Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

30
Nov17

Zé Pedro (1956 - 2017)

ze pedro.jpg

 

Faleceu hoje, aos 61 anos, o músico Zé Pedro, guitarrista dos Xutos & Pontapés e uma das figuras mais queridas e emblemáticas do rock português.

 

José Pedro Amaro dos Santos Reis nasceu a 14 de Setembro de 1956, em Lisboa, tendo crescido no bairro dos Olivais. Filho de um militar, a família mudou-se para Timor, onde o pai estava destacado, quando era ainda muito novo, tendo regressado a Portugal com 6 anos. 

 

Aos 22 anos, coloca um anúncio no jornal à procura de um baterista e de um baixista para uma banda punk. Nascem assim os Xutos & Pontapés, a maior banda rock portuguesa, e José Pedro Amaro dos Santos Reis passa a ser conhecido como Zé Pedro. 

 

Os Xutos & Pontapés nascem oficialmente a 13 de Janeiro de 1979 e, desde então, têm tido uma carreira recheada de êxitos. Zé Pedro, o guitarrista, era um dos elementos da banda mais acarinhados pelo público português que o converteu num ícone do rock nacional. Além de tocar, compôs também alguns dos temas clássicos da banda, como "Submissão" ou "Não sou o único". 

 

Ao longo da sua carreira, Zé Pedro esteve ligado a outros grupos musicais, como o Palma's Gang, nos anos 90, ou o supergrupo Ladrões do Tempo, formado por si em 2011. 

 

No passado dia 4 de Novembro, os Xutos & Pontapés deram um concerto no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. Foi a despedida de Zé Pedro, que já estava visivelmente fragilizado pela doença, do público português.

 

O Zé Pedro dos Xutos partiu e a música portuguesa ficou muito mais pobre!

 

30
Nov17

CINE ESTREIA: "Verão Danado", de Pedro Cabeleira

verao-danado.jpeg

 

Realização e Argumento: Pedro Cabeleira

Direcção Fotografia: Leonor Teles

Produção: Videolotion (Pedro Cabeleira, Marta Ribeiro)

Banda Sonora: Éme, Pega Monstro, Rafael Toral, DJ Nigga Fox, António Variações, Foreign, Spirallia

 

Elenco: Pedro Marujo, Lia Carvalho, Ana Valentim, Ana Tang, Daniel Viana, Sérgio Coragem, João Rilhó Robalo, Luís Magalhães, Maria Leite, Rodrigo Perdigão, Jack Ilco, Cleo Tavares, Isac Graça, Victor Yovani, Nuno Melo, Miguel Cunha, Diogo Martins, Filipa Areosa, Ana Amaral, Duarte Amaral, Tiago Costa, Inês Faria, Marco Mendonça, Rafael Gomes, Rafaela Jacinto, Inês Laranjeira, Ana Só, Maria Cardetas Melo, Olena Rudakova, Frederico Serpa, Nádia Yaracema, José Sotero, Miguel Santiago, Ruben Pero, João Pedro Mamede, Catarina Rolo Salgueiro, Tomás Varela, Inês de Castro, Rita Silva, Piombina Gaveta, Arménio Cabeleira

 

Sinopse: Estamos no princípio do Verão e Chico (Pedro Marujo) acabou a faculdade. Sem grandes perspectivas, e com as férias por diante, começam as brincadeiras, os jantares, as festas e as noitadas. A música acompanha Chico nestas tardes de ócio, drogas, desilusões amorosas e momentos psicadélicos. Verão Danado é um ímpeto de adrenalina com Lisboa como pano de fundo de uma juventude à deriva.

 

Prémios: Menção Especial, na secção Cineastas do Presente, no Festival de Locarno 2017 (Suíça)

 

 

 

pedro cabeleira.jpg

 

Pedro Cabeleira nasceu no Entroncamento, em 1992. Fez o curso de Realização na Escola Superior de Teatro e Cinema, em Lisboa. É um dos fundadores da produtora Videolotion, juntamente com mais quatro jovens realizadores. "Verão Danado" é a sua primeira longa-metragem. 

