Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

28
Abr15

LETRAS LUSAS: "O Luto de Elias Gro", de João Tordo

elias gro.jpeg

 

 

Sinopse: Numa pequena ilha perdida no Atlântico, um homem procura a solidão e o esquecimento, mas acaba por encontrar muito mais. A ilha alberga criaturas singulares: um padre sonhador, de nome Elias Gro; uma menina de onze anos perita em anatomia; Alma, uma senhora com um coração maior do que a ilha; Norbert, um velho louco que tem por hábito vaguear na noite; e o fantasma de um escritor, cuja casa foi engolida pelo mar. O narrador, lacerado pelo passado, luta com os seus demónios no local que escolheu para se isolar: um farol abandonado, à mercê dos caprichos da natureza - e dos outros habitantes da ilha. Com o vagar com que mudam as estações, o homem vai, passo a passo, emergindo do seu esconderijo, fazendo o seu luto, e descobrindo, numa travessia de alegria e dor, a medida certa do amor. O luto de Elias Gro é o romance mais atmosférico e intimista de João Tordo, um mergulho na alma humana, no que ela tem de mais obscuro e luminoso. 

 

 

João Tordo nasceu em Lisboa em 1975. Licenciou-se em Filosofia e estudou Jornalismo e Escrita Criativa em Londres e Nova Iorque. Em 2001, venceu o Prémio Jovens Criadores na categoria de Literatura. Publicou os romances O Livro dos Homens sem Luz (2004); Hotel Memória (2007); As Três Vidas (2008), que recebeu o Prémio Literário José Saramago e cuja edição brasileira foi, em 2011, finalista do Prémio Portugal Telecom; O Bom Inverno (2010), finalista do prémio Melhor Livro de Ficção Narrativa da Sociedade Portuguesa de Autores e do Prémio Literário Fernando Namora e cuja tradução francesa integra as obras seleccionadas para a 6.ª edição do Prémio Literário Europeu; Anatomia dos Mártires (2011), finalista do Prémio Literário Fernando Namora; O Ano Sabático (2013); e Biografia Involuntária dos Amantes (2014). Os seus livros estão publicados em França, Itália, Brasil, Sérvia e Croácia. Trabalha como cronista, tradutor, guionista e formador em workshops de ficção.

27
Abr15

ESTREIA TV: "The Messengers" c/ Diogo Morgado (TV Séries/ 3ª, 28 - 21h15)

the messengers.png

 

Sinopse: No deserto do Novo México, um objecto irrompe no céu, dá-se uma explosão e ondas de energia param o coração de algumas pessoas aparentemente não relacionadas. Serão os que vivenciaram a experiência a única esperança para impedir o fenómeno ou compreendê-lo?

 

Esta 3ª feira, 28 de Abril, o TV Séries estreia a série norte-americana "The Messengers" que tem entre os protagonistas o actor português Diogo Morgado. O actor luso interpreta um personagem misterioso, conhecido como "O Homem", que será o vilão da história e o elo de ligação entre os personagens que vêem a sua vida alterada depois da colisão de um objecto misterioso com a Terra no deserto dos Estados Unidos. A série "The Messengers" estreou nos EUA, no canal CW, no passado dia 17 de Abril e chega agora a Portugal.

 

Terças-feiras, às 21h15, no TV Séries. 

 

diogo-morgado-as-the-man.jpg.pagespeed.ic_.CeI0YBY

 

 

 

27
Abr15

Sporting conquista Taça CERS em hóquei em patins

sporting CERS.jpg

 

O Sporting conquistou, este domingo, a Taça CERS em hóquei em patins, ao bater na final a equipa espanhola do Reus, em jogo disputado em Igualada, na região espanhola da Catalunha. 

 

Findo o tempo regulamentar, e após prolongamento, o jogo estava empatado a 2 golos, tendo de se recorrer a grandes penalidades para se definir o vencedor. A equipa portuguesa saiu vitoriosa ao conseguir dois remates certeiros contra apenas um do adversário.

 

Com esta vitória, o Sporting Clube de Portugal reconquista a Taça CERS, segundo troféu mais importante da modalidade, título que lhe escapava desde 1984. 

 

24
Abr15

ESPECIAL 25 ABRIL: Os Últimos Dias da PIDE (RTP2 - sábado e domingo)

ultimos dias pide.jpg

 

Uma série documental com a assinatura do jornalista Jacinto Godinho que retrata os últimos acontecimentos que levaram à queda da PIDE.

 

Nos 40 anos do 25 de Abril assistimos, com toda a justiça, a uma celebração dos acontecimentos no Terreiro do Paço e no Largo do Carmo mitificando a revolução nesse capitão de olhar puro chamado Salgueiro Maia. Mas houve vários palcos do golpe militar. Na Rua António Maria Cardoso, sede da temida e odiada PIDE/DGS travou-se uma batalha, essa sim, digna de um fim de regime, com tiroteio, mortes, feridos, massacres, cerco e drama.


Por variadíssimas razões os acontecimentos que levaram à queda da PIDE não foram, até hoje, investigados com clareza. O documentário "Os Últimos Dias da PIDE" pretende reconstituir, com testemunhos inéditos e factos desconhecidos, a história oculta da Revolução dos Cravos. Um documento de qualidade nos 41 anos do 25 de Abril.

 

Episódio 1 "Assalto à PIDE" (sábado, 22h30)

Episódio 2 "Caça à PIDE" (domingo, 00h35)

24
Abr15

ESPECIAL 25 ABRIL: 25 Minutos de uma Revolução (Canal História - 21h30)

joaquim furtado.jpg 

 

O dia 25 de Abril de 1974 ditou o fim da ditadura e o início de um país livre, democrático e sem repressões. Uma operação levada a cabo por um grupo de militares portugueses que ousaram desafiar o regime, escrevendo uma das páginas mais marcantes da história de um país. Um dia incontornável para Portugal que, agora, será revisitado pela voz de muitos dos que trouxeram para a rua a Revolução dos Cravos.

