Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

Prémios FIFA 2017

 

A segunda edição dos prémios The Best, da FIFA, ocorre esta segunda-feira, em Londres, para premiar os melhores do mundo no futebol. Na gala serão atribuídos vários prémios: melhor jogador, melhor jogadora, melhor guarda-redes, melhor treinador, melhor golo, melhor treinador(a) de futebol feminino, prémio fair play e o prémio de melhores adeptos.

 

Nos finalistas para Melhor Jogador está o português Cristiano Ronaldo que venceu o prémio na edição anterior. Estão também nomeados o argentino Lionel Messi e o brasileiro Neymar.

 

Os prémios The Best, que distinguem os melhores do futebol, passaram a ser atribuídos em 2016, quando a FIFA terminou a parceria com a revista francesa France Football com a qual atribuía os prémios anualmente. Cristiano Ronaldo ganhou o prémio de melhor futebolista do mundo por quatro ocasiões e é o principal candidato a vencer a edição 2017. Se o conseguir, será eleito Melhor do Mundo pela quinta vez. 

 

Para ver esta segunda-feira, a partir das 19h30, na RTP1 e Sport TV+.

 

ronaldo best.jpg

Cristiano Ronaldo venceu o prémio The Best 2016



publicado por Alma Lusa às 10:15
Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

rip curl pro portugal 2017.jpg

 

De 20 a 31 de Outubro, a Praia de Supertubos, em Peniche, volta a receber os melhores surfistas do mundo na etapa do Rip Curl Pro Portugal.

 

A etapa portuguesa é a penúltima do circuito da WSL (World Surf League - Circuito Mundial de Surf) e terá dois surfistas lusos em prova: Frederico Morais e Vasco Ribeiro.

 

Frederico Morais é o segundo português a integrar a elite do surf mundial. Depois de Tiago Pires, que competiu no Circuito Mundial de Surf entre 2008 e 2014, Portugal voltou a ter um representante entre os melhores do mundo. Na sua época de estreia, Frederico "Kikas" Morais tem dado provas do seu talento num excelente ano e espera conseguir manter-se entre a elite do surf, podendo mesmo ser o melhor estreante do ano.

 

Vasco Ribeiro, grande valor da nova geração de surfistas portuguesas, estará em Supertubos como wild card, ou seja, convidado. Em 2015, também foi convidado e ficou em 3º lugar, no que é o melhor resultado de um surfista português, na etapa lusa, até hoje. 

 

Acompanhe o Rip Curl Pro Portugal, de 20 a 31 de Outubro, nos canais Sport TV.

 

frederico morais 2.jpg

Frederico Morais

 

vasco ribeiro.jpg

Vasco Ribeiro

 



publicado por Alma Lusa às 21:02

joao pinto coelho.png

 

Esta sexta-feira, foi divulgado o vencedor do Prémio Leya e o escolhido da edição 2017 foi o romance "Os Loucos da Rua Mazur", do escritor português João Pinto Coelho.

 

Manuel Alegre, presidente do júri do Prémio Leya, justificou a escolha do romance por ser "bem estruturado" e "não ceder ao facilitismo do romance histórico". Destacou ainda "as qualidades de efabulação e verosimilhança em episódios de violência brutal com motivações ideológico-políticas e étnico-religiosas". O romance passa-se na Polónia, antes da 2ª Guerra Mundial. 

 

João Pinto Coelho nasceu em Londres, em 1967, e cresceu em Lisboa. É licenciado em Arquitectura. Em 2014, publicou o seu primeiro romance, "Perguntem a Sarah Gross", finalista do Prémio LeYa nesse ano. 

 

O Prémio LeYa é o maior prémio para uma obra inédita escrita em Língua Portuguesa. Este ano, concorreram 400 obras originais, provenientes de 18 países (192 de Portugal e 187 do estrangeiro), dos quais foram escolhidos 5 finalistas, sendo hoje divulgado o vencedor da edição de 2017.

 

Nas edições anteriores do prémio LeYa, os vencedores foram: "O Rasto do Jaguar", do brasileiro Murilo Carvalho (2008); "O Olho de Hertzog", do moçambicano João Paulo Borges Coelho (2009); "O Teu Rosto Será o Último", de João Ricardo Pedro (2011); "Debaixo de Algum Céu", de Nuno Camarneiro (2012); "Uma Outra Voz", de Gabriela Ruivo Trindade (2013); "O Meu Irmão", de Afonso Reis Cabral (2014) e "O Coro dos Defuntos", de António Tavares (2015). Em 2010 e 2016, o prémio não foi atribuído por o júri achar não haver qualidade suficiente nas obras a concurso.



publicado por Alma Lusa às 16:45

 



publicado por Alma Lusa às 16:16

sob pressão.png

 

Este domingo, a Globo Portugal estreia sete séries originais do canal brasileiro Globo. Uma das séries é "Sob Pressão", que conta com a participação dos actores portugueses Isabél Zuaa e Diogo Mesquita em dois episódios.

 

"Sob Pressão" é uma série de 9 episódios que retrata o dia-a-dia de uma equipa de médicos e enfermeiros de um hospital público do Rio de Janeiro. Num ambiente caótico, tentam superar os obstáculos e improvisam com o que podem para salvar vidas. Além de mostrar a realidade do trabalho dos médicos, "Sob Pressão" acompanha o romance vivido entre a cirurgiã Carolina e o médico Evandro.

 

No 3º episódio, temos a participação da actriz portuguesa Isabél Zuaa, no papel de "Brenda". Filha de pai guineense e mãe angolana, Isabél Zuaa é natural de Lisboa. Estudou na Escola de Artes do Chapitô e no Conservatório Nacional. No Brasil, estudou Artes Performativas no Unirio. Nos últimos tempos, a actriz portuguesa tem trabalhado na ficção brasileira, destacando-se os filmes "Joaquim" e "As Boas Maneiras". Além de ter participado na série "Sob Pressão", da Globo, participou noutra série brasileira, "O Som e o Tempo", do Canal Brasil.

 

 

 

 

No 8º episódio da série, temos a participação do actor português Diogo Mesquita. Natural de Lisboa, entrou em "Morangos com Açúcar" (TVI), "Mulheres" (TVI), "Coração d'Ouro" (SIC), entre outros trabalhos na televisão portuguesa. Actualmente, podemos vê-lo na série "A Criação", da RTP1, onde interpreta o "Urso".

 

diogo mesquita.jpg

 

Domingos, às 21h15, na Globo Portugal.

 



publicado por Alma Lusa às 15:50

brasil bordo.jpg

 

Este domingo, a Globo Portugal estreia sete séries originais do canal brasileiro Globo. Entre as estreias está "Brasil a Bordo", que tem entre os protagonistas a actriz portuguesa Maria Vieira.

 

"Brasil a Bordo" é uma série cómica que conta a história da disfuncional família Cavalcanti, dona da empresa PioráLinhas Aéreas, que deixou de ter a boa vida a que estava acostumada e encontra-se numa situação económica instável, em parte por culpa dos mal administrados negócios da família. 

 

Maria Vieira é "São José", uma das funcionárias. A actriz portuguesa já fez outros trabalhos na ficção brasileira, como as novelas "Negócio da China" ou "Aquele Beijo", ambas na Globo. 

 

Domingos, às 19h20, na Globo Portugal. 

 

maria vieira brasil bordo.jpg

Maria Vieira é "São José", uma das assistentes de bordo

 



publicado por Alma Lusa às 15:28

 

Concerto de abertura do ciclo In Memoriam de António Fragoso, no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, que inicia um ano de comemorações dedicadas ao centenário da morte do compositor português.

 

O concerto é uma homenagem conjunta ao compositor e pianista António Fragoso (1897-1918) e ao maestro e violoncelista David de Souza (1880-1918), dois grandes vultos da música e da cultura portuguesa, unidos por laços profissionais e de amizade, ambos falecidos em 1918.

 

Sobre António Fragoso disse o grande maestro Pedro de Freitas Branco: "António Fragoso tinha a envergadura para se tornar o maior compositor português de todos os tempos. Era um músico intelectual. A sua vincada personalidade impunha-o tanto à nossa admiração, como o seu génio de compositor, e morrer aos vinte e um anos é quase não ter vivido."

 

O concerto começa e termina com duas estreias: uma obra inédita de António Fragoso e uma encomenda da Associação António Fragoso ao compositor Rui Paulo Teixeira. O programa inclui ainda os Nocturnos em ré bemol maior e em si bemol menor e "Petite Suite", de António Fragoso, em arranjos para orquestra, e "Aguarela", de David de Souza.

 

Intérpretes:
Manuel Araújo, piano
Orquestra Atlântico
Direcção de Artur Pinho Maria

 

António Fragoso nasceu na Pocariça, concelho de Cantanhede, em 1897 e morreu em Lisboa, em 1918, aos 21 anos, vítima da pneumónica, depois de concluídos os estudos no Conservatório Nacional, sob a orientação de Luís de Freitas Branco e Marcos Garin. A assimilação da expressão impressionista da época, patente na sua obra, quando ainda era rara no panorama português, e a morte prematura, levou especialistas a estabelecer um paralelismo entre o compositor, na música, e Amadeo de Souza-Cardoso, na pintura.

 

 



publicado por Alma Lusa às 15:03

divã estaline 2.jpg

 

Ano: 2017

País: França/Portugal

Realização: Fanny Ardant (França)

Argumento: Fanny Ardant (baseado no romance do escritor francês Jean-Daniel Baltassat)

Produção: Paulo Branco (Alfama Films, Leopardo Filmes)

Locais de rodagem: Palace Hotel do Bussaco e Serra do Buçaco (Luso, Mealhada); Parque da Curia (Curia, Anadia)

 

Elenco: Gérard Depardieu (França), Emmanuelle Seigner (França), Paul Hamy (França), François Chattot (França), Luna Picoli-Truffaut (França), Tudor Istodor (Roménia), Alexis Manenti (França), Lídia Franco (Portugal), Joana de Verona (Portugal), Xavier Maly (França), Miguel Monteiro (Portugal), Philippe Leroux (Portugal), Marta Barahona Abreu (Portugal), João Cunha (Portugal), Mónica Ferreira (Portugal), Carla Guilherme (Portugal), Tiago Guimarães (Portugal), Daniel Louro (Portugal), Sérgio Marafona (Portugal), Tiago Sarmento (Portugal), Daniyil Ushakov (Portugal)

 

Sinopse: Estaline vem descansar três dias num palacete no meio da floresta. Acompanha-o a sua amante de longa data, Lidia. No escritório onde ele dorme, há um sofá parecido com o de Freud em Londres. À noite, propõe a Lidia jogarem o jogo da psicanálise. Durante o dia, um jovem pintor, Danilov, espera ser recebido por Estaline para lhe apresentar o monumento que concebeu para a sua glória. Gera-se entre os três uma ligação perturbada, perigosa e perversa. O desafio é sobreviver ao medo e à traição.

 

O filme "O Divã de Estaline", uma co-produção entre França e Portugal, foi integralmente rodado no nosso País e tem no elenco vários actores portugueses.

 

lidia franco.jpg

 

Lídia Franco no filme "O Divã de Estaline"

 

Miguel-Monteiro.jpg

 

Joana de Verona, Miguel Monteiro e Lídia Franco

 

 



publicado por Alma Lusa às 14:44
Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

folio 2017.jpg

 

http://foliofestival.com/

 

De 19 a 29 de Outubro, decorre a 3ª edição do FOLIO - Festival Literário Internacional de Óbidos. Sob o tema "Revoluções, Revoltas e Rebeldias" haverá concertos, exposições, filmes, apresentações, teatro e muitas conversas com escritores. Serão 29 mesas com escritores de 14 países de cinco continentes.

 



publicado por Alma Lusa às 18:06

porto filme.jpg

 

País: Portugal/EUA/França

Realização: Gabe Klinger (EUA)

Argumento: Larry Gross, Gabe Klinger

Produção: Double Play Films, Bando à Parte (Portugal), Gladys Glover, Salem Street Entertainment 

Locais de rodagem: Porto, Citânia de Sanfins (Paços de Ferreira), Paris (França)

 

Elenco: Anton Yelchin, Lucie Lucas, Paulo Calatré (Portugal), Françoise Lebrun, Florie Auclerc-Vialens, Diana de Sousa (Portugal), Rita Pinheiro (Portugal), Aude Pépin

 

Sinopse: Jake, um americano solitário afastado da família, e Mati, uma estudante francesa de viagem com o seu professor e amante, conhecem-se uma noite na cidade do Porto e criam uma ligação breve mas marcante. Os momentos compartilhados entre si estão envolvidos por uma aura de mistério. Através das suas memórias, Jake e Mati revivem as profundezas de uma noite que o tempo não alterou.

 

"Porto" é uma co-produção entre Portugal, França e EUA, com realização do norte-americano Gabe Klinger. O filme conta com actores portugueses no elenco e foi, maioritariamente, rodado em Portugal, em especial na cidade do Porto.

 

O filme "Porto" é protagonizado pela actriz francesa Lucie Lucas e pelo actor norte-americano Anton Yelchin, falecido em 2016, aos 27 anos de idade. 

 



publicado por Alma Lusa às 11:12
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO