Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

17
Dez10

José Mourinho eleito Melhor Treinador do Mundo pela "World Soccer"

 

 

O treinador português José Mourinho foi eleito Melhor Treinador do Mundo pelos leitores da revista inglesa "World Soccer", com 48,3% dos votos, bem à frente do espanhol Vicente del Bosque (26,6%) que ficou em 2º lugar na votação. Esta é a 3ª vez que Mourinho vence este prémio, depois de também ter sido eleito em 2004 e 2005.

 

Xavi Hernández, do Barcelona, foi eleito o melhor jogador de 2010. Luís Figo (2000) e Cristiano Ronaldo (2008) são os jogadores portugueses que já ganharam este prémio.

 

O alemão Thomas Muller foi eleito o melhor jovem futebolista do ano e a selecção espanhola de futebol ganhou o prémio de melhor equipa de 2010.

17
Dez10

BD de Filipe Melo publicada em editora norte-americana

 

Para assinalar os 25 anos de existência, a editora norte-americana de banda desenhada Dark Horse irá lançar uma antologia onde estará incluída uma história inédita do argumentista português Filipe Melo e do desenhador argentino Juan Cavia, criadores de "As incríveis aventuras de Dog Mendonça e Pizzaboy". Frank Miller ("Sin City"), Mike Mignola ("Hellboy") e Dave Gibbons ("Watchmen") são outros dos artistas que irão figurar neste trabalho.

 

Filipe Melo e Juan Cavia desenvolveram uma história de 24 páginas, para esta edição especial da Dark Horse, protagonizada pelas personagens de "As incríveis aventuras de Dog Mendonça e Pizzaboy", que editaram este ano pela Tinta-da-China e que venceu o prémio de melhor argumento no Festival de Banda Desenhada da Amadora.

 

Em Março do próximo ano será lançada a sequela desta aventura, "As Extraordinárias Aventuras de Dog Mendonça e Pizzaboy Vol. 2 - Apocalipse".  

 

 

16
Dez10

Carlos Pinto Coelho (1944-2010)

 

 

 

Faleceu, ontem à noite, o jornalista Carlos Pinto Coelho, aos 66 anos de idade.

 

Nascido em Lisboa, em 1944, foi para Moçambique em 1945 e viveu naquela ex-colónia portuguesa até 1963, ano em que regressa para frequentar a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Em 1968, e quando faltavam poucas cadeiras para terminar o curso de Direito, ingressa como repórter no "Diário de Notícias". Em 1972, é mobilizado para a Guerra do Ultramar, em Moçambique, e regressa ao "Diário de Notícias" em 1973, de onde sai em Abril de 1975.

 

Carlos Pinto Coelho foi um dos fundadores do diário "Jornal Novo", redactor da agência de notícias ANI, director-executivo da revista "Mais", locutor de rádio nas estações TSF, Rádio Comercial, Antena 1 e Teledifusão de Macau e, na televisão, foi chefe de redacção do Informação/2 da RTP2, director de Cooperação e Relações Internacionais, director-adjunto de Informação e director de programas da RTP durante quatro anos.

 

O que mais distinguiu Carlos Pinto Coelho foi o seu amor por todas as expressões culturais e a projecção que sempre deu à cultura. Com o programa "Acontece" - que apresentou diariamente durante 9 anos na RTP2 e que chegou a ser o mais antigo jornal cultural da Europa - recebeu o Prémio Bordalo e o Prémio do Clube de Jornalismo. Graças a este emblemático programa da televisão portuguesa, Carlos Pinto Coelho, que tinha um modo de apresentar muito peculiar e apaixonado, passou a ser conhecido como o "Sr. Acontece".

 

Foi condecorado com o Grau da comenda da Ordem do Infante D. Henrique por Jorge Sampaio, em 2000, e era oficial da Ordem das Artes e das Letras de França desde 2009.

 

Era professor de jornalismo na Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Tomar desde 2003 e estava a preparar uma série de entrevistas a personalidades para o programa "Conversa Maior", da RTP Memória. Foi quando ia fazer uma dessas entrevistas que se sentiu mal devido a problemas cardíacos e teve de ser operado de urgência. Infelizmente, não resistiu.

 

A notícia apanhou de surpresa todo o País que perde assim uma das figuras mais emblemáticas do jornalismo nacional, um homem apaixonado pela cultura e que nunca se cansava de a divulgar.

 

"E assim, Acontece..."

 

 

 

 

 

 

 

15
Dez10

Quatro filmes portugueses entre os melhores do ano para a "The New Yorker"

A revista norte-americana "The New Yorker" fez uma selecção dos 25 melhores filmes do ano e, nesta lista, estão incluídos 4 filmes portugueses: "O Estranho Caso de Angélica", de Manoel de Oliveira (8º); "Aquele Querido Mês de Agosto", de Miguel Gomes (10º); "Ne Change Rien", de Pedro Costa (11º) e a co-produção luso-francesa "A Religiosa Portuguesa", do franco-americano Eugène Green (15º).

 

"O Estranho Caso de Angélica", de Manoel de Oliveira

  

Sinopse: Passado na década de 1950, o filme começa com um fotógrafo hospedado num pequeno hotel e que é subitamente acordado durante a noite, pelos propietários, para que vá tirar uma foto à filha acabada de falecer...

 

 

 

"Aquele Querido Mês de Agosto", de Miguel Gomes

 

Sinopse: No coração de Portugal, serrano, o mês de Agosto multiplica os populares e as actividades. Regressam à terra, lançam foguetes, controlam fogos, cantam karaoke, atiram-se da ponte, caçam javalis, bebem cerveja, fazem filhos. Se o realizador e a equipa do filme tivessem ido directamente ao assunto, resistindo aos bailaricos, reduzir-se-ia a sinopse: " «Aquele Querido Mês de Agosto» acompanha as relações sentimentais entre pai, filha e o primo desta, músicos numa banda de baile." Amor e música, portanto.

 

 

 

"Ne Change Rien", de Pedro Costa

 

Sinopse: "Ne Change Rien" nasceu da amizade entre a actriz Jeanne Balibar, o director de som Philippe Morel e Pedro Costa. Jeanne Balibar, cantora, dos ensaios às gravações, dos concertos rock às provas de canto lírico, de um sótão em Saint-Marie-aux-Mines aos palcos de Tóquio, de Johnny Guitar à Périchole de Offenbach.

 

 

 

"A Religiosa Portuguesa", de Eugène Green

 

Sinopse: Julie de Hauranne, uma jovem actriz francesa que fala a língua da sua mãe, o português, mas que nunca esteve em Lisboa, chega pela primeira vez a esta cidade, onde vai rodar um filme baseado nas "Lettres Portugaises", de Guilleragues. Rapidamente, deixa-se fascinar por uma freira que vai rezar, todas as noites, para a capela de Nossa Senhora do Monte, na colina da Graça. No decurso da sua estadia, a jovem trava uma série de conhecimentos que, à imagem da sua existência anterior, parecem efémeros e inconsequentes. Mas, após uma noite em que, finalmente, fala com a freira, ela consegue entrever o sentido da vida e do seu destino.

 

 

 

15
Dez10

Fundação Champalimaud é "Personalidade do Ano" para a Associação da Imprensa Estrangeira

 

A Associação da Imprensa Estrangeira, que representa os jornalistas estrangeiros a trabalhar em Portugal, nomeou a Fundação Champalimaud, que foi inaugurada a 5 de Outubro, como a Personalidade do Ano de 2010. Em nota citada pela Agência Lusa, a Associação da Imprensa Estrangeira justifica esta escolha pela relevância "para a projecção de Portugal no mundo". Refere também que "além do Centro de Investigação para o Desconhecido - cujo projecto é considerado mundialmente inovador na forma como alia a investigação e a prática - a fundação também se destaca pelos prémios anuais na área da visão, os maiores neste terreno da medicina no âmbito mundial".

 

A Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal foi fundada há 31 anos e reúne jornalistas de mais de 20 países que trabalham em Portugal. Esta organização já galardoou nomes (desde 1990) como Carlos Paredes, José Saramago, Luís Figo, Manoel de Oliveira, Mariza, Durão Barroso, António Guterres ou Cristiano Ronaldo, entre outros. A Personalidade do Ano em 2009 foi Paula Rego.

  

 

 

 

 

15
Dez10

Portugal Genial: Puro-Sangue Lusitano - Um cavalo de rei em dia de triunfo

 

 

 

"O cavalo puro-sangue Lusitano é, sem dúvida, uma das grandes marcas de Portugal. Possui características únicas e é detentor de uma cultura e de um património também únicos e que o tornam inigualável, conquistando, assim, uma posição de National Equity  bem mais valiosa do que uma marca comercial. É o produto zootécnico que mais divisas traz para o país e um dos que melhor representa a marca Portugal. O nosso puro-sangue Lusitano já é marca de Portugal no mundo, é um «cavalo do mundo».

 

Na Alemanha, Inglaterra, França, nos Estados Unidos, na América do Sul, em Espanha... um pouco por todo o lado, encontramos de uma forma organizada criações de cavalos Lusitanos.

 

Aproveitemos esta referência para deitar um olhar ao passado, ao tempo em que os denominados «filhos do vento» cresciam à beira-Tejo. Quem sabe se terá sido por aqui que surgiu a lenda dos mitológicos centauros (homens-cavalo que simbolizam a perfeita ligação entre ambos).

 

Por outro lado, durante milhares de anos o nosso Lusitano foi eleito como cavalo de guerra, incansável protector da vida do seu cavaleiro, «adivinhando o seu pensamento» em movimentos inexplicavelmente habilidosos e arduamente corajosos.

 

Amado por reis desde a fundação da Nação até aos tempos actuais, perpetuado artisticamente no Terreiro do Paço. Amado por famosos, como Bo Derek, frequentadora dos Festivais Internacionais do Cavalo Lusitano em Lisboa e que elogia os Lusitanos afirmando que, para além da sua extrema beleza, são dotados de poderes quase telepáticos; ou por Shania Twain, que recentemente declarou que a sua paixão pelos Lusitanos é a única coisa que de facto conhece de Portugal; ou por Kirk Douglas, que depois de ter montado por duas vezes o Sultão, de Mestre Luís Valença (considerado o grande embaixador do cavalo Lusitano no estrangeiro), no Centro Equestre da Lezíria Grande, ficou de tal forma impressionado que escreveu, posteriormente, um livro intitulado The Gift.

 

Os nossos cavalos Lusitanos são únicos no Mundo. Não são a alma, mas o corpo do nosso povo. O Lusitano é o único cavalo do mundo que, num hipotético decatlo, teria condições para competir em todas as modalidades.

 

Garboso na frescura, poderoso nos movimentos fluidos, elegantes e vistosos, este cavalo majestoso é como um touro bravo, um dos tesouros vivos de Portugal, uma imagem da dupla natureza do Homem, cujo resultado perfeito provém do equilíbrio entre a «força bruta» e a «força espiritual».

 

A trote, a galope, a dançar, a ladear touros, a saltar obstáculos ou a deliciar-nos com a sua sensibilidade e coragem, o Lusitano é uma peça de arte viva, capaz de ser, além de uma enorme fonte de divisas, uma forte contribuição para a afirmação da genialidade de Portugal no Mundo."

 

 

 

(Abril 2004)

 

 

                   Excertos retirados do texto "Puro-Sangue Lusitano-Um cavalo de rei em dia de triunfo", in "Portugal Genial", de Carlos Coelho

 

 

 

 

14
Dez10

Design português premiado nos E.U.A.

 

O desenho da garrafa de gás CoMet valeu uma medalha de prata, no concurso "Design of the Decade", ao Professor Carlos Aguiar, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Este concurso é promovido pela Sociedade Americana dos Designers Industriais.

 

A CoMet foi produzida pela AMTROL-ALFA, de Guimarães, com uma tecnologia compósita (reservatório em aço e enrolamento filamentar em fibra de vidro). O primeiro modelo distribuído no mercado nacional foi a garrafa Pluma, da GALP, e o produto também já chegou ao mercado espanhol, distribuído pela Repsol.

 

O Professor Carlos Aguiar já recebeu vários prémios internacionais, na Europa, no Japão e na Austrália.

14
Dez10

Portugueses finalistas da Orquestra YouTube

Há vários portugueses entre os 336 finalistas do concurso de selecção para a Orquestra Sinfónica YouTube que irá actuar, em Março de 2011, na Opera House de Sidney, na Austrália. A orquestra integrará 96 músicos de todo o mundo que serão seleccionados por votação online, até ao dia 17 de Dezembro.

 

Os finalistas portugueses são:

 

                                  Ana Carina Sousa (Flauta)

 

 

                            Luís Duarte Moreira (Trompa)

 

Samuel Bastos (Oboé)

 

 Pedro Silva (Trompete)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D