Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alma-lusa

alma-lusa

21
Jan11

Assalto ao Santa Maria - 50 anos

 

 

O assalto ao paquete de luxo Santa Maria, da Companhia Colonial de Navegação, na madrugada de 22 de Janeiro de 1961, foi uma grande machadada no regime ditatorial que vigorava em Portugal naquela época e contribuiu para isolar Salazar a nível internacional. Foi há 50 anos que o Santa Maria foi tomado de assalto em águas internacionais, nas Caraíbas, pelo comando único do Directório Revolucionário Ibérico de Libertação (DRIL), desencandeando a "Operação Dulcineia".

 

A DRIL era uma organização de resistência anti-fascista estruturada para a acção directa armada. Foi criada em Janeiro de 1960, na Venezuela, e dela faziam parte exilados da União dos Combatentes Espanhóis e do Movimento Nacional Independente português, criado por Humberto Delgado. A "Operação Dulcineia" foi concebida pela DRIL e a primeira acção conjunta, congeminada pelo capitão Henrique Galvão, consistia em desviar um navio para ocupar a ilha espanhola de Fernando Pó e daí partir para Angola para um levantamento insurreccional contra as ditaduras ibéricas.

 

O embarque estava previsto para 14 de Outubro de 1960, mas foi adiado por três vezes, por imprevistos financeiros e pessoais, e acabou por acontecer a 20 de Janeiro de 1961. Entre os 600 passageiros que embarcaram a bordo do Santa Maria, no porto venezuelano de La Guaira, estavam 20 operacionais, aos quais se juntaram no dia seguinte, em Curaçau, os restantes quatro membros do comando operacional. A bordo ia ainda uma tripulação de 350 elementos.

 

À 1h45 minutos de 22 de Janeiro de 1961, os 24 homens de Henrique Galvão tomaram conta da ponte de comando e da cabine da TSF, dominando os oficiais do navio. Na tomada da ponte, houve uma troca de tiros, de que resultou a morte do 3º piloto João José Nascimento Costa e o ferimento grave de um outro oficial. Pouco depois, o navio alterou o seu rumo para leste devido a uma questão humanitária - evacuação de dois doentes - e também por divergências tácticas entre os capitães, o português Henrique Galvão e o espanhol Jorge Soutomaior, quanto à liderança na investida da ponte.

 

Quando tem conhecimento deste assalto ao Santa Maria, o Governo português condena-o de imediato apelidando-o de "pirataria internacional" instigada pela conspiração comunista. A repercussão internacional é enorme.

 

No dia 25 de Janeiro, o Santa Maria cruza-se com um cargueiro dinamarquês denunciando assim a sua posição, o que permitiu ser localizado, horas depois, por um avião norte-americano. A 2 de Fevereiro, chega ao porto brasileiro de Recife onde se dá o desembarque de passageiros e tripulantes. No dia seguinte, os rebeldes entregam-se às autoridades brasileiras, obtendo asilo político, e o Santa Maria volta à posse da Companhia Nacional de Navegação.

 

A forte repercussão mediática dos propósitos políticos de Henrique Galvão, Humberto Delgado e seus companheiros e o isolamento externo do Governo português neste caso deram início a um ano crítico do regime, tanto a nível interno como internacional. A 4 de Fevereiro, registam-se graves incidentes em Luanda. No mês seguinte, começa a guerra no Norte de Angola.

 

 

 

 

 

  

 

Henrique Galvão

 

 

Em Setembro do ano passado, estreou nas salas de cinema o filme "O Assalto ao Santa Maria" que tem por base este episódio histórico que marcou o princípio do fim da ditadura em Portugal e Espanha.

  

 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub