elefante, obras traduzidas em todo o mundo. No ano de 2007, foi criada em Lisboa uma Fundação com o seu nome, que trabalha pela difusão da literatura, pela defesa dos direitos humanos e do meio ambiente, tomando como documento orientador a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Desde 2012 a Fundação José Saramago tem a sua sede na Casa dos Bicos, em Lisboa. José Saramago recebeu o Prémio Camões em 1995 e o Prémio Nobel de Literatura em 1998.

 

28
Jul21

JOGOS OLÍMPICOS 2020 - 29 Julho

Judoca Jorge Fonseca sagra-se campeão do mundo em -100 kg

Jorge Fonseca (judo)

 

 

01h50 – Tiro (Dia 2 da qualificação do fosso olímpico masculino) – João Paulo Azevedo (RTP1)

 

03h00 – Judo (Categoria -78kg feminina) – Patrícia Sampaio (RTP1)

 

03h00 – Judo  (Categoria -100kg masculina) – Jorge Fonseca (RTP1)

 

04h15 - Vela  (Regatas de Laser Radial feminino) – Carolina João (RTP1)

 

07h05 – Vela (Regatas de 470 masculino) – Pedro Costa e Diogo Costa (RTP2)

28
Jul21

NOVOS SONS LUSOS - Vila Martel

Vila Martel apresentam-se ao mundo e não querem ir embora - Threshold  Magazine

 

Vila Martel é uma banda de Lisboa composta por Rodrigo Marques Mendes (voz), Afonso Alves (bateria), Francisco Botelho (guitarra), Francisco Inácio (guitarra) e Tiago Cardoso (baixo). Quinteto de indie rock, lançaram o primeiro álbum, "Nunca mais é sábado", em Fevereiro de 2020. 

 

28
Jul21

MINI LETRAS LUSAS: "Histórias de um Leque Mágico", de Rosário Alçada Araújo

 

Editora: Edições ASA

Texto: Rosário Alçada Araújo

Ilustrações: Carla Nazareth

 

Sinopse: Aquele presente que o pai trouxera à Marta do outro lado do mundo parecia especial: um leque grande que tinha sido comprado a um contador de histórias.

O que a menina não sabia é que o leque era mágico. E que algures, lá longe, alguém contava com a sua ajuda para que o mundo das histórias chegasse a toda a gente e alimentasse a fada da sabedoria que vive em cada um de nós.

Uma aventura que convida o leitor a pensar na importância da imaginação e a recordar que esse universo nunca poderá ter fim.

 

rosário alçada araujo.jpg

 

Rosário Alçada Araújo nasceu em Lisboa, em 1973. Licenciou-se em Direito, mas cedo deixou a vida de jurista, rumo a Londres, onde realizou um mestrado em Sociologia da Comunicação. Foi também aí que se aproximou do mundo da literatura infantil, quer através da frequência de um curso de escrita criativa para crianças, quer pelas suas próprias pesquisas em bibliotecas e livrarias. Em 2002 regressa a Portugal e escreve o primeiro livro para crianças - o qual, em 2003, é recomendado para publicação pelo Prémio Branquinho da Fonseca (Expresso/Gulbenkian), iniciando assim o seu percurso como autora infantil.

 

10 "Carla Nazareth" profiles | LinkedIn

 

Carla Nazareth nasceu em Moçambique, em 1975. Viveu grande parte da sua vida em Coimbra, mas reside em Lisboa desde 1993. É licenciada em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, cidade da qual guarda a luz que reflecte as cores, as oportunidades oferecidas e as coisas que acontecem. Trabalha desde 1998 como designer de comunicação e, a partir de 2001, inicia a sua actividade como ilustradora infantil.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub