Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

09
Mai19

CINE ESTREIA: "Hotel Império", de Ivo M. Ferreira

HOTEL IMPÉRIO.jpg

 

Realização: Ivo M. Ferreira

Argumento: Ivo M. Ferreira, Edgar Medina

Fotografia: Susana Gomes

Música original: Jorge Salgueiro

Produção: O Som e a Fúria, Inner Harbour Films (Macau)

Local rodagem: Macau (China)

 

Elenco: Margarida Vila-Nova, Rhydian Vaughan (Reino Unido/Taiwan), Kam Kwok Leung (Hong Kong, China), Cândido Ferreira, Tiago Aldeia, Florence Cheong (Macau, China), Eliz Lao (Macau, China), Jess Mendonza (Filipinas)

 

Sinopse: No casino, Maria (Margarida Vila-Nova) canta fado e bailarinos exóticos actuam. Maria, uma jovem de origem portuguesa, viveu toda a vida no Hotel Império, um lugar outrora famoso, habitado por personagens com histórias e lutas próprias, situado num bairro tradicional de Macau. Apesar das dificuldades em manter o espaço, tenta não ceder às constantes pressões dos especuladores imobiliários para vender o edifício. Mas, quando Chu (Rhydian Vaughan), o filho da co-proprietária do hotel, regressa a Macau depois de duas décadas de ausência, a situação de Maria complica-se ainda mais.

 

 

 

 

ivo ferreira.jpg

 

Ivo M. Ferreira nasceu em 1975, em Lisboa. Filho dos actores Cândido Ferreira e Carmen Marques, esteve desde sempre em contacto com o teatro e o cinema. 
Iniciou a sua formação técnica e artística na Escola de Artes Visuais António Arroio, em Lisboa, matricula-se na London International Film School e na Universidade de Budapeste chegando finalmente à China, destino que marcará para sempre a sua vida pessoal e profissional: monta uma pequena produtora em Macau, a Inner Harbour Films, e realiza o seu primeiro filme. Trabalha como fotógrafo, actor, produtor, encenador e desenhador de luz. Além de Portugal e Macau, já filmou em Angola e na Indonésia. Ivo M. Ferreira tem dividido a sua vida entre Macau e Portugal. Viveu sete anos em Macau com a actriz Margarida Vila-Nova, de quem se separou recentemente, protagonista dos filmes "Cartas da Guerra" e "Hotel Império". Em breve, deverá estrear na RTP1 a série policial "Sul", o primeiro trabalho realizado por Ivo M. Ferreira para televisão.

 

 

 

Filmografia:

 

Hotel Império (2019)

Cartas da Guerra (2016)

Na Escama do Dragão (curta-metragem, 2012)

O Estrangeiro (curta-metragem, 2010)

Vai com o Vento (documentário, 2010)

Águas Mil (2009)

Fios de Fiar (documentário, 2006)

Salto em Barreira (curta-metragem, 2004)

À Procura de Sabino (documentário, 2003)

Soia Di Príncipe (documentário, 2002)

Em Volta (2002)

Angola em Cena (documentário, 2002)

O Que Foi? (curta-metragem, 1999)

O Homem da Bicicleta (curta-metragem, 1997)

 

09
Mai19

CINE ESTREIA: "Guerra sem Quartel" c/ Joana Metrass

Resultado de imagem para guerra sem quartel cartaz

 

País: EUA

Realização e Argumento: Lior Geller (EUA)

Elenco: Jean-Claude Van Damme, Elijah Rodriguez, Joana Metrass (Portugal), David Castañeda, Charlie MacGechan, Nicholas Sean Johnny

 

Sinopse: Cidade de Washington. Símbolo da liberdade e do poder aos olhos dos EUA e do resto do mundo. Mas nas sombras dos monumentos e dos edifícios governamentais reside um submundo muito diferente das conhecidas imagens da capital americana – um mundo governado por gangues violentos e traficantes de droga implacáveis. Desenrolado ao longo de 24 horas no brutal meio da droga de Washington, um jovem hispânico sonha descobrir uma vida nova para si e para o seu irmão mais novo. Quando um veterano americano traumatizado chega ao bairro à procura de drogas para fugir à sua realidade, surge uma oportunidade invulgar que mudará a vida dos dois para sempre.

 
 

O filme norte-americano "Guerra sem Quartel" tem no elenco a actriz portuguesa Joana Metrass, no papel de "Anna". Joana Metrass, de 31 anos, tornou-se conhecida em Portugal pela sua participação na série juvenil "Morangos com Açúcar", na série "Sinais de Vida" ou nos telefilmes "A Princesa" e "Crónica de uma Revolução Anunciada", entre outros trabalhos. Em 2014, mudou-se para os EUA e, desde então, entrou nos filmes "Drácula: A História Desconhecida", "O Agente da U.N.C.L.E." e na quinta temporada da série "Era Uma Vez".

 

Resultado de imagem para we die young joana metrass

A actriz portuguesa Joana Metrass no filme norte-americano "Guerra sem Quartel"

 

09
Mai19

ESTREIA TV: Eléctrico (RTP1 - 00h35)

Eléctrico

 

A nova música portuguesa frente-a-frente no palco da RTP.

 

Com a curadoria da Antena 3, a RTP1 aposta na música ao vivo. O "Eléctrico" é um programa semanal dedicado à música portuguesa. Gravado ao vivo e em alta definição no Teatro Capitólio, em Lisboa, o "Eléctrico" coloca frente-a-frente duas bandas por programa, que tocam os seus temas alternadamente. A missão de levar a música ao vivo para dentro da sua casa está a cargo de Vanessa Augusto e Henrique Amaro.

 

Com participação de:

. Conan Osiris + Stereossauro
. Cassete Pirata + Frankie Chavez
. Sara Tavares + Selma Uamusse
. David Fonseca + Joana Espadinha
. Samuel Úria + B Fachada
. Best Youth + Isaura
. X-Wife + The Parkinsons
. Capitão Fausto + Luís Severo
. Bruno Pernadas + Surma
. Mundo Segundo & Sam The Kid + Dino d'Santiago
. Dead Combo + Linda Martini
. Glockenwise + Filipe Sambado

 

1º programa - Conan Osiris + Stereossauro

 

Conan Osíris  e Stereossauro

 

Conan Osiris e Stereossauro são os primeiros a enfrentarem-se no palco do Capitólio no frente-a-frente da nova música portuguesa.

 

 

 

Quintas, às 00h35, na RTP1.

09
Mai19

ESTREIA TV: Super Bock Super Rock - 12 histórias para sempre (SIC Radical - 22h20)

logotipo

 

Esta quinta-feira, a SIC Radical estreia o programa "Super Bock Super Rock - 12 histórias para sempre", onde Ana Ventura apresenta uma série de 12 episódios em formato countdown para a 25ª edição do festival Super Bock Super Rock.

 

Histórias do passado intercalam com as preparações para a 25ª edição numa abordagem jornalística, com entrevistas e imagens narrativas em comemoração de 25 edições de festival. Como era a música em Portugal antes do Super Bock Super Rock? Qual o ímpeto que levou à sua criação? Como nasceu? Como cresceu? Como mudou? Quais os seus vários formatos? Por onde passou? Quem por lá passou? Estas são apenas algumas das perguntas para as quais Ana Ventura procurou respostas.

 

Quintas, às 22h20, na SIC Radical.

09
Mai19

LINHA DA FRENTE - Sim, Senhor Ministro (RTP1 - 21h00)

Sim, Senhor Ministro

 

Esta semana, o programa Linha da Frente conta a história de Félix Braz, vice-Primeiro-Ministro do Luxemburgo. Félix Braz representa um novo capítulo na história da emigração portuguesa para o Luxemburgo. É filho de um casal de emigrantes do Algarve que, no início dos anos 60, partiu para o Luxemburgo à procura de uma vida melhor. Félix Braz já nasceu no arquiducado, inscreveu-se no partido "Os Verdes" e chegou ao topo da política ao tornar-se vice-Primeiro-Ministro, na sequência das últimas eleições. "Sim, Senhor Ministro" é uma reportagem de Vítor Gonçalves, com imagem de Nuno Tavares e edição de Vanessa Brízido.

 

 

 

08
Mai19

VISITA GUIADA - Complexo da Marinha na Ribeira das Naus (Lisboa)

Os Carpinteiros de Machado foram uma classe profissional poderosíssima a partir de finais do séc. XV. Compreende-se, eram nevrálgicos para o maior empreendimento da nação portuguesa: a expansão marítima. Devotos de São Roque, trataram de garantir que, a seguir ao terramoto de 1755, na construção do novo complexo para a construção naval, na Ribeira das Naus (onde desde há três séculos existiam importantes estaleiros que tinham ficado arrasados), haveriam de ter o seu lugar de culto ao seu santo protector. Seis anos depois da devastação de Lisboa, os Carpinteiros de Machado viram edificada a sua igreja, a Capela de São Roque, uma pequena pérola barroca que, ainda hoje, muito poucos conhecem. A primeira igreja a ficar concluída na reconstrução de Lisboa. Uma deliciosa visita guiada pelo Comandante José Rocha e Abreu.

 

08
Mai19

LETRAS LUSAS: "Ouro, Prata e Silva", de Miguel Szymanski

Resultado de imagem para ouro prata e silva

 

Editora: Suma de Letras

 

Sinopse: Marcelo Silva é um jornalista nomeado, por uma série de acasos ou razões obscuras, para dirigir uma nova brigada anticrime em Lisboa.


Durante os primeiros dez dias no seu novo cargo, percorre as ruas duma cidade entregue aos turistas e imerge no submundo das tramas políticas na tentativa de encontrar um milionário desaparecido e de desmascarar os crimes de uma elite financeira e política que deixaram o país à beira da ruína.



Fiel a si próprio, entre meninas de boas famílias e políticos corruptos, milionários poderosos e redes de prostituição, entre Lisboa e Berlim, Marcelo Silva leva-nos num trajecto para além das aparências, para trás da fachada da capital portuguesa, onde tudo acontece e os «brandos costumes» só se mantêm como mito urbano das classes médias.



Marcelo Silva é um romântico que tenta sobreviver num mundo de cínicos. E como o que está em causa é, nada mais, nada menos, do que o sistema político e financeiro na capital portuguesa, «sobreviver» é para ser entendido literalmente. Cabelo desgrenhado, excesso de peso e uma carreira errante com direito a quinze minutos de fama. Se fosse pobre, seria visto como um louco, mas, porque é rico, todos o consideram um excêntrico. Um pouco idealista, mas inofensivo. Não podiam estar mais errados.

 

miguel szymanski.jpg

 

Miguel Szymanski nasceu em Faro em 1966, numa família de origens portuguesas, alemãs e polacas. Estudou Economia, Direito e Literaturas Modernas. Escritor e jornalista, trabalha na Alemanha e em Portugal, é comentador da RTP e participa no programa Mundo sem Muros da RTP Internacional/RTP3. Começou a trabalhar no Goethe-Institut no início dos anos 90. Iniciou-se no jornalismo na imprensa económica. Em Portugal, trabalhou para a Grande ReportagemO Independente e o Expresso. Foi editor da revista GQ e cronista do Diário de Notícias. Durante a crise, viveu na Alemanha, publicou as suas crónicas no diário Die Tageszeitung de Berlim e foi redactor da revista Öko-Test, em Frankfurt. É hoje correspondente do semanário Der Freitag e do jornal Portugal Post e comenta também o que se passa em Portugal para várias televisões e rádios na Alemanha e na Áustria. Em Portugal, publicou o seu primeiro livro, O Economista Acidental, em 2010. Na Alemanha, escreveu Ende der Fiesta [Fim da Festa] em 2014.

08
Mai19

TV: Hotel Império - Making of (RTP1 - 00h00)

Hotel Império - Making of

 

A RTP faz a antevisão de "Hotel Império", o novo filme de Ivo M. Ferreira depois de "Cartas da Guerra", que chegará às salas de cinema esta quinta-feira, dia 9 de Maio.


"Hotel Império" foi inteiramente filmado em Macau e retrata uma crónica de um Macau de hoje, 20 anos após o regresso à China. O filme tem como protagonistas Margarida Vila-Nova e Rhydian Vaughan e conta ainda com a participação de Cândido Ferreira e Tiago Aldeia.

 

A casa de Maria sempre foi o Hotel Império, nos bairros tradicionais de Macau. Com o pai envelhecido, o fardo de manter o decrépito hotel em funcionamento recai-lhe sobre os ombros. Canta Fado num Casino onde o jogo e a prostituição andam de mãos dadas, mas o dinheiro é pouco e os especuladores imobiliários tornam-se insistentes. Surge então Chu, jovem misterioso com um interesse obsessivo por Maria. Sonhos desiludidos, ganância e decadência: crónica de uma Macau de hoje, 20 anos após o regresso à China.

 

 

08
Mai19

MAR DE LETRAS - Fátima Moura Roque (RTP África - 21h50)

Fátima Roque

 

Nasceu em Angola e a paixão por África está-lhe no sangue. Licenciada em Economia e doutorada em Econometria e Economia Internacional, Fátima Moura Roque tem mais de uma dezena de obras publicadas sobre o continente africano, com especial destaque para Angola. "Uma Década de África" é o seu último livro e o mote para conversa do "Mar de Letras" desta semana.

 

Resultado de imagem para uma década de áfrica

07
Mai19

LETRAS LUSAS: "Sophia de Mello Breyner Andresen", de Isabel Nery

Resultado de imagem para SOPHIA MELLO BREYNER ISABEL NERY

 

Editora: A Esfera dos Livros

 

Sinopse: A jornalista Isabel Nery traz-nos, no seu novo livro, a primeira biografia de Sophia de Mello Breyner Andresen, no ano em que se assinala o centenário do seu nascimento.

 

A autora percorreu lugares e pessoas que fizeram parte da história de Sophia, como o Porto, a Grécia, Lagos, e entrevistou mais de 60 pessoas, do pescador José Muchacho ao amigo Manuel Alegre, até ao ensaísta Eduardo Lourenço, passando por companheiros das letras e da política.

 

Só assim foi possível completar a biografia que faltava sobre a primeira portuguesa a receber o Prémio Camões e a única mulher escritora com honras de Panteão Nacional, a quem muitos gostavam de ter visto atribuído o Prémio Nobel.

 

Imágem do Autor

 

Isabel Nery  estudou na Alemanha, ainda adolescente, e, mais tarde, em Espanha e nos EUA. Licenciou-se em Relações Internacionais e concluiu o mestrado em Comunicação. Isabel Nery é jornalista na revista VISÃO e coordena um núcleo de Jornalismo e Literatura no Clepul - Centro de Investigação da Faculdade de Letras. O seu livro de reportagem "As Prisioneiras - Mães Atrás das Grades" foi adaptado para a curta-metragem "Os Prisioneiros", e a reportagem "Vida Interrompida" percorreu o país em exposição itinerante (em co-autoria com Marcos Borga). O trabalho de Isabel Nery foi já distinguido com vários prémios, entre eles o Prémio Mulher Reportagem Maria Lamas, o Prémio Jornalismo pela Tolerância, o Prémio Paridade Mulheres e Homens na Comunicação Social, e o Prémio Jornalismo e Integração, da UNESCO. Enquanto investigadora, publicou ensaio e apresentou comunicações em várias instituições portuguesas e estrangeiras, nomeadamente nos EUA e Canadá. Foi uma das jornalistas seleccionadas pela Fundação Luso-Americana (FLAD) para o curso de jornalismo no Committee of Concerned Journalists (CCJ), em Washington. Faz parte da direcção do Sindicato dos Jornalistas desde Janeiro de 2015.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub