Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2018

Entre sindicalistas, anarquistas, monárquicos, guerristas e anti-guerristas, Portugal vive uma situação conturbada. Em 1914, houvera já uma revolta monárquica e anti-guerrista. Em 1915, o protesto por um largo número de oficiais. A relação entre os políticos civis e os militares nunca chegou a ser boa num país em ebulição. Uma situação agravada pela guerra que acabaria por abrir caminho para o Golpe de 1926. 

 



publicado por Alma Lusa às 17:40

É no coração da Baixa Pombalina que o holandês Emmanuel Babled abriu um terceiro andar que vai revolucionar a experiência do consumo. A Cidade na Ponta dos Dedos mostra-lhe um projecto que promete preservar muitos dos ofícios nacionais.

 

 



publicado por Alma Lusa às 12:17
Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018

Correntes D'Escritas 2018 | Póvoa de Varzim

 

O festival literário Correntes d'Escritas está de volta à Póvoa de Varzim, de 20 a 24 de Fevereiro.

 

Mais de 80 escritores de 14 nacionalidades e diferentes geografias de línguas hispânicas e portuguesas estarão presentes no 19º Encontro de Escritores de Expressão Ibérica - Correntes d'Escritas. E se há nomes que se repetem desde o início, como Onésimo Teotónio Almeida, Manuel Rui, Luís Sepúlveda e Rui Zink, outros há, e este ano são mais de 30, os escritores que se estreiam no festival da cidade nortenha. 

 

A Sessão Oficial de Abertura do Correntes realizar-se-á, como habitualmente, no Casino da Póvoa, a 21 de Fevereiro, com o anúncio dos vencedores dos Prémios Literários 2018 e o lançamento da Revista Correntes d'Escritas 17, dedicada ao brasileiro Luis Fernando Veríssimo.

 

O Correntes d'Escritas terá mesas redondas sobre vários temas, exposições, lançamentos de livros, Feira do Livro, cinema e encontros dos escritores com alunos nas escolas do concelho.

 



publicado por Alma Lusa às 19:13

Resultado de imagem para fantasporto 2018

 

http://www.fantasporto.com/

 

A cidade do Porto, uma belíssima cidade barroca, capital do Norte de Portugal, debruçada sobre o Rio Douro e este ano considerada de novo o Melhor Destino Turístico da Europa, recebe há 37 anos um dos festivais de cinema mais prestigiados a nível Europeu, senão Mundial. São dez dias de Festa para o Mundo do Cinema, onde produtores, realizadores, actores, actrizes, distribuidores e (muito) público se fundem num programa multifacetado, com uma tónica de género, o Fantástico.

 

São 10 as secções, quatro delas competitivas e com júris internacionais próprios, que se "alimentam" das mais recentes produções mundiais – cerca de 50 países por ano estão representados, num total de 200 a 250 entre curtas e longas-metragens e todos eles inéditos em Portugal. Conferências, debates, Q&A's, um congresso dedicado ao cinema nas escolas e à criação do gosto cultural, bem como apresentações de livros e exposições de artes plásticas, as artes estão assim presentes neste evento multifacetado.

 

Nomes grandes do Cinema têm passado pelo Porto. São anualmente cerca de 200 convidados e, para referir alguns desses nomes, podemos falar de Max von Sydow, Guillermo del Toro, Wim Wenders, John Hurt, Rosana Arquette, Danny Boyle, Ben Kingsley, Paul Schrader (a lista é enormíssima…) que têm vindo ao Porto apresentar os seus filmes, alguns deles mesmo em Antestreia Mundial. Em paralelo realiza-se também um mini-mercado do Filme, as Industry Screenings, que são um meio de ligação à Indústria do Cinema.

 



publicado por Alma Lusa às 11:46

Club Atlas

 

 

Branko partiu de Portugal para o mundo à procura dos ritmos e sons que vão traçar as novas coordenadas da música de dança.

 

Uma viagem de 8 episódios que arranca em Lisboa e passa por Lima (Peru), Bombaim (Índia), Acra (Gana), Montreal (Canadá), São Paulo (Brasil) e Cidade da Praia (Cabo Verde).

 

Qual a nova tendência musical no Gana? Quem são os novos personagens da cena musical de São Paulo? Onde comer às 05h da madrugada na cidade de Lima? Estas e outras particularidades estão presentes em "Club Atlas", série documental que o músico e DJ Branko estreia na RTP2. Uma viagem por algumas das cidades mais interessantes do planeta, em busca dos fenómenos musicais mais revolucionários da actualidade.

 

O ponto de partida é Lisboa, cidade natal de Branko, que conta com a companhia de alguns convidados altamente improváveis. A viagem conta com a parceria do realizador João Pedro Moreira, que também ele se torna personagem neste entusiasmante percurso em busca da sonoridade de uma música que vamos ouvir amanhã.

 

A procura pela junção dos ritmos tradicionais com a música electrónica levam Branko a cidades como Lima, Montreal ou Bombaim, para conhecer os heróis locais que estão a colocar a sua cidade no novo mapa-múndi musical.

 

Branko é personagem fundamental do actual panorama musical português. Com uma carreira ligada aos Buraka Som Sistema, João Barbosa (aka Branko) torna-se cada vez mais um indicador de tendências que estão reflectidas nas inúmeras curadorias em salas e festivais por todo o mundo, ou mesmo através de programas de rádio que encabeça. O mundo passa por aqui.

 

Segundas, às 00h20, na RTP2.

 

Lisboa

 

 

Episódio 1 - Lisboa

 

A casa de partida desta viagem é Lisboa, a cidade natal de Branko que o músico e DJ explora acompanhado por um leque de convidados altamente improvável, que junta desde Slow J a Rodrigo Leão. 


Os pontos de contacto entre a nova forma de viver a lusofonia e as mais clássicas tradições portuguesas dão o mote para esta série de viagens, onde Lisboa se mostra novamente como ponto de contacto com o mundo.

 



publicado por Alma Lusa às 10:18
Sábado, 17 de Fevereiro de 2018

Viviane

 

Com uma carreira a solo de 12 anos, e após o lançamento do seu mais recente CD "Viviane canta Piaf", 2018 é o ano em que Viviane leva aos palcos o espectáculo com o mesmo nome, em jeito de homenagem à grande cantora francesa Edith Piaf.

 

Temas como "La vie en rose", "Padam Padam", "Non rien de rien", "Sous le ciel de Paris", "Milord" ou "Mon Dieu", entre outros, integram um espectáculo repleto de emoção e de algumas surpresas, em que Viviane irá conduzir o público aos longínquos anos 40-50 num ambiente bem parisiense.

 



publicado por Alma Lusa às 16:35

Festival da Canção 2018

 

É a primeira vez que o Festival Eurovisão da Canção se vai realizar em Portugal. Dois meses antes do Festival Eurovisão da Canção, Portugal elege o seu representante através do Festival da Canção 2018, constituído por duas semi-finais.

 

A primeira semi-final terá lugar este domingo, 18 de Fevereiro, nos estúdios da RTP, em Lisboa, com apresentação de Jorge Gabriel e José Carlos Malato. A concurso estarão treze canções, sendo apuradas apenas sete. A decisão cabe ao júri e aos telespectadores. 

 

Tal como no ano passado, a RTP convidou vários nomes da música nacional para comporem temas para o Festival da Canção e escolherem os intérpretes. 

 

 

 



publicado por Alma Lusa às 16:23

Pandora

 

Ano: 1994

Realização: António da Cunha Telles

Argumento: António da Cunha Telles, Gisela da Conceição, Leopoldo Serran

 

Elenco: Inês de Medeiros, Fanny Cottençon, Philippe Léotard, Alexandre de Sousa, João Grosso, Pedro Hestnes, António Victorino d'Almeida, Priscila, Katia Melo, João Franco, Jean-Louis Airola, Rui Simões, Fátima Veiga, Ana Louro

 

Sinopse: "Pandora", também conhecido como "Setembro e Uma Ternura Confusa", conta a história de um triângulo amoroso. Quando reencontra o seu amante ocasional Raul, Elsa tem como hóspede a jovem Teresa e os três acabam por se envolver numa relação cruzada que a perturba profundamente.

 

Lisboa, início de Setembro. Elsa (Fanny Cottençon) hospeda Teresa (Inês de Medeiros), uma jovem rapariga de vinte e poucos anos, no quarto da filha Inês que foi passar férias com o pai. As duas mulheres saem para a noite. No Frágil, um bar de Lisboa, encontram Raul (Philippe Léotard), um amante ocasional de Elsa, marinheiro solitário de passagem por Lisboa que tem um barco chamado Pandora. Elsa volta a ter uma noite maravilhosa com Raul. Ao sair, Raul vê o corpo juvenil de Teresa e Elsa percebe nesse olhar a atracção que desperta. Elsa fará tudo o que Raul quiser e é assim que acorda uma manhã, no barco de Raul, e vê o corpo nu de Teresa adormecido ao seu lado. Elsa fecha os olhos com desgosto, no prenúncio de um Setembro brutal.


Espancamento, doença terminal, suicídio, naufrágio e morte agitarão os últimos dias do mês. Até que uma paz estranha e silenciosa volta a governar a vida dos sobreviventes.

 



publicado por Alma Lusa às 15:59
Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2018

Resultado de imagem para TERRAS SEM SOMBRA 2018

 

https://festivalterrassemsombra.org/

 

O Festival Terras sem Sombra reúne, desde 2003, música, património e biodiversidade num acorde sereno, que soa para além da planície. Com o objectivo de partilhar o legado cultural e natural do Alentejo, o Festival dá a conhecer o que há de mais fascinante na região, dos centros históricos às áreas rurais, da vida selvagem às etnografias locais.

 

Em 2018, o Terras sem Sombra, Festival do Baixo Alentejo, chega também ao Alto Alentejo. Serão dez os concelhos que irão receber eventos nesta edição: Barrancos, Beja, Elvas, Ferreira do Alentejo, Mértola, Odemira, Santiago do Cacém, Serpa, Sines e Vidigueira.

 

A Hungria é o país convidado na edição de 2018. 

 



publicado por Alma Lusa às 16:10

Resultado de imagem para linda martini album 2018

 



publicado por Alma Lusa às 11:21
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13

18
20
24

25
26
27
28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO