Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

regresso_ao_palácio.jpg

 

A Parques de Sintra apresenta no Palácio Nacional de Queluz, nos dias 20, 21 e 22 de Janeiro e com entrada livre, o primeiro concerto virtual em video mapping: "Regresso ao Palácio – A Viagem Concerto".

 

O concerto virtual, composto por temas de Händel, Bocherini e Mozart tocados pela orquestra Divino Sospiro, com animações 3D e 2D, será projectado nas fachadas exteriores do monumento, considerado uma referência da arquitectura palaciana da segunda metade do século XVIII.

 

Os mais de 20 músicos que actuam neste inovador concerto são filmados em estúdio, projectados virtualmente na fachada e inseridos nas animações 2D e 3D. As animações são sincronizadas com a música, conferindo dinamismo ao espectáculo. As personagens, também elas filmadas em estúdio, são caracterizadas com um elevado nível de detalhe, tal como os cenários onde vivem, transportando-nos para o séc. XVIII. Este concerto virtual é uma oportunidade única para ver elementos do património artístico, histórico e decorativo do Palácio a ganhar vida em animações fantásticas e surrealistas, em que os tectos, tapeçarias e porcelanas se animam de forma mágica e poética.

 

Esta é uma das maiores projecções realizadas em Portugal e é feita ao longo de 200 metros de fachada, complementada com uma projeção 360º na estátua de D. Maria I. Este espectáculo é uma criação original e produção do ateliê OCUBO.

 

O concerto virtual tem a duração de 45 minutos e será reproduzido às 19h00, 21h00 e 22h30 nos dias 20, 21 e 22 de Janeiro. 

 



publicado por Alma Lusa às 19:00

vulcão capelinhos.jpg

 

Na madrugada do dia 27 de Setembro de 1957, após dias com a terra a tremer continuamente, o vulcão dos Capelinhos, na ilha açoriana do Faial, despertava. O mar entrava em ebulição e, assim, começavam 13 meses de actividade.

 

O vulcão dos Capelinhos permanece uma jóia da vulcanologia por ser o único no mundo a ser fotografado, filmado, observado, estudado e interpretado desde o início até ao seu adormecimento. No entanto, este fenómeno natural teve um impacto brutal na vida da população. Dos cerca de 25 mil habitantes que existiam em 1957, mais de metade emigrou para os Estados Unidos e para o Canadá, mas para muitos foi o virar de uma página de vida dura e pouco auspiciosa.

 

As imagens de arquivo existentes são impressionantes. Nos muitos minutos de película arquivada, aparecem dezenas de pessoas. Entre elas, uma criança que seguia sozinha com uma trouxa à cabeça. Passados 60 anos, o Perdidos e Achados foi descobrir Maria Lúcia Faria e outras pessoas que testemunharam a erupção dos Capelinhos.

 

O vulcão continua a ser estudado e monitorizado e é ainda um verdadeiro ex-líbris dos Açores, não apenas pela impressionante paisagem de contornos lunares como pela importância do Centro de Interpretação ali construído.

 

Não perca a reportagem no próximo sábado, no Jornal da Noite da SIC, com início às 20h00.

 


publicado por Alma Lusa às 18:40

mata hari.jpg

 

Realização: Dennis Berry (EUA), Julius Berg (França)

Argumento: Igor Ter-Karapetov, Oleg Kirillov (Rússia)

Produção: Star Media (Rússia), Filmes do Tejo (Portugal)

Locais rodagem: Lisboa, Porto, Talasnal (Lousã), Santuário Nª Sª do Cabo - Cabo Espichel, Palace Hotel do Bussaco, Parque Nacional da Peneda-Gerês; São Petersburgo (Rússia)

 

Elenco Principal: Vahina Giocante (França), Oisín Stack (França), Rutger Hauer (Holanda), Yehezkel Lazarov (Israel), Maksim Matveev (Rússia), John Corbett (EUA), Nuno Lopes (Portugal), Viktoriya Isakova (Rússia), Alcides Estrela (Portugal), Chris Murphy (EUA), Kseniya Rappoport (Rússia), Christopher Lambert (EUA), Gérard Depardieu (França), Aleksey Guskov (Polónia), Svetlana Hodchenkova (Rússia), Carloto Cotta (Portugal), Aleksandr Mikhaylov (Rússia)

 

Elenco Português: Nuno Lopes, Alcides Estrela, Carloto Cotta, Mira Amaidas, Simão Cayatte, Pedro Giestas, Miguel Monteiro, Jorge Sequerra, Ricardo Aibéo, Diana Costa e Silva, Miriam Arcanjo, António Camelier, Gonçalo Carvalho, Joana de Verona, Rui Morisson, Miguel Nunes, Filomena Silva, Leonor Silveira, Mia Tomé, Paula Lobo Antunes, Carlos Areia, Nuno Casanovas, Adão Castro, Soraia Chaves, Marco D'Almeida, Margarida Marinho, Rui Neto, Salvador Nery, Rui Melo, Adriano Carvalho, Paulo Pires, Rogério Samora, Miguel Santiago, Ana Varela, Manuel Lourenço, Francisco Arraiol, Guilherme Gomes, Inês Gonçalves, Cristina Homem de Mello, Bruna Quintas, Ângela Pinto, Tiago Teotónio Pereira, Ronaldo Bonacchi, Lourenço Henriques, João Baptista, Hugo Franco, Guilherme Filipe, Eurico Lopes, Cláudio Henriques, André Gago, João d'Ávila, Diogo Carmona, Sara Mestre, Maria Marques, Marta Baptista

 

Sinopse: Quando o seu noivo é assassinado, Mata Hari usa a sua experiência de dançarina e o seu dom para a sedução para tornar-se na agente dupla mais famosa da História. Ela envolve-se numa trama de espionagem internacional em plena Primeira Guerra Mundial. 

 

A mini-série "Mata Hari" é uma co-produção entre Rússia e Portugal. Falada em inglês, conta com um vasto elenco internacional, com actores norte-americanos, franceses, russos, portugueses, entre outras nacionalidades. No total, são 180 os actores portugueses que integram esta série que foi, na sua maioria, rodada em Portugal. 

 

A SIC estreia este fim-de-semana "Mata Hari", sobre a famosa espia holandesa. A série tem, no original, 12 episódios que serão transmitidos, na totalidade, este fim-de-semana (sábado, 21: 15h45 - 20h00; domingo, 22: 14h50 - 20h00). 

 

alcides mh.jpeg

Alcides Estrela (à dtª) é "Cyrus" na série "Mata Hari"

 

mm mh.jpg

Margarida Marinho (à esqª) na série "Mata Hari"

 



publicado por Alma Lusa às 15:10

 

As canções do brasileiro Chico Buarque chegaram à voz de António Zambujo.

 

Apresentação, num registo intimista, do novo álbum de António Zambujo, "Até pensei que fosse minha". Este trabalho, com várias colaborações, é composto exclusivamente por canções de Chico Buarque.


A realização deste programa é de André Tentúgal. 

 



publicado por Alma Lusa às 10:22

luisa.jpg

 

Apresentação ao vivo de "Luísa", quarto trabalho de originais de Luísa Sobral.


"Luísa" foi gravado em 2016, em Los Angeles, produzido por Joe Henry, vencedor de 3 Grammy Awards. Filipe Cunha Monteiro, também ele músico, é o realizador deste programa especial.

 



publicado por Alma Lusa às 10:05
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
21

22

29


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO