Terça-feira, 04 de Novembro de 2014

 

misty festival.png

 

O Misty nasceu em Sintra em 2010 e, nas duas primeiras edições, estabeleceu a reputação de festival com características marcantemente diferentes, com uma aposta clara nalguns campos menos explorados por outros festivais, como são os casos dos mais notáveis cantautores da actualidade ou de música oriunda do universo da lusofonia.

 

Em 2014, o Misty Fest contará com 16 artistas, em 12 salas diferentes, durante 10 dias. O festival estende-se a várias localidades:

 

Lisboa (Centro Cultural de Belém, Cinema São Jorge, Fundação Calouste Gulbenkian)

Porto (Casa da Música)

Braga (Theatro Circo)

Aveiro (Teatro Aveirense)

Vila do Conde (Teatro Municipal)

Figueira da Foz (Centro de Artes e Espectáculos)

Caldas da Rainha (Centro de Congressos)

Espinho (Auditório Academia de Música)

Coimbra (Conservatório de Música)

Sintra (Centro Cultural Olga Cadaval)

 

http://www.misty-fest.com/

 



publicado por Alma Lusa às 17:01
Terça-feira, 04 de Novembro de 2014

 

capablitz500px-709f-9f47.jpg

 

30 anos, 30 entrevistas, 30 discos e 30 lugares da música portuguesa, de 1984 até 2014.

 

Para celebrar os 30 anos da marca BLITZ - o primeiro jornal chegou às bancas a 6 de Novembro de 1984 -, a presente edição da revista é muito especial. Ao longo de 116 páginas, são apresentados 30 retratos de figuras marcantes da música portuguesa das últimas três décadas, realizados pela fotógrafa Rita Carmo, assim como 30 entrevistas com músicos destacados da nossa praça e um top dos 30 melhores discos nacionais desde 1984. São ainda recordadas 30 salas de espectáculos onde os melómanos do nosso país foram felizes e que, entretanto, fecharam portas.

 

As celebrações dos 30 anos da BLITZ têm ainda direito a festa - esta terça-feira, dia 4, o Cinema São Jorge, em Lisboa, recebe uma série de actuações no âmbito dos festejos do 30º aniversário BLITZ. Pelo São Jorge passarão Sétima Legião, Capitão Fausto, Flak e uma banda surpresa. Em palco, estarão ainda novos valores da música nacional, entre os quais David Pessoa, Lisbon Kid (novo projecto que junta Rui da Silva e Danny de Matos), Valter Lobo, Elias e João Caetano.

 

Retratos de artistas portugueses captados entre 2004 e 2013 por Rita Carmo, fotógrafa da BLITZ há 23 anos, e incluídos no livro Bandas Sonoras - 100 Retratos da Música Portuguesa, estarão em exposição nas vitrines do São Jorge. À venda na festa da BLITZ estará ainda o DVD de UIVO - Um Documentário sobre António Sérgio, de Eduardo Morais, documentário sobre o radialista António Sérgio, acompanhado por um livro.



publicado por Alma Lusa às 11:44
Segunda-feira, 03 de Novembro de 2014

mana solta a gata.jpg

 

Adaptação e Encenação: António Pires

Intérpretes: Hugo Mestre Amaro, João Araújo, Rafael Fonseca

Figurinos: Luís Mesquita

 

Sinopse: Duas mulheres gordas. Muito gordas. Tão gordas que andam devagar. Quase não andam. Mas andam e dizem as coisas que a Adília Lopes escreveu, bem devagar. O espectáculo é uma coreografia oriental lenta. Mas só tem 1h30 e por isso passa-se rápido. Têm muito que fazer. Há um homem. É mau. Usa botas, cartola e bigode antigo em W. O homem guarda o espaço onde as mulheres fazem o que têm de fazer. Às vezes parece um domador de mulheres gordas. Nada disto é grotesco. Nem o movimento, nem a actuação. É hiper-realista. E tem música a pontuar toda a coreografia. Por isso, "Mana, Solta a Gata" é um musical hiper-realista.

 

 



publicado por Alma Lusa às 15:08
Segunda-feira, 03 de Novembro de 2014

 

Cartaz Cluedos Teatrais.jpg

 

Com: Carlos Paiva, Joana Almeida, João Cruz, Nuno Loureiro e Paula Antunes

 

Sinopse: A Ópera de Lisboa não é uma ópera normal e Francisco Torres está longe de ser o comum director de um espaço artístico. No entanto, nada fazia prever que naquela tarde ele fosse assassinado com um tiro a sangue frio... Assim se dá o mote aos investigadores em "Tiro no Escuro" - o novo Cluedo Teatral da Don' Adelaide Produções.

 

A Don' Adelaide Produções regressa com o conceito de espectáculo que, em 2013, deliciou os espectadores no Teatro da Comuna, esgotando sessão após sessão. Agora no Teatro Ibérico, o público tem oportunidade de jogar um cluedo com actores ao vivo, sendo parte integrante da acção, como se de uma investigação de Poirot se tratasse. O conceito é simples: um morto, cinco suspeitos e cinco equipas de investigadores, constituídas pelos próprios espectadores, que podem interrogar cada um dos envolvidos, analisar as provas disponíveis e movimentar-se livremente pelo espaço cénico, eles próprios componentes vivos do espectáculo.

 

Está assim aberta a porta de um dos mais belos e emblemáticos teatros de Lisboa a todos os que queiram sentir-se personagens de um livro de Agatha Christie por um dia e... descobrir quem deu um "Tiro no Escuro". Mas é melhor apressar-se... a lotação é limitada a 40 "investigadores" por sessão!

 



publicado por Alma Lusa às 14:51
Segunda-feira, 03 de Novembro de 2014

carminho-e7ef.jpg

 

 



publicado por Alma Lusa às 14:34
Domingo, 02 de Novembro de 2014

sara maratona.jpg

 

 

A atleta portuguesa Sara Moreira participou, este domingo, na sua primeira maratona, em Nova Iorque, e teve uma excelente estreia ao terminar a prova no 3º lugar do pódio, conquistando a medalha de bronze. Sara Moreira cumpriu a distância em 2h26m00s, a apenas 53s da vencedora, a queniana Mary Keitany, e a 50s da também queniana Jemina Sumgong, que conquistou o segundo lugar do pódio.

 

Sara Moreira, de 29 anos, é natural de Roriz, no concelho de Santo Tirso. Especialista em provas de fundo e meio-fundo, foi convidada a participar na Maratona de Nova Iorque pela organização. Para tal, preparou-se durante dois meses, correndo cerca de 200 quilómetros por semana. No mês passado, participou na meia-maratona de Lisboa, como um ensaio antes de Nova Iorque, e ficou em segundo lugar, sendo a única europeia no pódio, feito que volta a repetir na maratona nova-iorquina.

 

Ana Dulce Félix, a outra atleta portuguesa em competição, terminou com o tempo de 2:35,31s, pouco mais de 10 minutos depois da vencedora.

 

sara moreira.jpg

 



publicado por Alma Lusa às 17:41
Domingo, 02 de Novembro de 2014

TelmaMonteiro-AbuDhabi01.jpg

Telma Monteiro de ouro (2ª a contar da esquerda)

 

A judoca portuguesa Telma Monteiro conquistou, nesta sexta-feira, a medalha de ouro, na categoria de -57 kg, no Grand Slam de Abu Dhabi, ao derrotar na final a francesa Laetitia Blot. Para chegar à final, a judoca portuguesa afastou Al Jalili Al Nuaimi, dos Emirados Árabes Unidos, tendo batido a seguir a canadiana Catherine Beauchemin-Pinard. Telma Monteiro qualificou-se para a final depois de derrotar a norte-coreana Ri Hyo Sun.

 

Telma Monteiro, de 28 anos, ocupa actualmente a 8ª posição do ranking mundial e, este ano, sagrou-se vice-campeã mundial pela terceira vez. Este ano também já conquistou duas medalhas de bronze, nos Europeus e no Grande Prémio de Ulan Bator.



publicado por Alma Lusa às 17:27
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

16
22

23

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO