Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

A Cidadela de Cascais é um complexo que integra fortificações militares desde o séc. XV e o Palácio da Presidência da República, destinado a acolher chefes de Estado estrangeiros. As fortificações antigas contam-nos histórias de corsários e de invasões nem sempre repelidas. O Palácio, adaptação de finais do séc. XIX, é uma montra de alguma da melhor arte portuguesa, do séc. XVI ao séc. XXI. A visita é guiada pela investigadora Margarida Magalhães Ramalho, responsável pelas escavações arqueológicas nas fortificações, e por Diogo Gaspar, director do Museu da Presidência.

 



publicado por Alma Lusa às 16:35

Sugo Cork Rugs_ambiente2.jpg

 

Origem: Mozelos (Santa Maria da Feira)

 

Sugo Cork Rugs é a primeira colecção de tapetes de cortiça, concebida segundo métodos tradicionais de tecelagem, que está a ser lançada no mercado. A nova colecção  foi concebida pela TD Cork, uma startup da Amorim Cork Ventures, agora apresentada e que foi constituída no âmbito desta que é a única incubadora do mundo exclusivamente dedicada a negócios em cortiça.

 

Sugo Cork Rugs é uma colecção inédita de tapetes, com um design contemporâneo  e inovador, que recupera as origens e a tradição da arte de tecelagem. Esta é, aliás, a primeira vez que é lançada uma colecção de tapetes de cortiça  produzidos de acordo com métodos tradicionais de tecelagem. Este facto deu inclusive origem a um pedido de patente.

 

A nova colecção Sugo Cork Rugs surge no mercado com um novo conceito criativo declinado em  13 modelos de tapetes base, com uma grande diversidade de visuais, uns mais tradicionais e outros mais vanguardistas. No entanto, estes modelos podem ser complementados por tapetes personalizados, de acordo com uma multiplicidade de padrões, cores e texturas. 

 

Independentemente do visual, Sugo Cork Rugs oferece inúmeros benefícios de desempenho, nomeadamente em termos de durabilidade, propriedades térmicas e acústicas, conforto, sendo  que minimizam também o risco de alergias. Além da cortiça, a nova marca de tapetes combina lã nacional e o algodão recuperado de grandes produções industriais, opções que permitem conjugar a tonalidade da cortiça com uma ou várias cores das fibras têxteis usadas.

 

Portugal  é considerado uma referência mundial na indústria de tapetes dirigidos ao segmento médio-alto e alto, de que são exemplos os tapetes de Beiriz ou de Arraiolos. É também neste segmento que se posicionam os Sugo Cork Rugs, que congregam num único produto duas indústrias em que Portugal é  amplamente reconhecido  – a cortiça e a tecelagem de tapetes.

 

http://sugocorkrugs.com/pt/

 

Sugo Cork Rugs_ambiente3.jpg

 



publicado por Alma Lusa às 15:48

Hist Secreta da Ling Portuguesa_300dpi.jpg

 

Editora: Guerra & Paz

 

Sinopse: Tudo isto fez parte da vida de quem falou portu­guês ao longo dos séculos, uma língua que come­çou a ser germinada na voz daqueles que, há quase 2000 anos, na Galécia, falavam um latim popular com sotaque celta. A história surpreendente da nossa língua, contada como um romance.

 

Embarque na aventura da descoberta das raí­zes da língua portuguesa na companhia da família Contreiras e, entre factos reais e muita imagina­ção, conheça a nossa língua pela perspectiva de gente comum e de grandes escritores.

 

Acompanhe uma celta e um romano aos beijos, um amigo de Afonso Henriques à procura de mou­ras encantadas, Gil Vicente a perseguir um homem perigoso pelas ruas de Lisboa, uma coleccionadora de livros a fugir numa carroça para Amesterdão, Camões ao murro por causa duma dama da corte e muitas outras aventuras de que é feita esta história da língua portuguesa, recheada de deliciosas sur­presas e um toque de humor.

 

 

Marco Neves nasceu em Peniche e vive em Lisboa. Tem sete ofícios, todos virados para as línguas: tradutor, revisor, professor, leitor, conversador e autor. Não são sete? Falta este: é também pai, com o ofício de contar histórias. Para lá das profissões, os amigos sempre lhe reco­nheceram a pancada das línguas. É professor na Faculdade de Ciên­cias Sociais e Humanas da Universi­dade Nova de Lisboa e director do escritório de Lisboa da Eurologos. Es­creve regularmente no blogue Certas Palavras e é autor do livro Doze Segre­dos da Língua Portuguesa.

 

 



publicado por Alma Lusa às 13:53

filha lei.png

 

Realização: Sérgio Graciano, Yuri Alves

Argumento: Pedro Varela

Produção: Stopline Films

 

Elenco: Anabela Moreira, Ivo Canelas, Tomás Alves, João Baptista, Alba Baptista, Elmano Sancho, Bruna Quintas, Vítor Norte, Alfredo Brito, Joana Brandão, Bárbara Lourenço, Carla Chambel, Eduardo Frazão, Pedro Górgia, Dinarte Branco, André Leitão, Filipe Crawford, Samuel Alves, Figueira Cid, Rita Tristão da Silva, André Gago, Carla Vasconcelos, Susana Vitorino, Joaquim Nicolau, Ana Mafalda

 

Sinopse: Isabel Garcia (Anabela Moreira), Inspectora-Chefe da Polícia Judiciária, é confrontada com o maior desafio da sua carreira ao ser designada para comandar a investigação daquele que será o mais importante caso policial em Portugal nos últimos 20 anos: os violentos assassinatos em série que assolam a cidade.

 

Samuel Lopes (Tomás Alves), Inspector estagiário formado em Psicologia Criminal, junta-se à Brigada de Garcia onde terá que conquistar o seu lugar e o respeito dos inspectores mais experientes.

 

O convívio com o inspector estagiário ajuda Garcia a entender melhor a sua filha Sara (Alba Baptista), uma adolescente de 16 anos fruto de um casamento falhado com o implacável jornalista Jaime (Ivo Canelas).

 

Esta terça-feira estreia "Filha da Lei", uma série criminal de 20 episódios.

 

Terças, às 22h05, na RTP1.

 

filha lei 2.jpg

 



publicado por Alma Lusa às 10:20
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
21

22

29


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO