Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

zoom

 

Raquel Tavares está de regresso aos discos com um dos maiores projectos discográficos do ano: "Roberto Carlos Por Raquel Tavares – Do Fundo do Meu Coração". Este disco baseia-se em reportório da autoria de um dos maiores artistas de expressão portuguesa – o "Rei" Roberto Carlos. O álbum conta também com um dueto entre Raquel Tavares e o brasileiro Caetano Veloso e com um tema da artista portuguesa e da brasileira Ana Carolina. Neste álbum estão algumas das canções mais populares do artista brasileiro Roberto Carlos, tais como: "Como é grande o meu amor por você", "De tanto amor", "Fera Ferida", "Olha" e "Emoções".

 



publicado por Alma Lusa às 16:26

Pedro-Rolo-Duarte-foto.jpg

 

Faleceu esta sexta-feira, aos 53 anos, o jornalista Pedro Rolo Duarte.

 

Filho dos jornalistas António Rolo Duarte (já falecido) e Maria João Duarte, Pedro Rolo Duarte nasceu em Lisboa, a 16 de Maio de 1964. Com 17 anos, começou a enviar textos para o suplemento juvenil do jornal Correio da Manhã, vindo a tornar-se colaborador regular do suplemento. 

 

A sua carreira divide-se pela imprensa escrita, rádio e televisão. Foi colaborador e/ou colunista do jornal Diário Económico e das revistas EgoístaS.O.S SaúdeVisãoPousadasElle Revista Mais. Actualmente, era colunista da revista Lux Woman. Foi redactor e editor-adjunto do jornal O Independente, director-adjunto do jornal Se7e, fundador e editor-geral da revista Capa, editor-geral da revista Visão, fundador, criador e director do suplemento DNA do jornal Diário de Notícias, sub-director do Diário de Notícias. Fundou e editou a Nós, primeira revista de fim-de-semana do jornal i.

 

Na rádio, foi autor e/ou realizador de vários programas, passando por várias estações como Rádio Renascença, Rádio Comercial, Correio da Manhã Rádio, Antena 1 e Antena 3. Actualmente apresentava o talk show semanal "Hotel Babilónia", com João Gobern, na Antena 1. 

 

Na televisão, apresentou e colaborou em diversos programas, como "VivaMúsica!" (RTP1), "Falatório" (RTP2), "Tempos Modernos" (RTP1), "Fala com Elas" (RTP N) ou "Treinadores de Bancada" (A Bola TV), entre muitos outros. O último foi "Central Parque", magazine transmitido na RTP3 em 2015 e 2016, que Pedro Rolo Duarte co-apresentava com a jornalista e escritora Joana Stichini Vilela. 

 



publicado por Alma Lusa às 15:37

a vida do sousa.png

 

Hugo Sousa volta ao pequeno ecrã com "A Vida do Sousa", uma série de humor onde o protagonista, um comediante do Norte, decide começar um novo capítulo na sua vida mudando-se para Lisboa.

 

Com novos amigos e uma nova namorada, Sousa tenta desvendar o seu quotidiano durante várias situações do dia-a-dia, misturadas com momentos de stand-up comedy.

 

Sextas, às 00h15, na SIC Radical.

 

 

 



publicado por Alma Lusa às 10:56

 

 

Autoria: Helena Matos

Realização: Patrícia Sequeira

 

Sinopse: Documentário sobre uma das maiores catástrofes ocorridas em Portugal: as cheias em Novembro de 1967, onde terão morrido mais de 700 pessoas.

 

Quando se assinalam 50 anos sobre as cheias de Novembro de 1967, a RTP1 exibe um documentário sobre esta grande catástrofe ocorrida em Portugal.

 

Na madrugada de 25 para 26 de Novembro, a água começa a subir em Vila Franca de Xira, Castanheira do Ribatejo, Quintas, Odivelas, Olival de Basto, Póvoa de Santo Adrião, Alenquer e Benfica (Lisboa)… A chuva que parecia pouca transforma-se numa corrente que não pára de subir. Os telefones começam a tocar nos quartéis de bombeiros, as paredes frágeis das barracas em Odivelas cedem e os vidros das casas da lezíria ribatejana partem-se.

 

Recuperando testemunhos de época, e recolhendo outros agora, reconstituem-se as horas em que a luz se apagou, em que as linhas telefónicas caíram, os carros deixaram de circular e a água subiu nas quintas da lezíria, nas barracas da periferia e nos palácios como aquele, em Oeiras, que albergava parte das colecções Gulbenkian.

 

Depois, a noite passou e vieram previsões meteorológicas de céu pouco nublado. Mas o sol desse fim de Novembro tornou ainda mais evidente a falta de infra-estruturas, a censura e os problemas da habitação do país.

 

O documentário "O Tempo Que Faz" conta com depoimentos do Presidente da Câmara Municipal de Alenquer da época, de um militar do quartel de Paço d'Arcos (Oeiras), da jornalista e escritora Alice Vieira e da actriz Maria João Luís. Natural do concelho de Vila Franca de Xira, a actriz ainda não tinha 3 anos quando se deu a tragédia e a sua família perdeu 30 pessoas, na aldeia de Quintas. 

 



publicado por Alma Lusa às 10:21

portugal moldávia.png

 

Esta sexta-feira, a Selecção Nacional de Futebol Feminino disputa mais uma partida referente à fase de qualificação para o Campeonato Mundial 2019, que terá lugar em França.

 

O jogo Portugal x Moldávia realiza-se no Estádio do Bonfim, em Setúbal, tem início às 17h00 e será transmitido na RTP1.

 

FORÇA, PORTUGAL!!!

 



publicado por Alma Lusa às 09:53
Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

joão ricardo.jpg

 

Faleceu hoje, aos 53 anos de idade, o actor João Ricardo.

 

João Ricardo nasceu a 27 de Maio de 1964, em Lisboa. Nos anos 80, entra para a Escola de Circo do Chapitô, tendo sido um dos seus primeiros alunos. Estreou-se como actor, em 1990, na peça "O Baile", uma produção do Teatro A Barraca. Depois disso, seguir-se-ia uma carreira dividida pelo teatro, cinema e televisão que o tornaram num dos actores mais queridos junto do público português.

 

No teatro, além de actor foi também encenador. Foi ainda director artístico do Teatro de Carnide e fez vários trabalhos com o Teatro Nacional D. Maria II como actor e encenador.

 

No cinema, entrou em filmes como "A Passagem da Noite" (2003), "A Corte do Norte" (2008) ou "Eclipse em Portugal" (2014).

 

Em televisão, foram vários os trabalhos em que João Ricardo participou como a série "Lelé e Zequinha" (RTP1, 1997) onde interpretava o Zequinha. Entrou em várias séries, mini-séries e telenovelas. Nos últimos anos, era um actor exclusivo da SIC e, por isso, os seus últimos trabalhos em televisão foram para aquele canal.

 

Em Outubro de 2016, João Ricardo foi operado de urgência a um tumor no cérebro. Recentemente, o tumor reapareceu e João Ricardo, que integrava o elenco da novela "Espelho d'Água", actualmente em exibição na SIC, teve de abandonar as gravações para fazer novos tratamentos, acabando por não resistir à doença.



publicado por Alma Lusa às 21:28

Nos primeiros dias após a declaração de guerra da Alemanha, o entusiasmo foi galvanizando a propaganda do Governo. Cerca de 20 mil homens, de todas as condições sociais, foram mobilizados e acabaram enviados para Tancos para receberem treino militar, uma tarefa muito difícil, com praticamente metade desses mobilizados a serem analfabetos. Depois de uma primeira parte da instrução militar básica, iniciou-se um outro período mais duro a pensar na guerra das trincheiras. 

 



publicado por Alma Lusa às 21:15

 

Ano: 1987/88

Argumento: Marcello de Moraes (adaptação do livro de Aquilino Ribeiro)

Animação e Realização: Artur Correia e Ricardo Neto

Diálogos e letra das canções: Maria Alberta Menéres

Música original: Jorge Machado

 

Vozes: Fernanda Figueiredo (raposa Salta-Pocinhas), Luís Horta (Lobo), Joel Branco (Corvo), António Semedo, Alina Vaz, Igor Sampaio, João Coelho, Maria Manuela

 

Sinopse: Co-produção da Topefilme com a Telecine-Moro, duas empresas de grande actividade na animação e na publicidade à época, para emissão na RTP, "O Romance da Raposa" adapta fielmente o clássico da literatura infantil de Aquilino Ribeiro (1885 - 1963), cuja primeira edição, datada de 1924, foi ilustrada por Benjamin Rabier, famoso desenhador e pioneiro da animação francesa, que Aquilino conheceu numa das suas viagens a Paris. O livro faz parte hoje do Plano Nacional de Leitura e a série não mais seria vista após a sua emissão televisiva.

 

A sessão na Cinemateca Portuguesa, em Lisboa, contará com a presença dos dois realizadores, Artur Correia e Ricardo Neto, com a autora da adaptação, Maria Alberta Menéres, e com a actriz que deu voz à personagem da Raposa, Fernanda Figueiredo.

 

Em Dezembro serão exibidos os episódios 8 a 13, correspondendo à segunda parte do livro de Aquilino.

 

 

 



publicado por Alma Lusa às 16:40

3x3d cartaz.jpg

 

Realização e Argumento: Peter Greenaway (Reino Unido), Jean-Luc Godard (França), Edgar Pêra (Portugal)

Produção: Bando à Parte (Rodrigo Areias)

 

Elenco: Miguel Monteiro (segmento Just in Time); Nuno Melo, Leonor Keil, Carolina Amaral, Keith Davis, Ângela Marques, Jorge Prendas, Pedro J. Ribeiro (segmento Cinesapiens)

 

Sinopse: Na cidade de Guimarães, um lugar com mais de dois mil anos, três realizadores - Peter Greenaway, Jean-Luc Godard e Edgar Pêra - exploram o 3D e a sua evolução no mundo do cinema. Just in Time, de Greenaway, relembra a história da cidade, atravessando dois milénios ao redor do Paço dos Duques de Bragança num plano sequência de 16 minutos que segue um percurso entre a Praça da Oliveira, a Igreja da Senhora da Oliveira e os claustros do Museu Alberto Sampaio. The Three Disasters é o vídeo-ensaio de Godard que parte de material de arquivo para se debruçar sobre a fragmentação da história e a sua intersecção com a história do cinema. Cinesapiens, de Pêra, é a primeira produção do país a usar o 3D; o filme explora o papel do público na experiência de ver um filme, utilizando um grupo de espectadores dentro de uma sala de cinema em Guimarães. "3X3D" é uma produção Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura que percorre a memória e nos projecta num futuro tridimensional.

 

 

 

CENTRO HISTÓRICO.jpg

 

Realização e Argumento: Aki Kaurismäki (Finlândia), Pedro Costa (Portugal), Víctor Erice (Espanha), Manoel de Oliveira (Portugal)

Música: Pedro Santos (compositor música segmento Vidros Partidos)

Produção: Bando à Parte (Rodrigo Areias)

 

Elenco: Ilkka Koivula (Finlândia, segmento O Tasqueiro); Ventura, António Santos, Tito Furtado (segmento Sweet Exorcist); Judite Araújo, Maria de Fátima Braga Lima, Arlindo Fernandes, Filomena Gigante, Cruz José, Amândio Martins, Henriqueta Oliveira, Gonçalves Rosa, Pedro Santos, Valdemar Santos, Manuel Silva (segmento Vidros Partidos); Marco Carreira, Ricardo Trêpa, Kristine Strautane, Kristina Zurauskaite (segmento O Conquistador Conquistado)

 

Sinopse: "Centro Histórico" reúne quatro curtas-metragens de quatro realizadores: os portugueses Manoel de Oliveira e Pedro Costa, o finlandês Aki Kaurismäki e o espanhol Víctor Erice. O filme resulta de uma encomenda da Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura para mostrar "as histórias que a cidade tem para contar". Aki Kaurismäki, em O Tasqueiro, começa com uma comédia agridoce sem diálogos sobre um taberneiro, que vê muito sem realmente experimentar o que quer que seja. Sweet Exorcist, de Pedro Costa, é um mergulho reflexivo na memória colonial através de um elevador onde estão um emigrante cabo-verdiano, o Ventura que já participou em "Juventude em Marcha", e um soldado português. No lado documental, Vidros Partidos, do basco Víctor Erice, presta homenagem à indústria têxtil centenária de Guimarães, fixando-se nos operários de uma fábrica de vidro inaugurada no século XIX e encerrada em 2002. A última palavra é de Manoel de Oliveira (1908 - 2015) que, em O Conquistador Conquistado, brinca com a avalanche de turistas no centro histórico de Guimarães e as suas fotografias.

 



publicado por Alma Lusa às 11:02

A Casa dos Violinos - Três Gerações da Família de Luthiers Capela

 

Autoria: Diana Albuquerque

Realização: Carlos Oliveira

Edição: Pedro Pinheiro

 

Sinopse: Documentário da jornalista Diana Albuquerque, com imagem e realização de Carlos Oliveira e edição de Pedro Pinheiro, sobre uma família portuguesa de luthiers que, há mais de cem anos, constrói e repara violinos, violas de arco e violoncelos.

 

António Capela é o protagonista de uma história com mais de 80 anos, pautada pelo lirismo dos instrumentos de cordas. O seu perfeccionismo e talento fizeram-no seguir o ofício do pai, o mestre Domingos Capela. O amor à profissão, as pessoas, a saudade do pai e o orgulho no filho, Joaquim António Capela, que representa a terceira geração de uma família de construtores de instrumentos de arco com destaque no plano internacional. Na casa que conheceu as três gerações da família Capela, na freguesia de Anta, Espinho, os instrumentos ganham vida, sobretudo os violinos, reconhecidos a nível mundial. 


Um violino Capela é o protagonista final do documentário, através do talento do violinista Tomás Costa, membro do naipe de primeiros violinos da Orquestra Gulbenkian.



publicado por Alma Lusa às 10:31
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
18

19
25

26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO