Sábado, 30 de Abril de 2016
No Dia da Mãe, o TVCine 3 dedica a sua programação a todas as mães do mundo, em todos os cantos do planeta. Desde um subúrbio de Lisboa, sob a realização de João Salaviza, passando pelo Tennessee de Dolly Parton, uma ilha perdida na Grécia ao som dos Abba, uma médica condecorada no Afeganistão, uma viagem de férias à África do Sul ou a celebração de uma cerimónia judaica. Sem esquecer, claro, os filmes que valeram Óscares a Julianne Moore e Patricia Arquette, para além do clássico "Pela Borda Fora" (1987), com Goldie Hawn.
 

 

rafa-de-joao-salaviza.jpg

 

 
"Rafa", de João Salaviza
 
Ano: 2012
Realização e Argumento: João Salaviza
Elenco: Rodrigo Perdigão, Joana de Verona, Nuno Bernardo, Nuno Porfírio, Pietro Romani
 
Sinopse: Às seis da manhã, Rafa descobre que a mãe está detida pela Polícia. Na mota de um amigo, cruza a ponte e vai a uma esquadra no centro de Lisboa esperar pela sua libertação. 
 
"Rafa" conquistou o Urso de Ouro para Melhor Curta-Metragem no Festival de Cinema de Berlim 2012.
 
 

 


publicado por Alma Lusa às 21:42
Sábado, 30 de Abril de 2016

paulo varela gomes.jpg

 

 

Faleceu esta manhã, aos 63 anos de idade, o escritor, cronista e historiador de arte Paulo Varela Gomes.

 

Paulo Varela Gomes nasceu em 1952, filho do coronel Varela Gomes, figura destacada na oposição ao regime. Licenciou-se em História na Faculdade de Letras de Lisboa. Foi professor do ensino secundário e teve uma actividade política muito forte, enquanto militante do Partido Comunista Português. Nos anos 80, foi um dos fundadores, juntamente com Miguel Portas, do Movimento Política XXI, uma das correntes que deu origem ao Bloco de Esquerda. Foi delegado da Fundação Oriente, em Goa, de 1996 a 1998 e de 2007 a 2009. Protagonizou os documentários "O Mundo de Cá" e "Malta Portuguesa".

 

Paulo Varela Gomes foi professor associado no Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade de Coimbra e é autor de uma obra de investigação na área da arquitectura e da arte. Despediu-se da universidade em 2012, quando lhe foi diagnosticada uma doença oncológica em fase já bastante avançada. A partir desse momento, dedicou-se em exclusivo à literatura, tendo publicado quatro romances e um livro de crónicas: "O Verão de 2012" (2014); "Hotel" (2014, prémio do P.E.N. Clube); "Ouro e Cinza" (2014); "Era uma vez em Goa" (2015) e "Passos Perdidos" (Fevereiro 2016). Em Maio de 2015, publicou, na revista Granta, o texto "É mais difícil do que parece", um testemunho impressionante da sua experiência com a doença. 



publicado por Alma Lusa às 14:43
Sexta-feira, 29 de Abril de 2016

 



publicado por Alma Lusa às 16:14
Sexta-feira, 29 de Abril de 2016

elias.jpg

 

 

Concertos de Apresentação:

19 Maio - Casa da Música, Porto

21 Maio - Espaço Time Out - Mercado da Ribeira, Lisboa

 



publicado por Alma Lusa às 14:13
Sexta-feira, 29 de Abril de 2016

romeu e julieta.jpg

 

Texto: William Shakespeare (Reino Unido, 1834 - 1896)

Coreografia, direcção, espaço cénico e desenho de luz: Rui Horta

Música: Bruno Pernadas

Figurinos: Ricardo Preto

Apoio dramatúrgico: Pia Kraemer

Assistente do coreógrafo: Teresa Alves da Silva

Tradução: Fernando Villas-Boas

Co-produção: Companhia Nacional de Bailado e Teatro Nacional D. Maria II

 

Interpretação: Artistas da Companhia Nacional de Bailado e os actores Pedro Gil e Carla Galvão; Bruno Pernadas e Ensemble 

 

Sinopse: Já era tempo de vermos a Companhia Nacional de Bailado e o Teatro Nacional D. Maria II a trabalhar de novo em conjunto. Escolhemos fazê-lo à volta de dois nomes intemporais que as tradições do teatro e da dança partilham, mas que queremos ver com os olhos do nosso tempo, Romeu e Julieta. Para isso, convocámos um artista cujo percurso se centra na dança mas tem também viajado pelo teatro, Rui Horta. Duas casas nacionais de duas artes que partilham o mesmo palco. Já era tempo. (Luísa Taveira e Tiago Rodrigues)

 

O "meu" Romeu e Julieta não será uma revisitação de um clássico da Dança ou do Teatro. Mesmo tendo como pano de fundo o texto de Shakespeare, a obra será uma viagem sensorial fora da narrativa, mas fiel às duas grandes questões que aborda – a irracionalidade e dependência do ser humano perante o amor (e a paixão) e perante a morte (e a violência). Eros e Thanatos, literalmente de mãos dadas, como os dois jovens amantes. Um exercício multidisciplinar entre a dança, o teatro, a música ao vivo, a arquitectura de cena e um tema, esse sim, imortal. (Rui Horta)
 



publicado por Alma Lusa às 13:46
Sexta-feira, 29 de Abril de 2016

festival_dias_da_danca.jpg

 

 

http://festivalddd.com/pt/

 



publicado por Alma Lusa às 13:37
Sexta-feira, 29 de Abril de 2016

camara lenta.jpg

 

A RTP2 dedica o mês de Abril ao Cinema Português. Cinco propostas para acompanhar nas noites de sexta-feira. Na rubrica Já Vi Este Filme, exibida antes e depois do filme, são convidados o escritor Manuel S. Fonseca e a actriz Isabel Medina, que farão um comentário ao mesmo.

 

O quinto filme do Ciclo do Cinema Português a ser exibido é "Em Câmara Lenta", o último filme de Fernando Lopes, falecido em 2012.  

 

Ano: 2012

Realização: Fernando Lopes (1935 - 2012)

Argumento: Rui Cardoso Martins

Produção: Paulo Branco

 

Elenco: Rui Morisson, João Reis, Maria João Pinho, Maria João Luís, Maria João Bastos, Carlos Santos, John Frey, Nuno Rodrigues, Miguel Monteiro

 

Sinopse: Um longo mergulho no mar transforma-se numa intensa travessia pela vida de Santiago e pelas suas relações. A paixão por Constança. O casamento com Laurence. A cumplicidade do amigo Salvador. O último filme do realizador Fernando Lopes abre-nos as portas para uma intrincada teia de relacionamentos. Ao inevitável "quem eu sou?", as personagens de "Em Câmara Lenta" respondem com "não sei quem tu és".

 

 



publicado por Alma Lusa às 11:10
Sexta-feira, 29 de Abril de 2016

mtv 2.jpg

 

 

Esta noite, às 20h15, vai chegar à MTV um carro com gente brutal lá dentro! O canal decidiu dar boleia a vários artistas de topo na nova série de produção nacional, "MTV Drive Time by smart", e deixá-los literalmente cantar ao volante. Mas será que vão conseguir fazê-lo sem desafinar?

 

Com Rui Unas no papel de motorista, músicos portugueses vão sentar-se no "lugar do pendura" para conversas descontraídas e muitas canções, com animação garantida. Só há uma regra: não desafinar! Ao longo de 13 episódios de 10 minutos, muitos serão aqueles que vão entrar no novo smart e ganhar uma boleia em troca de uma canção… ou duas.

 

Amor Electro, Aurea, C4 Pedro, Fernando Ribeiro, HMB, Mickael Carreira e Miguel Ângelo são apenas alguns dos 13 artistas que aceitaram o desafio de andar à boleia de Rui Unas e da MTV Portugal, numa viagem onde não vai faltar muita música, pouca aceleração e q.b. de afinação. No final da viagem caberá ao 'canta-quilómetros' a difícil tarefa de avaliar o nível de diversão que cada participante conseguiu atingir. Mas uma coisa é certa: a animação irá exceder largamente o máximo permitido por lei!

 

A partir de hoje, as noites de sexta-feira vão ficar ainda mais divertidas, com a nova série de produção nacional "MTV Drive Time by smart". O primeiro artista a testar os seus dotes de cantor dentro de um smart será o angolano C4 Pedro, no primeiro episódio da série, com estreia marcada para as 20h15.
 
Sextas, às 20h15, na MTV.
 



publicado por Alma Lusa às 10:54
Quinta-feira, 28 de Abril de 2016

balada batráquio.jpg

 

 

Realização e Argumento: Leonor Teles

Produção: Uma Pedra no Sapato

 

Sinopse: Tal como os ciganos, os sapos de loiça colocados à entrada de casas e estabelecimentos comerciais não passam despercebidos a um olhar mais atento. Este filme (curta-metragem documental de 11 minutos) consiste num acto interventivo e social contra o significado simbólico e real contido nesses mesmos sapos. "Balada de um Batráquio" surge assim num contexto ambíguo. Um filme que intervém no espaço real do quotidiano português como forma de fabular sobre um comportamento xenófobo. 

 

Pémios: Urso de Ouro para Melhor Curta-Metragem no Festival de Cinema de Berlim

Melhor Curta-Metragem no Festival de Cinema de Hong Kong

 

A curta-metragem "Balada de um Batráquio", de Leonor Teles, estreia esta quinta-feira nas salas de cinema nacionais, em complemento do filme "Todos querem o mesmo", do realizador norte-americano Richard Linklater. 

 

 

leonor teles.JPG

 

Leonor Teles nasceu em Vila Franca de Xira, em 1992. Licenciou-se em Cinema na Escola Superior de Teatro e Cinema, na Amadora, e fez o mestrado em Audiovisuais e Multimédia na Escola Superior de Comunicação Social, em Lisboa. Filha de pai de etnia cigana, as suas raízes influenciaram a sua ainda curta carreira de realizadora - apesar de não ter crescido integrada no seio de uma comunidade cigana. A sua primeira curta-metragem, "Rhoma Acans", um documentário sobre raparigas ciganas, valeu-lhe vários prémios. Com "Balada de um Batráquio", Leonor Teles tornou-se a mais jovem realizadora de sempre a conquistar o Urso de Ouro no Festival de Berlim, um dos mais importantes festivais de cinema mundiais. 

 

Filmografia:

 

Balada de um Batráquio (curta-metragem documental, 2016)

Rhoma Acans (curta-metragem documental, 2012)

 



publicado por Alma Lusa às 11:19
Quinta-feira, 28 de Abril de 2016

 

O espectáculo do eSports chega à RTP, com magazine semanal e transmissão das ligas nacional e internacional. 

 

Os eSports são uma estrutura de competições online em que múltiplos jogadores se defrontam em jogos vídeo em plataformas online que permitem a emissão em directo, em diferido, fóruns e chats entre as comunidades de gamers.

 

No RTP Arena eSports vão poder ter acesso ao magazine semanal de televisão, às transmissões dos campeonatos no RTP Play, video on demand e a tutoriais. 

 

O "RTP Arena" é um magazine televisivo semanal de 25 minutos a emitir na RTP 1 (e outros canais RTP) sobre o universo dos eSports a nível nacional e internacional. Este será o conteúdo âncora do projecto "RTP Arena", espaço para transmissões de eventos de eSports, bem como conteúdos de VoD relativamente a estes eventos. O magazine irá acompanhar a Liga Portuguesa "League of Legends", a ser transmitida na RTP Play através do RTP Arena, bem como outras notícias e eventos organizados à volta do universo dos eSports em Portugal e no mundo. Por vezes, os prémios dos vencedores chegam a ultrapassar a barreira dos milhares de euros. 

 

O RTP Arena eSports entra em jogo no dia 29 de Abril, em arena.rtp.pt . 

 

O Magazine RTP Arena estreia hoje, por volta da uma da manhã, e será emitido todas as quintas-feiras, ao final da noite, na RTP1.

 



publicado por Alma Lusa às 10:32
Abril 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10

17

24


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO