Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

05
Fev18

LETRAS LUSAS: "O Cavalo Espantado", de Alves Redol

 

 

 

Editora: Caminho

 

Sinopse: "O Cavalo Espantado" será, talvez mais que nenhum outro, [...] o romance da «destruição» do homem, em que surge, mais ou menos complexamente equacionado, um mundo velho que se desagrega em bloco: ou o romance da solidão, da angústia e da inacção. Os milionários Jadwiga e Leo, refugiados austríacos, «judeus com dinheiro», em Lisboa, chegados à capital portuguesa em Fevereiro de 1939, são personagens que gravitam na órbita de um mundo que está a morrer (e eles recusam-se a morrer fisicamente), nem sequer são anti-nazis convictos, querem é salvar a pele e todo o dinheiro possível. Que poderá Pedro Dias fazer por eles? (Alexandre Pinheiro Torres)

 

"O Cavalo Espantado", de Alves Redol, foi editado, pela primeira vez, em 1960. Regressa agora às livrarias numa nova edição.

 

 

 

António Alves Redol nasceu a 29 de Dezembro de 1911, em Vila Franca de Xira, e faleceu a 29 de Novembro de 1969, em Lisboa. Romancista e dramaturgo, filho de um pequeno comerciante ribatejano, obteve um curso comercial, conheceu em Angola a pobreza e o desemprego e desenvolveu em Lisboa várias actividades profissionais. Militante do Partido Comunista e empenhado na luta de resistência ao regime salazarista, compreendeu a literatura como forma de intervenção social, sendo um dos seus primeiros romances, Gaibéus , considerado um dos textos literários fundadores da narrativa neo-realista. Ao longo de uma longa e coerente produção literária, Alves Redol trouxe para o romance personagens, temas e situações ignorados pela literatura, postura que lhe valeu, simultaneamente, o êxito junto de um grande público e o ataque impiedoso da crítica, que apontava como deficiências de escrita a linguagem simples da sua prosa e o esquematismo das tramas romanescas. Acusações que pareciam corroboradas pela despretensão e modéstia literárias manifestadas pelo autor nas epígrafes das suas obras, como sucede em Gaibéus, precedido do aviso de que "Este romance não pretende ficar na literatura como obra de arte. Quer ser, antes de tudo, um documentário humano fixado no Ribatejo. Depois disso, será o que os outros entenderem". No prefácio a Barranco de Cegos (Lisboa, 1970), Mário Dionísio compara o destino da obra de Redol ao dos romances de Zola que, ao escolher temas malditos como o operariado e os conflitos sociais, recebeu durante anos a aversão dos críticos, até ser redescoberto em leituras inovadoras que revelaram a estrutura épica dos seus romances e a reformulação de mitos contemporâneos nessa prosa chocante, intensa, por momentos quase surrealista.

03
Fev18

NOVO ÁLBUM: "Teu" - Paulo Sousa

 

Paulo Sousa nasceu em Coimbra, em 1992. Em 2015, participou na sexta temporada do concurso televisivo "Ídolos" (3º lugar), na SIC, e tornou-se um dos maiores YouTubers nacionais na categoria de música desde 2013. "Onde Quero Estar", "Todos os Dias", "Não Me Deixes Ir" e "Somos Eu e Tu" são apenas alguns dos singles de Paulo Sousa que integram as bandas sonoras de várias novelas nacionais da TVI e SIC. Chega agora "Teu", o primeiro álbum do artista, incluindo os temas acima referidos e vários inéditos.

 

 

03
Fev18

ESTÚDIO 24 - HMB (TVI24/ domingo, 4 - 21h20)

HMB

 

Desde 2007, os HMB já lançaram três álbuns e foram responsáveis por alguns dos maiores sucessos musicais dos últimos anos, como "O Amor é assim", "Peito" ou "Naptel Xulima".

 

Dia 24 de Fevereiro comemoram 10 anos de carreira com uma grande festa no Campo Pequeno, em Lisboa, mas antes vão à TVI24 fazer um pequeno "aquecimento".

 

03
Fev18

EUROPEU FUTSAL: Portugal x Ucrânia (RTP1/ domingo, 4 - 17h00)

Foto de Seleções de Portugal.

 

Depois da vitória por 4-1 frente à Roménia, Portugal disputa, este domingo, o segundo e último jogo da fase de grupos do Campeonato Europeu de Futsal, a decorrer na Eslovénia.

 

A Selecção Nacional, já apurada para os quartos-de-final da competição, irá defrontar a Ucrânia.

 

O jogo Portugal x Ucrânia tem início às 17h00 e será transmitido na RTP1.

 

FORÇA, PORTUGAL!!!

 

02
Fev18

CINE TV: Meus Amigos (RTP2/ sábado, 3 - 23h35)

Meus Amigos

 

Ano: 1974

Realização e Argumento: António da Cunha Telles

 

Elenco: Manuel Madeira, Tereza Mota, António Modesto Navarro, José Vaz Pereira, Maria Otília, Lia Gama, Manuela Maria, Henrique Espírito Santo, João Franco, Adelaide João, Cunha Marques, António Polónio, Pedro Efe, Guilherme de Almeida, Lídia Franco, Beatriz Alçada, Mário Barradas, Jacinto de Matos, Pedro Bandeira-Freire, Gabriela Duarte, António Leitão, Irene Lisboa (voz)

 

Sinopse: Segunda longa-metragem de António da Cunha Telles, retrata as lutas estudantis e o desencanto da sociedade urbana no período que antecedeu a Revolução de 1974.

 

Um grupo de amigos, ex-colegas da Universidade que participaram na revolta de estudantes em 1962, reencontram-se passados dez anos. Eduardo, que se tinha casado com um excelente partido, separa-se da mulher para reencontrar a liberdade. José Manuel, que abandonou os estudos e emigrou, como tantos outros, vive agora de expedientes, de ofertas de amigos, de desenhos para os turistas e de traduções. Todos eles se sentem num beco sem saída, perderam os seus ideais e os seus sonhos.

 

02
Fev18

CINE TV: Os Olhos de André (TVCine 2 - 22h00)

olhos andré.jpg

 

Ano: 2015

Realização e Argumento: António Borges Correia

Fotografia: Miguel Robalo

Produção: Blackmaria (João Figueiras)

 

Elenco: António Morais, Abílio André Morais, Lydie Bárbara, Laurinda Caldeira, Diogo Morais, Francisco Morais, Tiago Morais

 

Sinopse: André é um jovem que viu a sua família desmantelar-se quando o irmão mais novo foi retirado pela assistência social. Essa dor é sentida por todos os elementos, em particular pelo seu pai, um serralheiro que tenta cuidar dos filhos como pode...

 

No seguimento do olhar desenvolvido por António Borges Correia – os moldes do documentário para recriar histórias de ficção -, a paisagem de Arcos de Valdevez serve de cenário para recriar, com as mesmas pessoas, uma história verdadeira. Aí, um pai tenta reconstruir a sua vida, depois de uma separação, para acolher o seu filho André e voltar a unir uma família. Pelo olhar de António Borges Correia e a perspectiva da sua câmara, os seus actores (as pessoas que viveram, nos mesmos papéis, a mesma história), seguem as sugestões que uma nova ficção cria a partir daquilo que já se viveu, dando-nos a conhecer, pelo cinema, uma vida real de um país verdadeiro. Mas são os olhos luminosos do jovem André a reunir o seu grande foco: aquilo que perdeu na sua família, o seu desejo de ver reconhecido o seu talento para o futebol profissional, e aquilo que ele resguarda, das suas várias figuras familiares, nesse seu jovem olhar.

 

 

 

01
Fev18

GUIdance - Festival Internacional de Dança Contemporânea (Guimarães - 1 a 10 Fevereiro)

 

De 1 a 10 de Fevereiro, Guimarães recebe a 8ª edição do GUIdance - Festival Internacional de Dança Contemporânea, convocando nomes incontornáveis como Wayne McGregor e Peeping Tom a abrir e a encerrar, respectivamente, o festival. Rui Horta – coreógrafo em destaque nesta edição – apresenta duas criações, uma em estreia absoluta e outra em reposição. Em 2018, o GUIdance reúne a Europa da dança na Cidade-Berço, com Vera Mantero, Joana von Mayer Trindade & Hugo Calhim Cristovão, Patricia Apergi, Euripides Laskaridis, Marlene Monteiro Freitas e Andreas Merk a completarem o cartaz.

 

01
Fev18

LINHA DA FRENTE - No Coração da Estrela (RTP1 - 21h00)

No Coração da Estrela

 

Há muitos anos que António utiliza o seu rebanho de "cabras sapadoras" para limpar a floresta da Serra da Estrela. Apesar dos esforços, o Covão, onde vive isolado com a mulher e o filho de dois anos, foi devastado pelos incêndios.


Jan Jansen é holandês de alma lusitana. O botânico e ecologista veio de propósito a Portugal para nos ajudar a compreender porque têm ardido as nossas florestas, como podemos prevenir os incêndios, o que devemos fazer para reparar os danos e o que plantar nas áreas destruídas pelas chamas.


Nesta viagem ao Coração da Estrela, acompanhámos ainda investigadores, geólogos, biólogos e jovens empreendedores empenhados em salvar uma Estrela de paixões únicas, candidata a Património Mundial da UNESCO.


"No Coração da Estrela" é uma reportagem da jornalista Sandra Vindeirinho, com imagem de António Antunes e Marques de Almeida, edição de Sara Cravina, grafismo de Rafael Pina, pesquisa de Rita Rodrigues, produção de Natacha Silva Frey e coordenação de Mafalda Gameiro.

 

 

A RTP tem um novo projecto denominado "RTP: Nosso Futuro". Será no âmbito deste projecto que a RTP irá tratar, de forma transversal, nos seus canais e antenas, assuntos que exigem cada vez mais um olhar atento e com diferentes abordagens de análise.

 

"A Floresta" será o primeiro tema. Durante o mês de Fevereiro, a RTP1, a RTP Memória, a RTP3 e a Antena1 vão abordar este tema nos seus vários programas, como, por exemplo, na Linha da Frente, no Agora Nós, na Grande Entrevista e no Ponto de Partida, entre muitos outros espaços da programação do universo RTP.

 

A floresta não pode esperar e, por isso, a RTP dedica-lhe o mês de Fevereiro para que se pense a fundo nesta questão. Interessa não só pensar nas chamas e no rescaldo, mas essencialmente na sua prevenção. Ao longo do mêS, a RTP vai mostrar o trabalho que pode ser feito para evitar os incêndios com a opinião de vários especialistas e investigadores, que nos contam histórias e nos dão uma visão mais alargada do tema.

Pág. 7/7

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D