Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

31
Jan11

Fado candidato a Património Imaterial da Humanidade

 

                      "O Fado", de José Malhoa

 

 

A candidatura do Fado a Património Imaterial da Humanidade foi formalizada, no dia 28, junto da Comissão Nacional da UNESCO. A candidatura foi apresentada oficialmente no Teatro São Luiz, em Lisboa, e a decisão deverá ser revelada em Novembro deste ano.

 

A ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas, destacou vários trunfos desta candidatura: "O Fado é uma das nossas expressões mais identitárias e quase iconográficas, diria. Há outro factor importantíssimo, também, que é a forma como o Fado se foi dispersando pelo mundo. Nós encontramos japoneses a cantar fado, chilenos a cantar fado. Há, de facto, um fascínio pelo mundo fora por esta expressão musical."

 

Em Novembro, ficaremos a saber se este património tão português passará a ser um património de toda a humanidade.

  

  

 

 

 

Silêncio, que se vai cantar o fado!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

30
Jan11

Yahima Ramirez medalha de bronze na Taça do Mundo de Sófia

 

 

A judoca portuguesa Yahima Ramirez conquistou hoje a medalha de bronze, categoria de -78 kg, na Taça do Mundo feminina de Sófia, na Bulgária. A atleta da Casa do Povo de Rio Maior começou por derrotar a turca Nazmiye Yilmaz por "ippon", fazendo depois o mesmo à ucraniana Victoria Turks. Yahima Ramirez apenas cedeu frente à alemã Luise Malzahn, não conseguindo ir à final. Na luta pela medalha de bronze, a portuguesa derrotou a alemã Maike Heinz.

 

30
Jan11

Maternidade (RTP1)

 

"Uma vasta equipa de profissionais luta contra o provável fecho da Maternidade e tenta transformá-la numa instituição de referência. Madalena Pires, uma obstetra brilhante, vê-se obrigada a trocar um dos mais conceituados hospitais públicos do país, onde trabalhava, por uma maternidade privada à beira do encerramento compulsivo. Madalena Pires tem a difícil tarefa de chefiar uma equipa de profissionais desmotivados que se deparam com dramas associados à gravidez e à experiência da maternidade."

 

Estreia hoje, dia 30. Domingos, às 19h15, na RTP1.

 

 

30
Jan11

Luís Gonçalves conquista o ouro nos Mundiais de Atletismo Paralímpico

 

 

Chegaram hoje ao fim os Campeonatos do Mundo de Atletismo para atletas com deficiência, que decorreram na Nova Zelândia. A última medalha para as cores nacionais foi conquistada por Luís Gonçalves. O atleta português sagrou-se campeão mundial nos 400 metros T12 (amblíopes), juntando assim o ouro às pratas conquistadas nos 200 metros e na estafeta 4x100, juntamente com José Alves, Firmino Baptista e Gabriel Potra. Luís Gonçalves foi um dos atletas portugueses em maior destaque nestes campeonatos.

 

No total, Portugal conquistou 5 medalhas (1 ouro, 3 pratas e 1 bronze).

28
Jan11

Mais medalhas para Portugal nos Campeonatos do Mundo de Atletismo Paralímpico

 

 

 

E Portugal soma mais medalhas nos Campeonatos do Mundo de Atletismo Paralímpico, a decorrer na cidade de Christchurch, na Nova Zelândia.

 

A selecção nacional de estafeta de 4x100m, classes T11-T13 (atletas com deficiência visual) conquistou a medalha de prata. A equipa formada por José Alves, Firmino Baptista, Luís Gonçalves e Gabriel Potra completou a prova com o tempo de 44,44s, sendo apenas ultrapassada pela selecção da Rússia.

 

Inês Fernandes conquistou a medalha de bronze no lançamento do peso para atletas com deficiência intelectual, com 11, 45m, atrás da polaca Ewa Durska e da ucraniana Svetlana Kudelya.

 

27
Jan11

"Com que Voz", de Nicholas Oulman

 

 

 

"Alain Oulman nasceu no Dafundo (Oeiras), em 1928, no seio de uma família judaica tradicional de origem francesa. Era um apaixonado por livros, por música e por Amália Rodrigues, com quem colaborou de uma forma duradoura e muito próxima. Perseguido pelo regime de Salazar, e mais tarde exilado em França, Alain Oulman foi um dos grandes responsáveis por trazer para a música de Amália nomes grandes da literatura como Luís de Camões, Alexandre O'Neill, Pedro Homem de Mello ou David Mourão-Ferreira. Oulman parece ter vivido várias existências-todas elas brilhantes- que este filme, que Nicholas Oulman realiza, nos permite finalmente conhecer."

 

 

 

27
Jan11

Portugueses de A a Z: Abade Correia da Serra

 

 

Nome: José Francisco Correia da Serra (1750-1823)

Profissão: Cientista

Naturalidade: Serpa

 

 

Cientista de renome, o Abade Correia da Serra deu importante contributo à investigação científica em áreas como a Botânica e a Geologia. Fundou, com o Duque de Lafões, a Academia das Ciências de Lisboa. Viveu em Londres, Paris e Estados Unidos. Gozando de grande prestígio intelectual, conviveu com os maiores cientistas da época. Publicou valiosos trabalhos nas mais conceituadas revistas e teve grande influência na política norte-americana como ministro plenipotenciário de Portugal, a partir de 1816. O Abade Correia da Serra foi uma figura nacional que marcou a sua época. Proucurou integrar Portugal no contexto científico e cultural europeu.

 

Pág. 1/10

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D