 

Filmografia:

 

Verão Danado (2017)

Estranhamento (curta-metragem, 2013)

30
Nov17

CINE ESTREIA: "O Fim da Inocência", de Joaquim Leitão

fim inocencia.jpg

 

Realização: Joaquim Leitão

Argumento: Roberto Pereira (adaptação do livro de Francisco Salgueiro)

Produção: Cinemate (Ana Costa)

 

Elenco: Oksana Tkach, Rodrigo Paganelli, Raquel Franco, Joana Barradas, Francisco Fernandez, Joana Aguiar, Ricardo Sá, Ana Marta Ferreira, Sofia Alves, Sandra Celas, Virgílio Castelo, Catarina Matos, Ângelo Torres, Leonor Vasconcelos, João Alves, Luís Garcia, Raquel de Oliveira, Marco Paiva, David Gomes, Miguel Frazão, Pedro Borges

 

Sinopse: "O Fim da Inocência", adaptação da obra homónima de Francisco Salgueiro, conta a história de Inês (Oksana Tkach), mas não só. É também a história de muitos jovens que vivem uma vida dupla, longe dos olhares dos seus pais, mesmo quando estes se julgam os melhores e mais presentes pais do mundo. Aos olhos de todos, principalmente dos seus pais, Inês é a menina perfeita. Estuda num dos mais caros e reputados colégios da Linha de Cascais e o seu núcleo de amigos é meramente composto por filhos de embaixadores e presidentes de grandes empresas. Acontece que, por detrás das aparências, a realidade de Inês e do seu grupo de amigos é outra, muito diferente. Inês e o seu grupo de amigos são consumidores regulares de drogas, têm comportamentos sexuais de alto risco e utilizam o lado mais perigoso da Internet para os seus fins sexuais e não só. Assim, e ainda menores de idade, as suas vidas já se encontram num estado de degradação física elevado e num descontrolo emocional total. E tudo sem que os seus pais se dêem conta…

 

 

     

 

Francisco Salgueiro nasceu em Lisboa, a 29 de Junho de 1972. Depois de ter tirado o Curso de Comunicação Empresarial, participou na criação da Direcção de Comunicação da TV Cabo, dedicou-se à autoria e escrita de programas de televisão, na SIC, e à escrita de artigos de opinião para as revistas Notícias Magazine, Máxima, Telecabo e jornal O Independente. É um dos fundadores da primeira empresa em Portugal a dedicar-se à produção de conteúdos escritos para TV, Internet e Televisão Interactiva. É autor dos livros Amei-te em Copacabana (2008), A Praia da Saudade (2009), O Fim da Inocência (2010), O Anjo Que Queria Pecar (2012),  O Fim da Inocência II (2013), Estou Nua, e Agora? (2014), Portugal Kitsch (2015) e Homens Há Muitos (2015), entre outros.

 

 

 

 

Joaquim Leitão nasceu a 21 de Dezembro de 1956, em Lisboa. Trocou o curso de Direito, na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, pelo de Cinema, na Escola Superior de Teatro e Cinema, onde se licenciou em Realização, na vertente de montagem. Para televisão, realizou o telefilme "Voltar" (RTP) e a mini-série "Até Amanhã, Camaradas" (SIC). Além de realizador, tem participações como actor em vários filmes. Joaquim Leitão foi condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique, em 2005. "O Fim da Inocência" é a segunda longa-metragem realizada por Joaquim Leitão a estrear em 2017.

 

Filmografia:

 

O Fim da Inocência (2017)

Índice Médio de Felicidade (2017)

Sei Lá (2014)

Quarta Divisão (2013)

A Esperança Está Onde Menos Se Espera (2009)

20,13 (2006)

Inferno (1999)

Tentação (1997)

Adão e Eva (1995)

Uma Vida Normal (1994)

Uma Cidade Qualquer (curta-metragem, 1994)

Ao Fim da Noite (1991)

A Ilha (curta-metragem, 1990)

O Resgate (curta-metragem, 1990)

Duma Vez por Todas (1987)

O Aprendiz de Mago (curta-metragem, 1980)

30
Nov17

CINE TV: Mau Mau Maria (RTP1 - 00h15)

Mau Mau Maria

 

Ano: 2014

Realização: José Alberto Pinheiro

Argumento: Marta Gomes e Marco Horácio

Música: Dimitris Andrikopoulos e Hugo Mesquita

Produção: Marta Gomes, Sara Didier e Marco Horácio

 

Elenco: António Raminhos, Eduardo Madeira, Marco Horácio, Margarida Moreira, Rita Camarneiro, São José Correia, José Pedro Gomes, Vítor de Sousa, Maria Botelho Moniz, Ana Varela, Débora Monteiro, Diana Chaves, Inês Castel-Branco, Inês Aires Pereira, João Castro, Luís Filipe Borges, Pedro Diogo, João Pedro Correia, Jorge Mota, Pedro Ribeiro, Rui Reininho, Soraia Sousa

 

Sinopse: Três irmãos e um ultimato. Depois de um acontecimento trágico, os irmãos Maria Gonzaga vêem-se confrontados com uma imposição do pai que lhes valerá a herança, a identidade e a inteligência emocional: sete semanas é o prazo estipulado para que cada um deles encontre uma mulher que lhe encha as medidas sem lhe esvaziar os bolsos. Pedro Maria, o cromo por definição, entra em pânico e desabafa com Luísa, a sua melhor amiga, que, a partir daquele momento, assume o controlo da missão e inicia um processo de recrutamento para encontrar o par perfeito para o amigo. António Maria, o irremediável playboy, dá início a uma busca desenfreada pela movida da cidade do Porto, envolvendo-se em caricatas confusões e tornando-se alvo de uma perigosa criminosa. João Maria, o típico trapalhão de coração mole, não faz grandes planos mas acaba por esbarrar com uma deslumbrante e sedutora mulher. Quase por acidente, convida-a para sair. Será o amor ou a herança a ter os dias contados?

 

"Mau Mau Maria", que estreou nas salas de cinema nacionais em 2014, foi exibido em versão mini-série de 2 episódios, na RTP1, em 2016. Esta quinta-feira, a RTP1 exibe a versão filme.

 

 

 

29
Nov17

POSTAL GRANDE GUERRA - De Berlim para Lisboa

Antes da guerra, a Europa vivia um período de expansão e domínio em todas as facetas humanas, da política às artes. Era um mundo vibrante, que os europeus das classes mais abastadas percorriam com à-vontade. Assim como havia alemães, franceses ou ingleses em Portugal, também muitos portugueses trabalhavam ou estudavam em França e na Alemanha. Quando a guerra rebentou, aqueles que estavam do lado alemão viram-se confrontados com a necessidade de regressar a casa. Este Postal mostra como esse regresso foi, muitas vezes, uma autêntica aventura numa Europa de repente virada do avesso.

 

29
Nov17

Belmiro de Azevedo (1938 - 2017)

Belmiro_de_Azevedo.jpg

 

Faleceu esta quarta-feira, aos 79 anos, o empresário Belmiro de Azevedo, um dos homens mais ricos do País.

 

Belmiro de Azevedo nasceu a 17 de Fevereiro de 1938, em Tuías, no concelho de Marco de Canaveses. Era o mais velho dos oito filhos de um carpinteiro e agricultor e de uma costureira. Licenciou-se em Engenharia Química na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Em 1975, obteve um diploma de especialização em Gestão de Empresas na Universidade de Harvard, e, em 1985, diplomou-se no Financial Management Program da Universidade de Stanford, ambas nos EUA.

 

Era ainda estudante quando entrou para a Efanor (Empresa Fabril do Norte) e, mais tarde, entra para a Sonae (Sociedade Nacional de Estratificados), cujo controlo viria a assumir em 1974. A Sonae e Belmiro de Azevedo passam a estar indelevelmente ligados, pois foi com o empresário que o grupo se começou a estender para diversas actividades, como os hipermercados (Modelo e Continente), a comunicação social (jornal Público), as telecomunicações (Optimus/NOS), o retalho especializado (Bonjour, Vobis, Worten, Sportzone). 

 

Em 1991, criou a Fundação Belmiro de Azevedo, dedicada ao mecenato nas áreas da Educação, Artes, Cultura e Solidariedade. 

 

Líder histórico da Sonae, em 2015 resolve afastar-se e deixou o cargo de chairmain do grupo empresarial ao seu filho, Paulo Azevedo, eleito numa assembleia-geral de accionistas.

 

Belmiro de Azevedo, um dos maiores empresários portugueses, foi agraciado com o grau de Comendador da Ordem do Mérito Civil de Espanha (1999), com o grau de Comendador da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul do Brasil (2000) e com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique (2006). 

 

Foi sucessivamente considerado um dos homens mais ricos do mundo. Actualmente, segundo a revista Forbes, era o 3º mais rico de Portugal. 

29
Nov17

NOVO ÁLBUM: "Archipelagos - Passagens" - Amélia Muge e Michales Loukovikas

archipelagos.jpg

 

A portuguesa Amélia Muge e o grego Michales Loukovikas, depois de um primeiro encontro em 2009, têm vindo a enriquecer uma espécie de ponte de ligação entre Portugal e a Grécia. Uma mútua admiração e uma partilha que cruzam música, poesia, história e toda a cultura dos seus países. Esta troca de referências e interesses comuns, com semelhantes formas de expressão, vem confirmar que a cultura mediterrânica tem uma herança partilhada, milenar até, ligada à história do mare nostrum que criou já num passado antigo ligações com o Atlântico, o Índico e a cultural oriental.

 

 

29
Nov17

GRANDE ENTREVISTA - Carminho (RTP3 - 23h05)

Carminho

 

O fado, a carreira e o assédio sexual aos artistas. Carminho na Grande Entrevista com Vítor Gonçalves, na véspera de dois grandes concertos que encerram a digressão "Carminho canta Tom Jobim", no Altice Arena (Lisboa), a 30 de Novembro, e no Multiusos de Guimarães, a 2 de Dezembro.

 

29
Nov17

DOC TV: Nos Interstícios da Realidade - O Cinema de António de Macedo (RTP2 - 23h05)

 

Realização e Argumento: João Monteiro

Direcção de Fotografia: André Dinis Carrilho

Música: Quinteto Académico, António de Sousa Dias, António Victorino d'Almeida, Carlos Zíngaro

Produção: Blackmaria (João Figueiras, João Monteiro)

 

Com: António de Macedo, Lauro António, Leonor Areal, Eugénia Bettencourt, António da Cunha Telles, António de Sousa Dias, Susana de Sousa Dias, Sinde Filipe, José Fonseca e Costa, Fernando Lopes, Edgar Pêra, Jorge Leitão Ramos, João Salaviza, Alberto Seixas Santos, António-Pedro Vasconcelos, Rui Mendes, Helena Isabel

 

Sinopse: Quem se lembra de António de Macedo? Um dos cineastas mais prolíficos que ajudou a fundar o movimento do "Novo Cinema Português" com o seu filme "Domingo à Tarde". A ousadia estética de filmar "A Promessa", baseado na obra de Bernardo Santareno, como um western juntamente com o sucesso junto do público provocaria uma clivagem irreversível junto da crítica. Interessado em explorar as possibilidades tecnológicas do meio cinematográfico e em desenvolver um cinema de cariz fantástico, a sua obra é difícil de classificar. Lutou arduamente contra os cortes que a censura lhe impôs, antes e depois do 25 de Abril, ou com a Igreja Católica que tentou impedir a estreia de "As Horas de Maria", o que o tornaria no "blasfemo" filme português mais polémico de sempre. Experimentaria ainda a alegoria esotérica em "O Princípio da Sabedoria", o sobrenatural em "Os Abismos da Meia-Noite" e a ficção-científica em "Os Emissários de Khalôm", recebidos sempre com entusiasmo pelo público mas com desprezo pela crítica. Desistiria de filmar nos anos 90, após sucessivas recusas de subsídios estatais. Esta é uma das histórias do cinema português que faltava contar.

 

António de Macedo faleceu no passado dia 5 de Outubro, aos 86 anos de idade.

 

A RTP2 presta homenagem ao realizador e escritor português António de Macedo (1931-2017), com a transmissão do documentário de João Monteiro (Lisboa, 1977), sobre a vida e obra de um dos mais activos cineastas da geração do Novo Cinema português. "Nos Interstícios da Realidade - O Cinema de António de Macedo" reúne imagens de arquivo, excertos de filmes, documentos de época, depoimentos e entrevistas que traçam o percurso de António de Macedo.

 

 

 

 

28
Nov17

"A Cidade na Ponta dos Dedos" - Vela Latina/ Nikkei (Lisboa)

A Cidade na Ponta dos Dedos abre as velas de uma morada icónica de Lisboa. A madeira do Vela Latina deu lugar a um tom verde esmeralda que confere mais luz e leveza ao restaurante inaugurado na década de oitenta.

 

No antigo bar do Vela Latina nasceu o Nikkei, um restaurante de fusão das cozinhas peruana e japonesa.

 

Pág. 1/11

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D