Sexta-feira, 10 de Março de 2017

Obra-prima do Património Mundial, com 500 anos de existência, o Mosteiro dos Jerónimos conta-nos muitas, muitas histórias. Escolhemos uma que parte de uma perplexidade: por que razão os Reis da Casa de Avis aqui sepultados têm nas bases dos seus túmulos esculturas de elefantes? António Camões Gouveia, historiador da Religião, da Cultura e das Mentalidades, Professor na Universidade Nova de Lisboa, desvenda-nos as razões desta escolha para os túmulos de D. Manuel I e dos seus sucessores e leva-nos numa emocionante viagem pelos séculos XVI e XVII de Portugal no mundo.

 



publicado por Alma Lusa às 18:54

 

Este domingo, 12, o National Geographic Channel estreia o documentário "A Ascensão da Atlântida".

 

Tendo como produtor executivo o canadiano James Cameron, "A Ascensão da Atlântida" é um thriller de detectives que procura, descobre e explora artefactos de descobertas arqueológicas, fotografias satélite, manuscritos que se escondem à vista de todos, exploração subaquática, etc., e tentam descodificar os "artefactos" para avançar a investigação e chegar ao fundo da história. 

 

Neste documentário sobre o continente perdido, viajamos por Itália, Grécia, Malta, Espanha e Portugal, nomeadamente o arquipélago dos Açores.

 



publicado por Alma Lusa às 18:38

diogo morgado born to race.png

 

Ano: 2014

País: EUA

Realização: Alex Ranarivelo 

Elenco: Brett Davern, Beau Mirchoff, Diogo Morgado (Portugal)

 

Sinopse: Quando dois pilotos rivais de uma pequena cidade, Danny Krueger e Jake Kendall, são forçados a trabalhar juntos para vencer um campeão de classe mundial, Enzo Lauricello (Diogo Morgado), só o mais rápido irá sobreviver numa corrida final até à linha de chegada.

 

O filme norte-americano "Born to Race - Velocidade Extrema" tem, entre os protagonistas, o actor português Diogo Morgado, que interpreta "Enzo Lauricello", um piloto de automóveis italiano.

 

 



publicado por Alma Lusa às 18:07

morte carlos gardel.jpg

 

Ano: 2011

Realização: Solveig Nordlund 

Argumento: Solveig Nordlund (baseado no romance de António Lobo Antunes)

Elenco: Rui Morisson, Teresa Gafeira, Carlos Malvarez, Celia Williams, Elmano Sancho, Ruy de Carvalho, Joana de Verona, Albano Jerónimo, Diogo Dória, Miguel Mestre, Teresa Faria, Maria João Pinho, Carla Maciel 

 

Sinopse: Nuno (Carlos Malvarez) é um jovem toxicodependente em coma, a morrer num hospital. Durante os dois dias em que se encontra entre a vida e a morte, cada um dos familiares evoca junto a ele uma teia de recordações do passado, através das quais percebemos o presente de Nuno. Álvaro (Rui Morisson) e Claudia (Celia Williams), os pais divorciados e as suas novas relações disfuncionais, Graça (Teresa Gafeira), a tia médica que nunca terá filhos porque vive com Cristiana (Maria João Pinho)... todos eles se sentem culpados pelo estado de Nuno, pelos desalentos da vida, mas também pelos sonhos que criaram. O pai, Álvaro, apaixonado por tango, recusa-se a aceitar a morte de Nuno, deixando-se levar numa espiral de delírio e confundindo um imitador com o seu cantor de tango argentino favorito, já desaparecido: Carlos Gardel.

 

 

 



publicado por Alma Lusa às 16:35

A Preceptora

 

Texto e encenação: Ricardo Neves-Neves

 

Sinopse: Mary Poppins apresenta-se a uma nova família, candidatando-se ao lugar de preceptora. Deve sujeitar-se a uma entrevista de emprego, apresentando o seu vasto curriculum e falando do seu longuíssimo percurso. A família está ansiosa para a receber e lança-se em pedidos e desejos que a preceptora deverá satisfazer...


Adaptação da peça "Mary Poppins, A Mulher que Salvou o Mundo" de Ricardo Neves-Neves. 



publicado por Alma Lusa às 15:47

 

Realização: Rita Saldanha

Argumento: Rita Saldanha e Miguel Ferraz

Produção: Emotions Tales

 

Sinopse: Thilo Krasmann, uma figura absolutamente central na História da Música e da Televisão em Portugal.

 

Thilo Krasmann nasceu em Bremen, a 16 de Abril de 1933, numa Alemanha marcada pela ascensão de Hitler ao poder. Oriundo de uma família de grandes tradições musicais, a sua infância é fortemente marcada pela Segunda Guerra Mundial.


Na adolescência, as enormes potencialidades artísticas desenvolvem-se e quis o destino que, por circunstâncias várias, viesse para Portugal em 1957, precisamente o ano de nascimento da RTP. Da Alemanha traz a inovação e a ousadia que, aliadas ao seu brilhantismo, vão torná-lo num músico, compositor e maestro de alto gabarito, fundamental na revolução e transformação do meio Pop português.


E do ensino de música, e do sucesso estrondoso atingido com a sua banda Thilo's Combo, salta rapidamente para o audiovisual, numa vida que acaba por se confundir com a própria história da nossa televisão, participando activamente nos momentos mais marcantes da RTP.


A sua bonomia, o seu carácter, a sua integridade e o seu talento serão factores decisivos para se tornar numa das mais importantes figuras do meio artístico nacional das últimas décadas, como comprovam os eloquentes depoimentos de personalidades como Carlos do Carmo, Herman José, José Jorge Letria, Daniel Proença de Carvalho, Nuno Artur Silva, Paulo de Carvalho, Carlos Alberto Moniz, Professor Mário Andrea, entre outros.

 

A sua vida profissional confunde-se com a própria história da RTP, tendo protagonizado alguns momentos altos da nossa TV, como são exemplo o mítico programa de televisão "Zip-Zip" (director musical); os Festivais da Canção (que venceu seis vezes) e da Eurovisão (autor das músicas e director de orquestra), nos quais a sua figura alta e expressiva é, ainda hoje, uma imagem que a grande maioria dos portugueses (que seguia religiosa e emocionadamente essas transmissões que paravam o país) retém; o sucesso da famosa dupla "Sr. Feliz e Sr. Contente", protagonizada por Nicolau Breyner e Herman José (autor da música); a primeira telenovela portuguesa "Vila Faia", produzida na Edipim (que fundou e dirigiu); vários programas de Herman José, desde "Humor de Perdição" ao "Parabéns", também ali produzidos, etc, etc, etc.

 

Este documentário tem uma forte componente de Arquivo da RTP, no qual poderemos reviver Thilo Krasmann na primeira pessoa, bem como acontecimentos, programas e momentos inesquecíveis, que fazem parte do nosso imaginário colectivo.

 

Thilo Krasmann faleceu em Portimão, a 11 de Março de 2004, com 71 anos, deixando uma enorme saudade em todos que com ele se cruzaram, não apenas pela sua qualidade profissional, mas também pela enorme bonomia que o caracterizava como um homem de carácter, justo e sensível. Foi alguém que granjeou uma enorme popularidade, que ainda hoje se mantém, e é figura absolutamente central na História da nossa Música e da nossa Televisão.



publicado por Alma Lusa às 10:26
Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12

19
25

26


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO