Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

02
Jul21

NOVO ÁLBUM: Bem Bom - A Banda Sonora

Banda sonora do filme «Bem Bom» já se encontra em pré-venda

 

A banda sonora do filme que conta a história das Doce, a primeira girlband portuguesa, e traz de volta as suas icónicas canções. Protagonizado por Ana Marta Ferreira, Bárbara Branco, Carolina Carvalho e Lia Carvalho, "Bem Bom" estreia nos cinemas no próximo dia 8 de Julho.

 

02
Jul21

Festival de Almada 2021 (Almada e Lisboa - 2 a 25 Julho)

venda de assinaturas 38º Festival de Almada – CTAlmada

 

 

https://festival.ctalmada.pt/

 

De 2 a 25 de Julho, decorre a 38ª edição do Festival de Almada, em oito salas de Almada e Lisboa. No ano do cinquentenário da Companhia de Teatro de Almada (que se assinala com a estreia de duas criações durante o Festival), a programação inclui onze espectáculos portugueses e dez estrangeiros (entre os quais, Maria Callas, protagonizado pela actriz italiana Monica Belluci). O autor do cartaz da edição 2021 do Festival de Almada é o artista plástico britânico Thomas Langley. 

 

A 38ª edição do Festival de Almada abre esta sexta-feira com quatro espectáculos, um em estreia da Companhia de Teatro de Almada: Hipólitode Eurípedes, com encenação de Rogério de Carvalho, às 20h30, no Teatro Municipal Joaquim Benite. Meia hora antes, às 20h, é inaugurada a exposição "Uma árvore com espectadores à volta", exposição dos 50 anos da Companhia de Teatro de Almada, da autoria de José Manuel Castanheira. Os outros três espectáculos, também às 20h30, dividem-se por três teatros: História da violência, de Édouard Louis, no Fórum Romeu Correia; Aurora Negra, criação e direcção artística de Cleo Diára, Isabél Zuaa e Nádia Yracema, pela Cama A.C; e Amitiéde Eduardo De Filippo e Pier Paolo Pasolini, produção do Festival de Avignon, na Incrível Almadense.
 
 
 

02
Jul21

DOC TV: Selvagens (RTP2 - 11h30)

Selvagens

 

A National Geographic Society visitou as Selvagens, ponto mais a sul de Portugal, e fez um relatório científico e um documentário da expedição. Mostrar a beleza destas ilhas e sensibilizar para a sua protecção são os objectivos do projecto Mares Pristinos da National Geographic Society.


Durante dez dias uma equipa de cientistas, que incluiu o biólogo marinho português Emanuel Gonçalves, procurou captar a essência subaquática daquelas ilhas.

 

01
Jul21

CINE ESTREIA: "O Último Banho", de David Bonneville

 

Realização: David Bonneville

Argumento: David Bonneville, Diego Rocha (Brasil)

Fotografia: Vasco Viana

Música original: José Alberto Gomes, Jonatan Blati (França)

Produção: C.R.I.M., Bocalupo Films (França)

 

Elenco: Anabela Moreira, Martim Canavarro, Margarida Moreira, José Manuel Mendes, Ângelo Torres, Miguel Guilherme, Afonso Santos, Filomena Gigante, Rodrigo Santos, Nuno Fernandes, Maria Costa, Ângela Marques, Teresa Chaves, Paulo Calatré, Eva Tecedeiro, Gustavo Alves, Lourenço Mimoso, Ivo Bastos, Daniela Love, Diana d'Orey, Shahid Nawaz

 

Sinopse: Josefina (Anabela Moreira) viaja para a região do Douro para tomar conta do sobrinho Alexandre (Martim Canavarro). Ela dedica-se ao rapaz, que foi abandonado pela mãe. Mas, Alexandre acaba de chegar à adolescência e quer namorar. O jovem quer afirmar a sua independência, o que acaba por gerar um embate com a tia. Ele aproxima-se da mãe, Ângela (Margarida Moreira), que reaparece para reclamar a sua partilha da herança. No entanto, a dedicação de Josefina é muito forte para ser esquecida.

 

 

 

david bonneville.jpg

 

David Bonneville nasceu no Porto, em 1978. É licenciado em Som e Imagem pela UCP (Porto) e UPF (Barcelona) e completou o curso de Realização com a Academia de Cinema de Berlim, no âmbito do Programa Criação Artística da Gulbenkian. Concluiu o Mestrado em Argumento como bolseiro de mérito académico da Universidade de Westminster. David iniciou a carreira como assistente do realizador Manoel de Oliveira e trabalhou também na BBC, a televisão pública britânica. Escreveu, realizou e produziu as curtas-metragens premiadas CiganoL'Arc-en-CielEden e Heiko - filmes estreados em festivais por todo o mundo, tal como SXSW, Slamdance, Guadalajara, Transilvânia, Locarno, Turim, Tânger ou Melbourne. Foi mentor, palestrante e orientador de workshops no Festival Caminhos, na University of Westminster, Masaryk University, The Actors Centre e em várias outras estruturas. O Último Banho, a sua primeira longa-metragem, estreou-se no Festival Internacional de Cinema de Tóquio.