 

24
Abr15

ESPECIAL 25 ABRIL: Portugalidades (TVCine 2)

torre_belem_lisboa_portugal_bandeira_Reuters.jpg

 

No dia em que Portugal assinala a Revolução de Abril e o Dia da Liberdade, o canal TVCine 2 propõe sete filmes com uma reflexão sobre o que é o país, dentro e fora de portas, como nos vemos e como somos vistos, o que nos define e como os outros nos definem. São sete filmes da autoria de três realizadores portugueses - Margarida Leitão, Ivan Dias e Rui Simões - e ainda um são-tomense, Silas Tyni, em que nos questionamos sobre o que é isso de ser português e que país é este chamado Portugal.

 

 

 

Cara a Cara

 

"Cara a Cara", de Margarida Leitão (14h10)

 

"Cara a Cara" é um retrato actual de uma juventude que se põe à prova, arriscando a vida, por uma tradição. Pertencem a um grupo masculino único, a quem dedicam os melhores anos da sua juventude. Aceitam as regras impostas por uma tradição e a disciplina de uma hierarquia. Juntos, testam os limites da valentia e do medo. Na arena, sob o olhar expectante de uma assistência silenciosa, põem-se à prova, arriscando a vida. É cara a cara que jovens forcados em Portugal e no México enfrentam os touros e a vida.

 

 

Juventude Brava

 

"Juventude Brava", de Margarida Leitão (15h20)

 

Neste filme, os forcados contam-nos, em entrevista, histórias e tradições, partilhando connosco as suas superstições e mezinhas, crenças e um quotidiano cheio de contrastes.

 

 

Bola Quadrada

 

 

"Bola Quadrada", de Ivan Dias (16h15)

 

Antes do Portugal-Brasil do Campeonato Mundial de Futebol 1966, um jornalista brasileiro diz que os portugueses ainda jogam com bolas quadradas. Ao telefone com Lisboa, o jornalista do jornal A BOLA avança: A manchete vai ser A TERRÍVEL VINGANÇA DA BOLA QUADRADA. E assim foi... 

 

 

Boteco

 

"Boteco", de Ivan Dias (17h15)

 

No Brasil, o boteco é um lugar onde se procura bebida e uma boa conversa. Estes espaços servem aqui como ponto de partida para se contar a história da imigração portuguesa no Brasil, através de um passeio pelos mais tradicionais botequins cariocas.

 

Lisboa Vista do Rio

 

 

"Lisboa vista do Rio" (18h40)

 

Uma visão artística de músicos, actores, cineastas e escritores cariocas sobre a cidade de Lisboa. Uma visão para lá do rio, do rio Tejo, a partir do Rio de Janeiro.

 

 

Bafatá Filme Clube

 

 

"Bafatá Filme Clube", de Silas Tyni (20h35)

 

Em Bafatá, na Guiné-Bissau, Canjajá Mané, antigo operador de cinema, repete os mesmos gestos de há 50 anos. Mas hoje o cinema está fechado e não existem espectadores. Dos seus tempos como trabalhador do clube até aos nossos dias, restam apenas recordações.

 

 

Guerra ou Paz

 

"Guerra ou Paz", de Rui Simões (22h00)

 

Cerca de 100.000 jovens portugueses partiram para a guerra nas ex-colónias. No mesmo período, outros 100.000 saíram de Portugal para não fazer essa mesma guerra. Que papel tiveram esses homens que "fugiram à guerra" na construção do país que somos hoje?

 

24
Abr15

ESPECIAL 25 ABRIL: RTP1

25_de_Abril_sempre_Henrique_Matos (1).jpg

 

No dia em que se comemoram os 41 anos da Revolução dos Cravos, que levou à queda da ditadura em Portugal, a RTP1 celebra a Democracia e a Liberdade com uma programação especial ao longo de todo o sábado.

 

9h30 - Assembleia da República: Sessão Solene Comemorativa do 41º Aniversário do 25 de Abril

 

O 25 de Abril será assinalado na Assembleia da República com a tradicional sessão solene, onde intervirão todos os partidos com assento parlamentar e o Presidente da República, Cavaco Silva.

 

12h20 - Roteiro da Revolução

 

Siga o Roteiro da Revolução com a jornalista Teresa Nicolau.

 

14h10/21h30 - Memórias da Revolução

 

"Memórias da Revolução" é a evocação dos dias que decorreram desde o 11 de março de 1975 até ao 25 de Novembro do mesmo ano. Num minuto por cada programa, passam-se, em revista, os momentos, as frases, as canções, as imagens daquele que ficou na história como "O Verão Quente de 75".

 

21h00 - Liberdades

 

No Dia da Liberdade, uma edição especial gravada na Assembleia da República com vários convidados e moderada por João Adelino Faria. 

 

23h00 - As Ondas de Abril (filme)

 

Em Abril de 1974, dois jornalistas da rádio suíça são enviados a Portugal para fazer uma reportagem "positiva" sobre a ajuda a um país "subdesenvolvido, mas simpático". Vagueiam pela província portuguesa quando, subitamente, irrompe a Revolução dos Cravos. Decididos a acompanhar os eventos em primeira mão, rumam a Lisboa na sua carrinha Volkswagen. Deste modo, aproveitando o facto de estarem no momento certo e no lugar certo, fazem a reportagem das suas vidas sobre o espírito de liberdade do povo luso.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D