Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

27
Ago14

Palavras Andarilhas (Beja - 28 a 30 Agosto)

 

 

http://palavrasandarilhas.wordpress.com/ 

 

De 28 a 30 de Agosto, a capital do Baixo Alentejo transforma-se na "cidade dos contos". Cerca de 50 contadores de histórias, mediadores de leitura e escritores, nacionais e estrangeiros, irão marcar presença na 13ª edição das Palavras Andarilhas.

 

Os convidados - oriundos de Portugal, Brasil, Colômbia e Espanha - vão participar nas iniciativas integradas no encontro, como os tradicionais Encontro de Aprendizes do Contar e Festival da Narração, que vão decorrer sobretudo no Jardim Público de Beja. Através do Encontro de Aprendizes do Contar, especialistas do conto vão ensinar a participantes inscritos práticas de animação de leitura e de narração oral em várias conferências, conversas e oficinas de formação.

 

No Jardim Público pode encontrar o Mercado do Livro e a primeira Biblioteca de Livros de Pano do Mundo, a Livraria Mais Pequena do Mundo e a primeira Floresta de Sussurradores. Exposições, sessões de contos, oficinas para pais e filhos, percursos lúdicos em torno da palavra, apresentações de livros e sessões de autógrafos com autores são outras ofertas para o público em geral.

27
Ago14

Telma Monteiro é vice-campeã mundial de judo

 

A portuguesa Telma Monteiro sagrou-se esta 4ª feira vice-campeã mundial de judo, na categoria de -57 kg, no campeonato que decorre na Rússia.

 

Três vezes vice-campeã do mundo, Telma Monteiro começou por derrotar Sevara Nishanbayeva, do Cazaquistão, por ippon, em apenas 21 segundos. Em seguida, bateu, por yuko, a norte-americana Marti Malloy. No terceiro combate, a judoca portuguesa eliminou a suíça Fabienne Kocher em 39 segundos, também por ippon, depois de um waza-ari. Na meia-final, Telma Monteiro derrotou Sumiya Dorjsuren, da Mongólia.

 

Na final, a judoca portuguesa, que já se sagrou campeã da Europa por 4 vezes e procurava o seu primeiro título mundial, perdeu com a japonesa Nae Udaka.

27
Ago14

Charanga vencem Prémios Megafone 2014

 

O projecto Charanga, grupo que veste de modernidade uma sonoridade tradicional, foi o vencedor da segunda edição dos Prémios Megafone. Estes prémios, uma parceria da Associação Megafone com a Sociedade Portuguesa de Autores, pretendem valorizar o legado musical de João Aguardela (que fez parte de grupos como Sitiados, Megafone, A Naifa, entre outros), falecido em 2009.

 

A final dos Prémios Megafone 2014 realizou-se no Festival Bons Sons, na aldeia de Cem Soldos (Tomar). Além dos Charanga, eram também finalistas os projectos Omiri e Nó d'Alma. A actuação dos Charanga foi a preferida do júri. Foram mais de 40 os projectos musicais que se candidataram e a banda vencedora irá receber um prémio monetário de dois mil euros.

 

Os vencedores da primeira edição foram os transmontanos Galandum Galundaina, que abrilhantaram a edição deste ano com um concerto.

 

Além do projecto Charanga, foi ainda distinguida, com o Prémio Megafone Missão, a investigadora Soraia Simões, pelo trabalho desenvolvido pela associação Mural Sonoro.

 

 

26
Ago14

LUSOS NO MUNDO - Nuno Mendes (Chefe - Londres, Inglaterra)

 

A agitação nocturna na pacata Chiltern Street, em Londres, chegou a tal ponto que os residentes apresentaram uma queixa formal nos serviços camarários. Desde o dia da inauguração do restaurante Chiltern Firehouse, em Fevereiro, dezenas de paparazzi amontoam-se perto da porta principal (e por vezes nas traseiras) para fotografar as celebridades que todas as noites, sem excepção, frequentam o local. As colunas sociais actualizam quase diariamente a lista de modelos, membros da realeza, cantores, estrelas de cinema ou simplesmente beautiful rich people que passaram pela Firehouse. Numa noite de sábado, conta o "Daily Mail", a supermodelo Kate Moss levantou-se para uma passa na área de fumadores e cruzou-se com as mesas da cantora Lily Allen, do actor Bradley Cooper, do vocalista dos U2, Bono, de Bill Clinton e da família Beckham. Gwyneth Paltrow confessou na sua newsletter "Goop" a admiração pelo prato de porco ibérico grelhado que provou no restaurante. Nigella Lawson, visita habitual da Firehouse, escreveu simplesmente "Adoro este lugar" no Twitter.

 

O restaurante no número um da Chiltern Street é definitivamente o restaurante da moda. A lista de espera ronda os cinco meses (excepto, claro, para as celebridades de lista A). "Só há um (restaurante) em Londres neste momento: o Chiltern Firehouse em Marylebone", escreveu recentemente o crítico do "The Times", Giles Coren. À frente do restaurante está um português: Nuno Mendes.

 

Muitos clientes serão atraídos pela originalidade do local. O novo restaurante ocupa o espaço de um dos mais antigos (1889) quartéis de bombeiros da cidade, transformado numa brasserie de estilo nova-iorquino, com uma enorme cozinha aberta. A maior parte da clientela, porém, vem porque quer experimentar a cozinha inteligente, divertida e sublime de Mendes, o português que se transformou, nos últimos anos, no chefe preferido de todos os críticos ("Nuno Mendes é um génio e esqueçam tudo o resto", resumiu Zoe Williams no "The Sunday Telegraph").

 

Mendes, de 41 anos, parece genuinamente surpreendido com toda esta agitação. "Não estava à espera", diz ele, sentado num dos cantos da Chiltern Firehouse. No início da década de 90, ele deixou Lisboa e a garagem no Campo Grande (onde ensaiava punk rock) e partiu para Miami para estudar Biologia Marítima. Queria ser o novo Jacques Costeau. "A paixão pela cozinha já era enorme. Adorava cozinhar, mas nunca pensara em termos de carreira", diz. Isso só aconteceu depois de se cruzar com os cursos da escola de artes culinárias Le Cordon Bleu, em Miami, que lhe abriram o apetite. Acabaria por trocar a Biologia Marítima por um curso de cozinha.

 

Seguiram-se passagens por restaurantes de chefes de referência como Wolfgang Puck, Jean-Georges Vongerichten, Mark Miller ou Ferran Adriá. "Passei 16 anos nos EUA. Estava em Nova Iorque e chegou uma altura em que deixei de gostar de viver lá. Queria voltar para a Europa", explica. Mendes optou por viver e trabalhar em Londres, em particular na zona leste: "Tenho uma paixão pelo East London. Tem uma enorme energia crua, urbana, vibrante". O chefe português deu nas vistas em projectos como o Bacchus ou The Loft Project, mas foi com o restaurante Viajante - inaugurado em Abril de 2010, sempre em East London - que chegou ao topo: estrelas Michelin, aplausos da crítica, entrada fulgurante nas listas de melhores restaurantes do mundo.

 

A Chiltern Firehouse faz parte de um hotel (com o mesmo nome) que pertence a André Balazs, um milionário norte-americano que é proprietário da cadeia The Standard e dos hotéis de luxo The Mercer (Nova Iorque) e Chateau Marmont (Los Angeles). Ao contrário do Viajante - uma proposta gastronómica muito pessoal, baseada nas experiências e nos sabores portugueses -, oferece sobretudo uma cozinha inspirada nas viagens de Nuno pelos EUA, mas não deixa de ter um dedo português: "Usamos muito o porco ibérico, por exemplo. Ou o azeite, o bacalhau, o polvo". Uma das entradas mais originais é um inesperado donut com recheio de caranguejo: "Talvez seja inspirado nas bolas de Berlim das praias portuguesas", diz Mendes, entre risadas.

 

(retirado do artigo "Um Special One nas cozinhas de Londres" publicado na edição nº 2182 da REVISTA do jornal Expresso)

 

 

26
Ago14

Campeonato do Mundo de Judo (Sport TV2 - até domingo, 31)

Telma Monteiro

 

Começou ontem, e irá decorrer até ao próximo domingo, o Campeonato do Mundo de Judo, em Chelyabinsk, na Rússia.

 

Os judocas portugueses em competição no Mundial de Judo são:

 

Telma Monteiro (-57 kg)

Joana Ramos (-52 kg)

Leandra Freitas (-48 kg)

Ana Cachola (-63 kg)

Yahima Ramirez (-78 kg)

Diogo César (-66 kg)

Sergiu Oleinic (-66 kg)

André Alves (-73 kg)

Jorge Fernandes (-73 kg)

Carlos Luz (-81 kg)

Diogo Lima (-81 kg)

Célio Dias (-90 kg)

Jorge Fonseca (-100 kg) 

 

 

Os canais Sport TV, através da Sport TV2, fazem a cobertura do Campeonato do Mundo de Judo, transmitindo em directo as provas da competição.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D