 

Filmografia:

O Último Banho (2021)

Cigano (curta-metragem, 2013)

Éden (curta-metragem, 2009)

L'Arc-en-Ciel (curta-metragem, 2009)

Photomaton (curta-metragem, 2009)

Heiko (curta-metragem, 2008)

Le Déjeuner Repeter (curta-metragem, 2004)

Le Temps (curta-metragem, 2001)

Supercolla (curta-metragem, 2000)

01
Jul21

CINE ESTREIA: "Stardust - O Nascer de uma Estrela" c/ Paulino Nunes

 

País: Reino Unido

Realização: Gabriel Range 

Argumento: Christopher Bell, Gabriel Range

 

Elenco: Johnny Flynn, Jena Malone, Derek Moran, Anthony Flanagan, Julian Richings, Aaron Poole, Monica Parker, Marc Maron, Paulino Nunes (Portugal)

 

Sinopse: Acompanhamento cronológico da primeira digressão nos EUA do jovem David Bowie, em 1971. Depois de várias desilusões, rejeições, dúvidas, e a lidar com os seus próprios demónios internos, esta foi a viagem que inspirou a invenção do seu icónico alter-ego "Ziggy Stardust" e lançou o artista singular que o mundo das artes para sempre idolatrará.

 

O filme britânico "Stardust - O Nascer de uma Estrela" tem no elenco o actor português Paulino Nunes, que interpreta "Tom Ayres", um produtor norte-americano. Nascido em 1968 na cidade da Horta, capital da ilha do Faial, Açores, Paulino Nunes emigrou com a família para o Canadá, em 1969. Tem feito carreira como actor no Canadá e nos Estados Unidos da América, em várias séries e filmes. 

 

Paulino Nunes Fans (@PauNunesHeart) | Twitter

Paulino Nunes

 

01
Jul21

CINE TV: Um Adeus Português (TVCine Edition - 22h00)

RETROSPETIVA JOAO BOTELHO.jpg

 

Ano: 1986

Realização e Produção: João Botelho

Argumento: Leonor Pinhão e João Botelho

Música: Olivier Messiaen e Cantos Populares Africanos

 

Elenco: Maria Cabral, Isabel de Castro, Fernando Heitor, Ruy Furtado, Cristina Hauser, João Perry, Henrique Viana, António M. Sequeira, Luís Lucas, Diogo Dória 

 

Sinopse: África Portuguesa, 1973. Nos últimos tempos da Guerra Colonial um pequeno grupo de soldados avança no mato. Um soldado morre vítima do rebentamento de uma mina. Em Lisboa, doze anos depois, Raul e Piedade, pequenos agricultores do Minho, visitam Alexandre, o filho mais novo, e Laura, a viúva do filho mais velho que morreu em África na guerra. A família volta a estar junta, mas nunca será o que foi. Há uma pequena dor, serena e amarga, que o tempo não esbateu. Raul e Piedade regressam à terra. Alexandre e Laura não têm lugar para regressar. Nem para esquecer.

 

"Um Adeus Português", de 1986, é a segunda longa-metragem de João Botelho. Olhar amargo e sentido sobre um conjunto de personagens que, entre a Guerra Colonial e uma Lisboa desencantada em meados dos anos oitenta, tenta encontrar os vínculos familiares e emocionais, perdidos no tempo, na memória e na tristeza.


"Um Adeus Português" é um filme tocante, surpreendente e profundamente português que soube reflectir, admiravelmente, sobre uma memória tão incómoda de forma tão sensível. 

 

Estudou Engenharia Mecânica, mas o vício do cinema foi mais forte, potenciado pela vida académica em Coimbra. Chegou a ver 300 filmes num ano, foi cineclubista e fundou uma conceituada revista de Cinema. Assim, antes de ser cineasta, João Botelho foi um cinéfilo convicto. O seu mentor, Manoel de Oliveira, ensinou-lhe que o cinema é "ver e ouvir, que o que importa é o ponto de vista da câmara (e que só há um ponto de vista correcto para cada cena) e que, se não há dinheiro para filmar uma carruagem, filma-se a roda, mas há que filmá-la bem". O  seu cinema tornou-se assim um "cinema do tempo" em contraposição ao "cinema de movimento". Paralelamente, o seu contributo para devolver o valor incalculável da Literatura Portuguesa é também inegável e, através da sua própria arte, tem criado versões cinematográficas únicas de grandes clássicos.

 

Com uma obra intemporal, os Canais TVCine homenageiam um dos realizadores mais marcantes do Cinema Português, com a Retrospectiva: João Botelho, todas as quartas e quintas-feiras de Julho, às 22h00, em exclusivo no TVCine Edition.

 

Pág. 13/13

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub