Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alma-lusa

alma-lusa

24
Out20

LETRAS LUSAS: "António Variações" - fotografias de Teresa Couto Pinto

António Variações - Teresa Couto Pinto - Compra Livros na Fnac.pt

 

Editora: Oficina do Livro

 

Sinopse: Este é um livro de culto que revela fotografias inéditas de António Variações, captadas ainda quando o cantor começava a afirmar-se no panorama musical e cultural português.

Graças à relação de grande proximidade e amizade entre Variações e a sua fotógrafa (e também agente) Teresa Couto Pinto, que assina esta obra, trata-se de uma colecção de imagens bastante intimista que viaja pelo mundo muito próprio de Variações - a sua estética peculiar, os seus amigos, a sua barbearia e a sua casa - e consegue captar o espírito absolutamente inovador e revolucionário de um dos grandes ícones da música portuguesa de todos os tempos.

O texto de Manuela Gonzaga, biógrafa do cantor, reforça o valor ímpar destas fotografias.

 

António Variações”: livro reúne fotografias do cantor tiradas pela agente e  amiga Teresa Couto Pinto – Comunidade Cultura e Arte

António Variações e Teresa Couto Pinto 

 

Teresa Couto Pinto foi agente, fotógrafa e amiga de António Variações. O livro "António Variações" reúne, pela primeira vez, quase 150 fotografias que tirou ao artista, a maioria das quais inédita até agora. 

24
Out20

CINE TV: 98 Octanas (RTP2 - 23h10)

98 Octanas

 

Ano: 2006

Realização: Fernando Lopes

Argumento: João Lopes

Música: Bernardo Sassetti

Produção: Paulo Branco

 

Elenco: Rogério Samora, Carla Chambel, Márcia Breia, Fernando Heitor, Joaquim Leitão, Fernando Lopes, Pedro Melo

 

Sinopse: Um filme que cruza os destinos de dois foragidos. Maria e Dinis, além da viagem na estrada parecem viajar ao seu próprio mundo interior. Fogem de sabe-se lá o quê, tentam encontrar-se os dois... e a si mesmo. Mas, no fundo, é uma viagem a lado nenhum.

 

Ele e ela, Dinis (Rogério Samora) e Maria (Carla Chambel), não se conhecem. Algures, numa área de serviço da auto-estrada Lisboa - Porto, ele pára para descansar. Ela também lá está e parece tão à deriva quanto ele: é um encontro fortuito que talvez não tenha nada de fortuito. Quase sem palavras, partem os dois no carro dele. A partir daí, sucedem-se as áreas de serviço, os motéis, as conversas e os silêncios, as revelações e os mistérios. Ele e ela desenham o mapa de uma aventura interior cujo destino ambos desconhecem. Em todo o caso, ela espera que ele a conduza a um lugar primordial, quase mítico: a casa da avó. Na sua solidão, cada um deles pode, pura e simplesmente, perder-se... ou, talvez, encontrar o outro.

 

24
Out20

CINE TV: Variações (NOS Studios - 21h15)

VARIAÇÕES - O FILME - 9

 

Ano: 2019

Realização e Argumento: João Maia

Música: António Variações

Produção Musical: Armando Teixeira

Director Fotografia: André Szankowski 

Produção: David & Golias (Fernando Vendrell e Luís Alvarães)

 

Elenco: Sérgio Praia, Filipe Duarte, Victoria Guerra, Augusto Madeira (Brasil), Teresa Madruga, Afonso Lagarto, Diogo Branco, Nuno Casanovas, Fernando Pires, Miguel Raposo, Eric da Silva, Madalena Brandão, Tomás Alves, Carlos Malvarez, Luís Moreira, Filipe Albuquerque, José Raposo, João Nunes de Azevedo, João Melo, David Morales, Lara Araújo, Eloy Monteiro, Soraia Castro, Beatriz Leonardo, João Pedro Bernardes, André Patrício, Dinarte de Freitas, Elisabete Pedreira, Joaquim Nicolau, Renan, Miguel Sousa, Carlos Oliveira, Maria José Paschoal, Sónia Balacó, José Martins, Raimundo Cosme, Edmundo Rosa, Figueira Cid, Miguel Frazão, Tomás Borralho, Diogo Cruz, João Galelo, João Arroja, Nuno Gabriel, Pedro Monteiro, Carlos Vieira de Almeida, Maria José Baião, Maria Luísa Alvarenga, Leonor Bastos, Andreia Santos

 

Sinopse: Um filme sobre um dos maiores ícones da pop portuguesa.

 

Com uma sonoridade moderna, e ao mesmo tempo profundamente portuguesa, António Variações foi um dos músicos mais originais alguma vez surgidos em Portugal. António Joaquim Rodrigues Ribeiro, de seu nome de baptismo, teria feito 75 anos no final de 2019. Morreu em 1984, em Lisboa, aos 39 anos. Esta é a sua história.

 

O retrato da vida de António Ribeiro, barbeiro e figura da movida lisboeta no final dos anos 70, perseguindo o seu sonho de se tornar cantor e compositor, apesar de não saber uma nota de música. O filme foca o processo de transformação na persona de António Variações, artista excêntrico e popular cuja carreira fulgurante foi interrompida pela sua morte em 1984. O filme é uma homenagem a todos os que ainda hoje perseguem os seus sonhos aspirando transformar as suas vidas.
 
 
Resultado de imagem para antonio variações
 
 
António Joaquim Rodrigues Ribeiro nasceu a 3 de Dezembro de 1944, no lugar de Pilar, freguesia de Fiscal, concelho de Amares, região do Minho. Aos 12 anos, partiu para Lisboa, onde trabalhou como aprendiz de escritório, barbeiro, balconista e caixeiro. Foi para Angola cumprir o serviço militar e, mais tarde, viveu em Londres e em Amesterdão, cidades onde se deparou com sociedades mais abertas e diferentes formas de vida. Foi em Amesterdão que aprendeu a profissão de barbeiro, que veio depois a exercer em Lisboa. De regresso à capital portuguesa, começa a trabalhar como barbeiro e começa também a sua actividade musical, ao dar espectáculos com um grupo de músicos amadores.  Assinou contrato com a editora Valentim de Carvalho, em 1978. Em 1981, apresenta-se pela primeira vez ao vivo na discoteca Trumps. É também neste ano que, ainda sem ter qualquer música editada, participa no programa de televisão "O Passeio dos Alegres", apresentado por Júlio Isidro, e alcança grande notoriedade pela música e pelo seu visual. Nasce aqui o fenómeno António Variações, com um visual excêntrico e uma música que misturava diversos géneros, como o rock, o pop, os blues ou o fado. O seu primeiro álbum, "Anjo da Guarda", é lançado em 1983 e, um ano depois, sai o segundo álbum, "Dar & Receber", já com um António Variações num estado de saúde muito débil. Viria a falecer a 13 de Junho de 1984, com apenas 39 anos de idade. A sua curta carreira musical não impediu, no entanto, que o génio de António Variações perdurasse até aos dias de hoje, sendo considerado um dos maiores nomes da música portuguesa e, mais importante ainda, as suas canções continuam a ser cantadas por portugueses de todas as idades.
 
 
 

23
Out20

NOVO ÁLBUM: "Doce - O Melhor"

 

As Doce foram umas das primeiras girls bands da Europa e um dos casos de maior sucesso no contexto pop português. Agora é editada uma nova colecânea do grupo, que reúne êxitos que ainda hoje são conhecidos de todos, como "Amanhã de Manhã", "Ali Babá", "Bem Bom", entre muitos outros. O grupo existiu entre 1979 e 1986 e era composto por Fá (Fátima Padinha), Laura Diogo, Lena Coelho e Teresa Miguel. Fernanda de Sousa (actualmente com o nome artístico de Ágata) integrou o grupo em 1985 e 1986, primeiro para substituir Lena Coelho durante a gravidez e, depois, para substituir Fá, que saiu do grupo em 1985.

 

 

No próximo dia 26 de Novembro, estreia o filme "Bem Bom". Realizado por Patrícia Sequeira e protagonizado pelas actrizes Ana Marta Ferreira, Bárbara Branco, Carolina Carvalho e Lia Carvalho, conta a história da famosa girls band portuguesa.

 

23
Out20

LETRAS LUSAS: "O Bisavô", de Maria João Lopo de Carvalho

 

Editora: Oficina do Livro

 

Sinopse: Talvez por culpa da mãe, Cândida Patrício, o jovem Manoel Caroça fez-se um sonhador. A pesada e granítica cidade da Guarda já não lhe bastava, nem o vale rochoso onde o pai imperava. Ambicionava mais do que aquela terra e os seus frutos, queria conhecer mundo. E o mundo era Lisboa, era Paris, eram as colónias onde enriqueciam os portugueses…

"O Bisavô" é a história de Manoel Caroça, bisavô da autora. É ele o elo que une três gerações de uma família poderosa que, a partir da Guarda, conquistou Portugal. O percurso do milionário confunde-se com o de um país em convulsão, abalado pela queda da monarquia, a eclosão da Grande Guerra, a tuberculose e a pneumónica, a Grande Depressão. E, numa época quem que se fizeram e desfizeram grandes impérios financeiros, vemos como os antepassados da autora marcaram os rumos do país.

Da sobrevivência ao esplendor, da espionagem à intriga nos palácios da família, dos amores improváveis aos casamentos contrariados, do riso às lágrimas, esta é a saga inédita de um espírito rebelde - rigorosamente reconstruída graças às memórias, ainda vívidas, de uma descendência vasta, bem como às cartas e documentos desenterrados dos baús de família.

Ironicamente, ao escrever a sua obra mais íntima e pessoal até à data, a autora de "Marquesa de Alorna" oferece-nos o seu mais conseguido fresco do nosso país - esta família é o retrato de Portugal.

 

Mário Lisboa entrevista...: Mário Lisboa entrevista... Maria João Lopo de  Carvalho

 

Maria João Lopo de Carvalho nasceu em Lisboa, em 1962, e licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas pela Universidade Nova de Lisboa. Foi professora de Português e de Inglês, criou a primeira escola de Inglês em regime extracurricular para os mais novos e trabalhou como copywriter em publicidade. Passou ainda pelas áreas de Educação e Cultura na Câmara Municipal de Lisboa. Tem mais de setenta títulos editados, entre romances, livros de crónicas, manuais escolares - com a chancela do Instituto Camões - e dezenas de livro infanto-juvenis, a maior parte deles no Plano Nacional de Leitura. O seu primeiro best sellerVirada do Avesso, foi publicado em 2000. É presença regular na televisão e na imprensa, mas sobretudo nas escolas e bibliotecas de Norte a Sul do país, incentivando nos mais novos o gosto pela leitura. O Bisavô é o seu quinto romance histórico, depois de Marquesa de Alorna (2011), Padeira de Aljubarrota (2013), Até que o Amor me Mate - As mulheres de Camões (2016) e O Fado da Severa (2018). 

 

23
Out20

NOVOS SONS LUSOS - The Black Wizards

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e interiores

 

The Black Wizards são uma banda dos arredores do Porto, composta por Joana Brito (voz), Paulo Ferreira (guitarra), João Lugatte (bateria) e João Mendes (baixo). O quarteto já lançou três álbuns - "Lake of Fire" (2015), "What the Fuzz!" (2017) e "Reflections" (2019) - dominados pelo rock psicadélico. 

 

23
Out20

ESTREIA TV: Janela Global (RTP3 - 22h20)

Janela Global estreia dia 23 de outubro, às 22h30, na RTP3 - YouTube

 

A actualidade internacional é vista pela Janela Global.

 

Uma janela para as notícias mais importantes do Mundo com Márcia Rodrigues, editora de Internacional da RTP e uma conhecedora da realidade mundial, tendo estado já em mais de três dezenas de países como enviada especial e, até há pouco tempo, correspondente da estação pública em Washington.

 

Vamos descodificar temas complexos com a ajuda de peritos, autores e comentadores de Portugal e do estrangeiro, de forma a que fiquem acessíveis a todos. Contamos com analistas de política internacional, mas também de outras áreas como a História, a Filosofia, a Antropologia ou a Arte, para nos ajudarem a entender o impacto do que se passa no mundo de forma mais abrangente. 

 

Programa sobre a actualidade internacional, apresentado pela jornalista Márcia Rodrigues e que conta com a vasta rede de correspondentes da RTP. Realizado em estúdio com convidados e apresentação de livros que versam sobre a actualidade global.

 

Sextas, às 22h20, na RTP3.

 

22
Out20

CINE ESTREIA: "Listen", de Ana Rocha de Sousa

 

Realização: Ana Rocha de Sousa

Argumento: Ana Rocha de Sousa, Paula Vaccaro (Reino Unido), Aaron Brookner (Reino Unido)

Música: Nessi Gomes (Reino Unido/Portugal)

Produção: Bando à Parte (Rodrigo Areias)

 

Elenco: Lúcia Moniz, Sophia Myles (Reino Unido), Ruben Garcia, Kiran Sonia Sawar (Reino Unido), James Felner (Reino Unido), Brian Bovell (Reino Unido), Maisie Sly (Reino Unido), António Capelo, Ângela Pinto, Susanna Cappellaro (Itália), Kem Hassan (Reino Unido), Sian Abrahams (Reino Unido), Geoffrey Kirkness (Reino Unido), Jay Licurgo (Reino Unido), Tara Quinn (Reino Unido), Jon Rumney (Reino Unido), Kiki Weeks (Reino Unido), Lola Weeks (Reino Unido)

 

Sinopse: Nos subúrbios de Londres, o casal de portugueses Bela (Lúcia Moniz) e Jota (Ruben Garcia) enfrenta sérias dificuldades quando os Serviços Sociais levantam suspeitas sobre a segurança dos seus três filhos. A surdez da filha de 7 anos desencadeia um processo no sistema que parece não ter fim. Tudo se complica com o passar do tempo. "Listen" retrata a desgastante luta pela união da família após um erro irreversível.

 

 

Prémios: Leão do Futuro, Prémio Especial do Júri na secção Horizontes, Bisato d'Oro para Melhor Realização, Prémio Sorriso Diverso Venezia, Prémio Fundação Casa Wabi - Mantarraya e Prémio HFPA (Hollywood Foreign Press Association) no Festival Internacional de Veneza 2020 (Itália)

 

 

Ana Rocha de Sousa duplamente premiada hoje no Festival de Cinema de Veneza

 

Ana Rocha de Sousa nasceu a 25 de Outubro de 1978, em Lisboa. Estreou-se como actriz em 1997, na série "Riscos", da RTP1. Depois disso, entrou em séries, novelas, cinema e teatro. Ao mesmo tempo, tirou uma licenciatura em Pintura na Faculdade de Belas-Artes de Lisboa. Entretanto, viveu alguns anos em Inglaterra, onde estudou Cinema e fez um mestrado em Realização na London Film School. Realizou algumas curtas-metragens, sendo "Listen" a sua primeira longa-metragem. Os prémios e os elogios que tem recebido pela sua primeira longa fazem de Ana Rocha de Sousa um dos nomes do momento do cinema português.

 

Filmografia:

Listen (2020)

Minha Alma and You (curta-metragem, 2013)

No Mar (curta-metragem, 2013)

Laundriness (curta-metragem doc., 2011)

Jantamos Cedo (curta-metragem, 2009)

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D